Arquivos do Blog

Guarani 3×2 Palmeiras – Paulistão 12

Vergonha.

É a única palavra que vem à mente. O Palmeiras perdeu hoje mais um pouco da sua já tão dizimada dignidade.

É o que dá pra dizer. Um time que teve 10 chances de gol e fez duas perder prum time que teve 5 chances e fez 3 é pra ter vergonha. Especialmente se o derrotado é um time tido como grande.

Vou ter que me retratar. Elogiei o Deola há duas semanas atrás, pelos 100 jogos completos no gol do Palmeiras. Hoje ele mostrou, e deu razão pros seus críticos, que não serve pra vestir essa camisa. Tomar gol olímpico em jogo decisivo é pra encerrar a carreira. E se não bastasse, ainda levou o gol do tiro de misericórdia numa falha bizarra. Por isso, Deola, vá pra puta que pariu. VOCÊ NÃO SERVE!

Outro que já não serve há pelo menos um ano é o Sr. Felipão. Não preciso listar os motivos. Nós todos sabemos quais são. Hoje, apesar de ter acertado tanto em tirar o L. Amaro do time como entrar com o Luan, que foi o que mais criou – e também o que mais perdeu – chances de gol, o fato é que por culpa do Bigode o time já está quase na metade do ano jogando sem qualquer padrão tático. Felipão nunca foi bom de estratégia. O negócio dele era grupo. Grupo este que, há muito tempo, o Bigode perdeu. Poucos jogadores seguem fechados com o treinador e, por isso, o Palmeiras não responde em campo. Infelizmente, é hora do Bigode pegar seu chapéu e ir procurar sua turma.

Além disso, um recado pro Sr. Assunção: jogador que se preze não para em nenhum lance esperando juiz marcar falta. Talvez por isso que você nunca ganhou nada na sua vida, apesar dos 15 anos de carreira. Vaza você também.

E por último, Tirone, você é o grande responsável disso tudo. Se o time é o reflexo da sua diretoria, você e sua trupe de incompetentes transformou o Palmeiras numa banana ambulante. Não vejo a hora do seu mandato acabar pra eu voltar a ter orgulho de ser palmeirense.

Não tenho mais nada pra falar. Só que quarta-feira tem mais sofrimento, de preferência ao lado dos parceiros que estiveram hoje em Campinas e os que não puderam estar mas que sempre dividem da nossa angústia. É sério, ser palmeirense virou uma tortura constante, que não tem dia nem hora pra acabar… Pode esperar que tem mais desgraça chegando.

OS LANCES:

A FICHA TÉCNICA:

GUARANI 3 X 2 PALMEIRAS

Local: Brinco de Ouro, em Campinas (SP)
Data/Hora: 22/04/2012 – às 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Vinicius Furlan (SP)
Assistentes: Vicente Romano Neto (SP) e Gustavo Rodrigues de Oliveira (SP)

GOLS: Fumagalli, 5’/1ºT (1-0); Fabinho, 8’/2ºT (2-0); Marcos Assunção, 9’/2ºT (2-1); Fabinho, 45’/2ºT (3-1); Henrique, 45’/2ºT (3-2)
CARTÕES AMARELOS: Bruno Recife, Willian Favoni (GUA); Mauricio Ramos, João Vitor, Barcos, Fernandão, Márcio Araújo, Juninho (PAL)
CARTÕES VERMELHOS: –
RENDA E PÚBLICO: R$ 447.400,00 / 15.005 pagantes

GUARANI: Emerson; Oziel, Domingos, Neto e Bruno Recife; Willian Favoni (Ewerton Páscoa, 8’/2ºT), Fábio Bahia, Danilo Sacramento e Fumagalli; Fabinho e Bruno Mendes (Bruno Peres, 43’/2ºT). Técnico: Vadão.

PALMEIRAS: Deola, Cicinho, Mauricio Ramos, Henrique e Juninho; Márcio Araújo, Marcos Assunção, João Vítor (Valdivia, 15’/2ºT) e Daniel Carvalho (Fernandão, 34’/2ºT); Barcos e Luan (Patrik, 38’/2ºT). Técnico: Luiz Felipe Scolari.

AVANTI PALESTRA!


Tem Jogo! Guarani x Palestra – Quartas – Paulistão 12

Srs., o campeonato Paulista começa hoje para o Palmeiras, 18:30 em Campinas.

Agora é pra valer. Derrotas bestas como s pros Gambás e a pro próprio Bugre não podem mais acontecer.

Chegou o momento dos jogadores mostrarem que têm condições de vestir a nossa camisa. E da torcida esquecer as broncas e apoiar o time sem parar. Serão 4.411 contra o time do Guarani. E a vitória virá.

 Dificil saber sue time jogará, já que o Bigode fechou os treinos a semana inteira. Há quem diga que o time entrará num 3-5-2, numa tentativa de reforçar a defesa na parte aérea. O Palmeiras tomou 3 gols em jogadas de bola aérea contra o mesmo adversário de hoje. Parece que a preocupação é válida, se bem que, na minha opinião, bastava tirar o Leandro Amaro do time e manter o esquema que já vinha sendo utilizado.

Assim, podemos tanto ter Deola; L. Amaro, M. Ramos e Henrique; Cicinho, Araujo, Assunção, Daniel Carvalho e Juninho; Barcos e Fernandão (Maikon Leite); como Deola, Cicinho, L. Amaro, Henrique e Juninho; Araujo, Assunção, João Vitor e Daniel Carvalho; Barcos e Fernandão (Maikon Leite).

O Guarani jogará com Emerson; Oziel, Domingos, Neto e Bruno Recife; Willian Favoni, Fábio Bahia, Danilo Sacramento e Fumagalli; Fabinho e Bruno Mendes.

Palpite do Maluco é de 2×1, sofrido, gols de Marcos Assunção e Henrique.

 Logo mais, em Campinas pra empurrar a vitória do Verdão!

AVANTI PALESTRA! 

 

Palmeiras 2×2 Comercial – Campeonato Paulista 12

Tá difícil de fazer o post de hoje. Se eu tivesse ido no jogo e sem ter visto ao vivo pela TV a atuação nefasta da arbitragem que operou o Palmeiras de tal maneira que um jogo que era pra ser 5×1 terminou 2×2, eu ia simplesmente copiar e colar o post do último jogo, em que o time apanhou feio do Guarani.

Aliás, isso seria até coerente, já que a inoperância do time em campo que se viu hoje foi exatamente a mesma da última partida, o que não é nenhuma novidade, pelo menos não pra mim. O time é essa merda mesmo que se viu hoje. O fato de jogar desfalcado não pode ser desculpa, afinal, contusões no futebol são comuns e é pra isso que se tem elenco, embora no caso do Palmeiras essa regra não se aplique.

Mas pra mim, o principal fator dessa fase toda que resulta em jogos como o de hoje é que o Palmeiras virou um clube que, graças a essa diretoria mão mole, esqueceu o que é ser grande. É um time que não sabe se impor, seja contra adversários ridículos como o de hoje, seja perante a imprensa e, principalmente, perante as federações responsáveis por arbitragens absurdas como a de hoje.

Juiz nenhum tem medo de errar contra o Palmeiras. Vai lá o sabido deixar de marcar dois penaltis e anular um gol bom do Gambá no último minuto de jogo que ele vai ver o que é bom pra tosse. Nunca mais apita jogo da primeira divisão. Agora, se ele fuder com o Palmeiras, não pega nada, não tem consequência nenhuma. Na pior das hipóteses, o treinador toma um gancho por falar umas verdades e depois o ilibado árbitro entra com ação pedindo uns bons milhares de reais por ofensa à sua honra. Isso sem falar que, como prêmio, até indicação pra apitar Copa do Mundo pode rolar.

Parece piada, mas não é. Com o Palmeiras é assim: pode operar à vontade e quem sabe ainda brilha uma recompensa.

Então fica difícil criticar a atuação pavorosa do time ou as alterações ininteligíveis do Bigode se, mesmo jogando mal como hoje, o time só não ganhou porque foi garfado pra todo mundo ver. Assim não tem San Genaro que ajude…

Por isso e resumindo o post sem ter que fazer uma análise sofrida da draga que é o Palmeiras – quem quiser leia Palmeiras x Mirassol ou Palmeiras x Guarani que se aplica perfeitamente ao jogo de hoje – resumo com uma nota ZERO pra jogadores e comissão técnica e MENOS CEM pra diretoria omissa que vê tudo calada e ainda acha graça.

Nos vemos em Campinas.

OS LANCES:

A FICHA TÉCNICA:

PALMEIRAS 2 X 2 COMERCIAL-SP

LOCAL: Pacaembu (SP)
DATA/ HORA: 15/04/2012, às 16h
ÁRBITRO: José Cláudio Rocha Filho (SP)
ASSISTENTES: João Bourgalber Chaves (SP) e Maria Nubia F. Leite (SP)

Renda/Público: R$ 197.395,00 / 5.363 pagantes
Cartões Amarelos: Marcos Assunção, Henrique, Leandro Amaro e Fernandão (PAL); Marcel, Alex, Henrique Motta, Marcelo Ferreira, Diogo Acosta e Marcelo Labarthe (COMl)
Cartões Vermelhos: Marcelo Labarthe, aos 3’/2ºT e Leandro Camilo, aos 7’/2ºT (Comercial)
GOLS: Diogo Acosta, aos 36’/1ºT (0-1); Fernandão, aos 42’/2ºT (1-1); Diogo Acosta, aos 45’/2ºT (1-2) e Henrique, aos 47’/2ºT (2-2)

PALMEIRAS: Deola, Artur (Tinga, aos 26’/2ºT), Leandro Amaro, Henrique e Juninho; Chico, Marcos Assunção, Pedro Carmona (Fernandão, Intervalo) e Daniel Carvalho; Maikon Leite (Vinícius, aos 17’/2ºT) e Barcos. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

COMERCIAL-SP: Alex, Marcelo Ferreira, Leandro Camilo, Fabão (Marcel, aos 18’/1ºT) e Rafinha (Wellington, aos 23’/2ºT); Marcelo Labarthe, Jeffinho (Baratella, aos 9’/2ºT), Henrique Motta e Ricardo Conceição; Leandro e Diogo Acosta. Técnico: Gil Baiano.

AVANTI PALESTRA!

Tem Jogo! Palmeiras x Comercial – Paulista 12 R. 19

Logo mais, Pacembu e valendo do 3º ao 6º. Façam suas apostas. Eu chuto 4º.

Mas não vai ser fácil, a considerar a escalação: Deola, Artur, Leandro Amaro, Henrique e Juninho; Chico, Marcos Assunção, Tinga (Pedro Carmona) e Daniel Carvalho; Maikon Leite e Barcos.

Do lado de lá vai a campo ercial deve ir a campo com: Alex; Marcelo Ferreira, Leandro Camilo, Marcel e Rossato; Baratella, Jeffinho, Henrique Motta e Ricardo Conceição; Kaique e Leandro.

Palpite do Maluco 3×1 gols de Barcos (2) e Artur.

AVANTI PALESTRA!

Palmeiras 0x1 Mirassol – Paulistão 12

Choque de realidade. É assim que eu se resume o sentimento ao final do jogo de ontem. Além de uma vergonha tremenda, é claro. Desde 2008, quando o Mirassol voltou pra primeira divisão, NUNCA havia ganhado de um time grande, até ontem. O único grande que havia perdido no campeonato pra um time do interior havia sido o time reserva do Santos contra o Mogi.

Com o desempenho pavoroso de ontem, o palmeirense finalmente pôde acordar do sonho e se conscientizar que 2012 provavelmente vai ser igual 2011, 2010, 2009…

 E também podemos chegar a algumas conclusões. Quem sabe o Bigode também as tenha.

Primeiro: O Palmeiras não é o Gambá. O Gambá poupa jogadores no Paulista porque disputa a Libertadores. Quando a coisa aperta pros reservas do Lixão, o juizão arruma um penalti e/ou expulsa um jogador do adversário e tá tudo certo. Aqui não é assim.

Outra coisa, não se poupa um dos jogadores mais importantes do time. Que se dirá 2? Cicinho já foi poupado duas vezes e não faz nem 60 dias que a temporada começou. E o Assunção, infelizmente, não pode sair do time em nenhuma circunstância.

E tem mais, poupar porque? Vamos jogar na quarta com o Horizonte no Ceará e não contra o Universidad de Quito na altitude. O Palmeiras tinha chance de assumir a liderança e continuar na briga por uma classificação melhor, mas o Bigode decidiu jogar fora a chance de decidir o Campeonato com qualquer vantagem… Só terá valido a pena se formos campeões da Copa do Brasil. Senão…

 Fico imaginando que tipo de acordo de ve haver entre o Bigode e o Ricardo Bueno. Não é possível que um cara que não acerta um passe, uma jogada, um chute a gol, uma cabeçada, há nada menos que 5 jogos, continue sendo a primeira opção de substituição do Bigode todo santo jogo. Vai se catar Felipão! Você o Ricardo Bueno…

 Mais uma constatação: Carmona é o bombeiro do Bigode. Só entra em campo pra apagar incêndio. E o Felipão simplesmente não acredita em dois meias em campo em nenhuma circunstância. Optou por colocar o inútil Ricardo Bueno no lugar do Wesley, quando poderia ter escolhido o Carmona e ter dado uma chance do Daniel Carvalho ter alguém com quem tocar a bola. É lamentável…

E o Palmeiras só perdeu ontem por causa do Deola. Ahhh, mas ele fez várias defesas! Basta uma não feita pra que as outras não sirvam de nada. E no lance do gol, lembrem que a desgraça começa com o 22 caçando borboleta no escanteio, e no rebote saiu a jogada do gol. Time que tem goleiro que não sabe sair do gol não vai longe… As duas únicas derrotas do ano vão nas costas dele. Tem que melhorar, ou então trocar de jogador. Urgente.

Por último, como se não bastasse toda a merda que foi essa semana, temos que ver um absurdo da Federação Paulista de Futebol, coincidentemente presidida por um conselheiro vitalício do Palmeiras, proibindo o time de entrar com uma faixa em homenagem aos dois PALMEIRENSES que foram mortos na semana passada. Gostaria que a FPF explicasse porque na opinião da Federação, Roberto Laudisio e Chico Anysio, aparentemente, seriam mais palmeirenses – ou mais humanos – que o André e o Vinicius? Por favor, alguém me explica, porque se não houver uma explicação MUITO plausível, essa terá sido uma das cretinices mais sem precedentes de todos os tempos! Com a palavra, os responsáveis!

OS LANCES:

A FICHA TÉCNICA:

PALMEIRAS 0 X 1 MIRASSOL

Local: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data/Hora – 31/03/2012 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Márcio Roberto Soares (SP)
Auxiliares: Eduardo Vequi Marciano (SP) e Maria Eliza Correia Barbosa (SP)
Renda/ público: R$ 29.740/ 8.502
Cartões amarelos: Henrique Dias 8’/2T (MIR) Fernando Leal 38’/2T (MIR)

GOL: Preto 23’/2T (0-1)

PALMEIRAS: Deola, Artur (Chico 19’/2T), Maurício Ramos, Henrique e Juninho; Márcio Araújo, João Vítor, Wesley (Ricardo Bueno 26’/2T) e Daniel Carvalho (Pedro Carmona 35’/2T); Maikon Leite e Barcos. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

MIRASSOL: Fernando Leal, Samuel, Matheus Ferraz, Dezinho e Willian Simões; Sérgio Manoel, Alex Silva, Luciano Sorriso e Xuxa; Preto (Borebi 33’/2T) e Henrique Dias (Malaquias 13’/2T – Igor 46’/2T). Técnico: Ivan Baitello.

 AVANTI PALESTRA!

Paulista 0x1 Palmeiras – Paulistão12

E quando tudo parecia perdido, lá pelos 42 do segundo tempo, quando nada mais ia funcionar, eis que surge João Vitor pra salvar a lavoura do Palmeiras. E eu que pensei que jamais ia escrever uma frase como essa, no fim de um jogo do Palmeiras…

A estreia do Wesley deve ter vindo com um pouco de decepção, pra quem acreditava que ele seria o Messias verde. Sim, ele ainda vai ganhar ritmo de jogo. E sim, ele jogou pela esquerda (?) os primeiros 45 minutos, e só teve 15 no segundo tempo pra jogar do lado direito, com Valdivia e Daniel Carvalho fechando o meio, como todo mundo queria ver desde o início. Então fica difícil falar se a primeira partida do 87 foi boa ou frustrante. 

Foi uma partida decepcionante do Valdivia, mais uma. O Mago errou passes que normalmente acerta, e no geral, não teve uma boa partida nem mesmo quando Daniel Carvalho entrou no lugar do esforçado mais inoperante Vinicius, e acabou ficando meio perdido do lado esquerdo até sair zonzo de campo depois de sofrer uma falta mais forte. O esquema 4-5-1 vai ter que ser bem mais trabalhado pra funcionar.

Por isso, fica complicado criticar a escolha do Bigode pelo Vinicius como titular. E o moleque até que foi bem, ensaiou duas ótimas jogadas no começo do jogo mas depois sumiu. Já o senhor Ricardo Bueno foi 100%. Errou tudo que tentou: passes, dribles, chutes, posicionamento, tudo. De tanto estragar o meio de campo, Felipão chegou a pedir pro camisa 9 ir se esconder lá na esquerda, perto da bandeirinha de escanteio. Que fase!

O resultado foi que o Palmeiras criou muito pouco. Só no segundo tempo, com o Daniel Carvalho no lugar do Vinicius, é que os lances começaram a aparecer. Mesmo assim, de relevante se viu uma jogada do próprio Daniel Carvalho, num chute de fora, uma falta do Assunção que o Barcos “tirou”, e um lance do próprio Barcos, que entrou limpando e parou no ombro do goleiro. Era muito pouco pra ganhar.

E aí, lá pelos 42, quando já se amargava mais um empate de merda e a liderança de uma semana atrás ficar a 4 pontos de distância, num lance de fora da área, Joao Vitor limpou e bateu, a bola pegou na trave direita e foi entrando bem devagar até parar na rede do outro lado. Que sufoco…

No final, foi uma vitória importante pra não deixar a peteca do time cair e apagar a escorregada do final de semana, continuamos a 2 pontos da liderança e ainda tem 9 pra serem disputados. É cedo pra especular, mas pelas projeções do Maluco, pegamos o Bragantino nas quartas e Bicharada na semi. Mando nosso, é claro.

OS LANCES:

A FICHA TÉCNICA:

PAULISTA 0 X 1 PALMEIRAS

Estádio: Jayme Cintra, Jundiaí (SP)
Data/hora: 28/3/2012 – 22h
Árbitro: Demétrius Pinto Candançan
Auxiliares: João Bourgalber Nobre Chaves e Matheus Camolesi

Cartões amarelos: Madson, Diogo, Barbosa, (Paulista); Juninho, Maurício Ramos, Daniel Carvalho (Palmeiras)
Gols: João Vitor, aos 44’/2ºT (0-1)

PAULISTA: Vagner; Samuel Xavier, Diogo ,Diego Ivo e Reinaldo; Madson, Wellington Katzor e Bruno Formigoni; Fabrizzyo (Diego Barbosa, aos 17’/2ºT), Rychely e Renan Marques (Carlão, aos 17’/2ºT). Técnico: Luiz Carlos Martins

PALMEIRAS: Deola; Cicinho, Román, Maurício Ramos e Juninho; Márcio Araújo, Marcos Assunção, Wesley (João Vitor, aos 16’/2ºT) e Valdivia (Ricardo Bueno, aos 17’/2º); Vinicius (Daniel Carvalho, no intervalo) e Barcos. Técnico: Luiz Felipe Scolari

AVANTI PALESTRA!

Tem Jogo – Paulista x Palestra – Paulistão 12 – R 16

Dentro de minutos, o Palmeiras entra em campo pela 16a Rodada do Paulistão.

O time joga com várias modificações e em todos os setores do campo. Roman e M. Ramos substituem Henrique (suspenso) e L. Amaro ( doente). Wesley estreia no lugar de João Vitor e Maikon Leite, também doente, dá vaga para Vinicius.

O Paulista deve ter Vagner; Samuel Xavier, Diogo, Diego Ivo e Reinaldo; Madson, Wellington, Bruno Formigoni e Fabrizzyo; Renan Marques e Rychely.

Palpite do Maluco: 2×0, gols de Barcos e Vinicius.

É só. O Maluco segue em luto.

AVANTI JUSTIÇA!

Gambás 2×1 Palmeiras – Paulistão 12

Antes de mais nada, porque nenhuma rivalidade de futebol pode ser mais importante do que a vida, deixo aqui meus sentimentos à família do André.

 Sobre o jogo, pouco há a ser dito. Foi uma derrota por acidente. Perdemos pra nós mesmos e o adversário não fez por merecer tanta sorte. Duas falhas do Araújo e um jogo ganho, dominado, resolvido, foi pro saco.

Por pior que seja perder pros imundos, a derrota serve pra acabar de vez com essa babaquice de invenicibilidade e pra escancarar os defeitos do time, que ainda podem ser recuperados em tempo das decisões que virão logo mais.

 O Palmeiras não tem no banco uma alternativa de ataque. Ricardo Bueno é uma lástima. É tão ruim que não merece uma linha a mais sequer neste blog. E assim será até provar que merece ser tratado de outra forma. Precisa contratar urgente, porque não dá pra contar com o Maikon Leite – mas entre ele e o desgraçado que entrou…

O Bigode até que tentou sacudir as coisas, quando apostou em Carmona no lugar do Cicinho. E podia até ter dado certo. A não ser pelo fato de Valdivia e Carmona jamais terem atuado juntos, entrosamento ZERO.

Quando insisto aqui que o Palmeiras não pode jogar sempre com 3 volantes, sou tachado de chato. Mas vejam vocês que, se o Palmeiras estivesse mais acostumado a jogar com 02 meias, o que não aconteceu nenhuma vez este ano até hoje, talvez o time tivesse competência de buscar o empate e até mesmo a vitória contra os limitadíssimos Gambás (Libertadores? podem parar de sonhar…).

Então, quando falamos que não pode jogar com 03 volantes contra um São Caetano, um Botafogo/SP ou um Coruripe, é justamente por isso: quando o time precisa jogar com 02 meias, quando precisa correr atrás do prejuízo, não tem padrão tático algum, não sabe o que fazer. Culpa do treinador.

Márcio Araújo segue com crédito, apesar da tarde mais infeliz desde aquela noite da Sulamericana de 2010. O futebol dele melhorou demais de lá pra cá, mas tem que tomar cuidado pra não ficar marcado como jogador que se caga em clássico ou jogo importante.

 E, por fim, a grande decepção deste ano está por conta da zaga, o que acabou escancarado hoje. Tomar um gol daqueles já teria sido demais, o que se falar de dois… O segundo então, foi bizarro desde a falta besta no meio de campo feita pelo Henrique, o Deola assistindo a bola se preparando pra pingar dentro da pequena área sem fazer nada e o Araújo mandando contra o próprio patrimônio. PUTA QUE PARIU!

Que fique a lição pro Palmeiras: mesmo jogando mais bola – como sempre contra os Gambás – não pode dar chance pro nosso azar ou pra sorte deles.

Mas a gente tromba eles logo mais. Podem esperar! 

FOTOS:

Este slideshow necessita de JavaScript.

 LANCES:

FICHA TÉCNICA:

CORINTHIANS 2 X 1 PALMEIRAS

Local: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data/Hora: 25/3/2012 – 16h (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Rogério (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (SP)

Renda/Público: R$ 902.189,00 /  29.284 pagantes
Cartões Amarelos: Liedson, Chicão, Emerson e Gilsinho (COR), Márcio Araújo, Henrique, Marcos Assunção e Ricardo Bueno (PAL)
Cartões Vermelhos: –
GOLS: Marcos Assunção, 17’/1ºT (0-1); Paulinho, 3’/2ºT (1-1) e Márcio Araújo, 6’/2ºT (2-1) (contra) 

CORINTHIANS: Julio Cesar; Edenilson, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho e Emerson; Danilo (Douglas, aos 43’/2ºT), Jorge Henrique (Gilsinho, aos 39’/2ºT) e Liedson (Elton, aos 43’/2ºT). Técnico: Tite

PALMEIRAS: Deola; Cicinho (Pedro Carmona, aos 24’/2ºT), Leandro Amaro, Henrique e Juninho; Márcio Araújo, Marcos Assunção, João Vitor (Artur, aos 36’/2ºT) e Valdivia; Maikon Leite (Ricardo Bueno, aos 9’/2ºT) e Barcos. Técnico: Luiz Felipe Scolari

AVANTI PALESTRA!

Palmeiras 2×1 Ponte Preta – Paulistão 12

Com dois PUTA golaços, o Palmeiras passou pela Ponte e assumiu a liderança do Paulistão, ao menos até amanhã. Mas os 19 mil e uns quebrados que estiveram no Pacaembu neste sábado viram um jogo que começou muito fácil mas que foi embaçando aos poucos e podia até ter azedado.

Quem apostou na escalação do treino de sexta-feira, como Lance e o Globo.com, por exemplo, com o Bueno no lugar do Maikon Leite suspenso, mais uma vez quebrou a cara. O Bigode surpreendeu – não a quem lê este blog rsrsr – e finalmente mandou Valdivia e Daniel Carvalho ao mesmo tempo pro campo.

 E o time começou o jogo voando. Logo aos 3 Barcos passou pro Daniel Carvalho, tabelinha com Valdivia e um passe açucarado pro Juninho entrar na diagonal e só dar um tapinha por cima do goleiro. Golaço, de (time de) craque.

Um pouco depois o Assunção sentou o pé numa cobrança de falta e mandou a bola pra dentro da rede, na lateral do gol. Outro golaço.

Aos 30, numa cobrança de escanteio, mais uma vez uma falha da zaga – dessa vez bisonha, do Leandro Amaro – e gol da Ponte.

Pro segundo tempo o Palmeiras voltou determinado a liquidar a fatura, mas a bola teimava em não entrar, sempre pra fora ou nas mãos do goleiro da Ponte. Mas o time ia muito bem – lembrando que a formação de hoje ainda não tinha acontecido na temporada.

Daí começou a teima de sempre tentar garantir o resultado ao invés de tentar fechar o caixão. Tinga foi pro jogo no lugar do Daniel Carvalho pra errar TODOS OS LANCES. TODOS, é só ver o VT. San Gennaro merece uma festa se esse tranqueira for logo pra General Severiano…

 E o Bigode não estava satisfeito: ainda teve o Mauricio Ramos no lugar do Valdivia. Tudo bem, foi aos 45 do segundo tempo, mas se tivesse mexido direito da primeira vez, talvez não precisasse terminar o jogo com 3 zagueiros e 4 volantes…

Mas o que importa são os 3 pontos…

Agora, quarta-feira é pra resolver o jogo no primeiro tempo e voltar pro segundo com todos os reservas – mas sem o Tinga…

E domingo tá logo aí. Vamo trucidar os imundos. E de preferência com alguem pisando no crânio do Jorge Henrique. E vai sobrar chute no vácuo, dança do siri, chororô…

OS LANCES:

A FICHA TÉCNICA:

PALMEIRAS 2 x 1 PONTE PRETA

Local: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data/Hora:  17/3/2012 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (SP)
Auxiliares: Marco Antonio Gonzaga da Silva (SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)

Renda/Público: R$ 579.772 / 19.152 pagantes
Cartões Amarelos: Artur (PAL); Agenor e João Paulo (PON)
Cartões Vermelhos: –
GOLS: Juninho, 3’/1ºT (1-0); Marcos Assunção, 11’/1ºT (2-0); Ferron, 36’/1ºT (2-1)

PALMEIRAS: Deola, Artur, Leandro Amaro, Román e Juninho; Márcio Araújo, Marcos Assunção, João Vítor e Valdivia (Maurício Ramos, 45’/2ºT); Daniel Carvalho (Tinga, 31’/2ºT) e Barcos. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

PONTE PRETA: Lauro, Guilherme, Ferron, Diego Sacoman e Uendel; Gerson (Márcio Diogo, 28’/2ºT) , João Paulo, Agenor (William Magrão, 12’/2ºT) e Renato Cajá; Enrico (Rodrigo Pimpão, 15’/2ºT) e Roger. Técnico: Gilson Kleina.

AVANTI PALESTRA! 

Tem Jogo! Palestra X Ponte Preta – Paulistäo 12

Bem amigo do Maluco pelo Palmeiras, estamos chegando de volta já parafraseando aquele narrador que foi proibido de pisar em Palestra Italia…

Hoje tem Palmeiras e a gente vai estar lá, é claro.

Com a suspensão do Maikon Leite, o Palmeiras pode ter como novidade Ricardo Bueno, como acenam o Lance e o Globo.com, ou então a entrada do Daniel Carvalho, adiantando o Mago para a posição de 2o atacante.

Prefiro mil vezes a ultima. Ano passado vimos bem que o Bueno nao é opção para segundo homem de frente.

Palpite hoje é de 3×1 Verdão, gols de Barcos 2 e Daniel Carvalho, pra 21.000 torcedores.

A partir das 16hs, no BuimBom!

AVANTI PALESTRA!

%d blogueiros gostam disto: