Arquivos do Blog

Paulista 1×3 Palmeiras – Paulistão14

Gilson Kleina abusou da paciência e da boa vontade do palmeirense hoje, em SJRio Preto, e se não fosse por muita sorte, teria conseguido perder pontos prum time que, em 36 pontos disputados até hoje, só tinha ganhado 02.

Vamos aos erros.

Primeiro – poupar jogadores demais, foram 04 ao todo (Kardec, Valdivia, Wesley e Juninho), além das inevitáveis ausências de Leandro, Diogo e  Wellington, machucados, e Lúcio, suspenso. No total eram 08 titulares fora, metade por opção do treinador. Desses que estavam aptos a jogar, pelo menos 02 deveriam ter viajado com o elenco e ficado no banco. Se precisasse, podiam entrar pra resolver. Como nem viajaram, foi um risco bem desnecessário.

Não interessa que já estamos classificados e que no meio de semana tem jogo em Rondônia pela Copa do Brasil. Estamos disputando a melhor campanha com os Lambaris, ponto a ponto, gol a gol. O Paulista é um campeonato de 04 jogos – os da próxima fase – 1 quartas, 1 semi e duas finais – que se ganha nos detalhes, e um desses detalhes bem importantes é o mando de campo nos jogos decisivos. Uma possível final com os Bagres com o segundo jogo aqui é bem melhor do que o inverso. Lá, o Palmeiras joga com 800 torcedores a favor, aqui serão 30 mil. Então, tem quer entrar em campo com, senão os melhores, a maior parte deles. E se já tínhamos 04titulares fora, não podia se dar ao luxo de deixar mais 04 em São Paulo. Vacilo.

Segundo erro – O Kleina não aprendeu nada em Ribeirão Preto, na primeira derrota do ano. Mandou a campo de novo o maldito 4-5-1 com França e Eguren na frente da zaga, e colocou o ataque com Vinicius e Viiera na frente, sem referencia. O resultado foi um buraco gigantesco no meio, porque tanto o França como o Eguren não sabem dar um passe de 05 metros pra frente, o que sobrecarregou demais o Mendieta e Bruno “mais gordo que o Maluquinho” Cesar. Ficamos sem ligação, que é a função do Wesley, sem substituto à altura no elenco.

O certo seria ter escalado ou o Eguren, ou o França, com Mendieta e Bruno Cesar, e na frente usar o Vinicius, o Patrik Vieira e o Miguel ou o Rodolfo na referência. É o 4-3-3 do ano passado que tanto funcionou. Enquanto o Palmeiras não jogou nessa formação (durante todo o primeiro tempo), e esteve com 02 volantes pesados e sem saída de jogo contra o pior dos piores times do campeonato, pouco criou. O Vinicius corria pra ponta, que é a única coisa que ele sabe fazer, e chegava pra cruzar e não tinha ninguém pra receber a bola. Do outro lado com Patrik, a mesma coisa. Mesmo jogando contra cachorro morto, o Palmeiras era inócuo.

O treinador finalmente acordou no intervalo, tirou o Eguren – disparado o pior em campo no primeiro tempo – e aí as coisas começaram a melhorar um pouco. Como Kleina é sortudo, o Paulista teve um jogador expulso e, mesmo com a expulsão do Marcelo Oliviera (que já tinha feito um pênalti besta; que noite, hein, TEVEPALMEIRAS?), um jogo dez contra dez acabou favorecendo o Palmeiras, que mesmo com o time medíocre que foi a campo ainda tinha melhores valores que o lastimável Paulista.

Terceiro erro foi na montagem do banco de reservas, que tinha um único atacante – Miguel – e 03 meias – Serginho, Mazinho e Felipe Menezes – inexplicável. Fomos jogar contra o pior time do campeonato com 02 atacantes relacionados. Rodolfo tinha jogado contra a Portuguesa, não achei que foi mal e era uma boa oportunidade de ter seqüência,  de ganhar ritmo, e nem no banco ficou. Vai entender…

Lamento ser chato – aliás, lamento nada – mas não é porque ganhou que vou fingir que não vi todas essas vaciladas. É um jogo besta como esse que põe tudo a perder e no Palmeiras isso tem sido recorrente. Quantos empates e derrotas bobas que, desde 2009, nos custaram tão caro? Não pode.

Não agora que falta tão pouco. Conseguimos nos manter com a melhor campanha o campeonato inteiro. Se não fosse o vacilo em Ribeirão, ou o empate contra o Audax, iríamos pra Vila na última rodada defendendo a melhor campanha por um empate, o que só será possível, se o Santos tropeçar na semana que vem diante do Rio Claro, que disputa com o Bragantino a segunda vaga no grupo do Palmeiras e, contanto que, é claro, vençamos a boa equipe da Ponte Preta no Pacaembu no sábado.

Então, tem que ser força máxima nessa reta final. Se o Palmeiras tiver a vantagem dos mandos de campo na próxima fase, não há time que resista, a torcida vai fazer a diferença. Por isso, sem mais invenções, Gilsão!

16 mil pessoas no Teixeirão. Público que o Palmeiras só conseguiu alcançar em um jogo como mandante (clássico contra os Bambis). Ingressos a R$ 25,00. Só pra constar.

Quarta-feira jogamos em Rondônia às 19:30. O cara que faz a grade dos jogos do Palmeiras é um fanfarrão mesmo…

OS GOLS:

 

A FICHA TÉCNICA:

PAULISTA 1 X 3 PALMEIRAS

Local: estádio Teixeirão, em São José do Rio Preto (SP)
Data/Horário: 9 de março de 2014, sábado, às 18h30
Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza
Assistentes: Fabrício Porfírio de Moura e Luis Alexandre Nilsen

Público/renda: 16.151
Cartões amarelos: David Batista (PAU); França, Miguel e Eguren (PAL)
Cartões vermelhos: Victor Hugo (7’/2ºT) e Marcelo Oliveira (11/2ºT)

GOLS: William Matheus, 20/1ºT (0-1); David Batista, 25’/1ºT (1-1); Miguel, 22’/2ºT (1-2); Patrick Vieira, 42’/2ºT (1-3)

PAULISTA: Ian, Crystian (Johni – 41’/2ºT), Leandro, Malcon, Victor Hugo, Sodó, Ewerton Pereira, Gabriel Leite (Felipe Silva – 40’/2ºT), Diego Rosa (Marcos Pit – 14’/2ºT), David Batista, Erik Mamadeira.Técnico: Beto Calvalcante.

PALMEIRAS: Fernando Prass Bruno Oliveira, Marcelo Oliveira, Tiago Alves, William Matheus; França, Eguren (Miguel – intervalo), Mendieta, Bruno César (Victo Luís – 18’/2ºT); Patrick Vieira e Vinicius (Mazinho – 31/2ºT). Técnico: Gilson Kleina.

AVANTI PALESTRA!

Palmeiras 2 x 1 Paulista – Paulistão13

5.301 pagantes. Peço licença ao meu amigo @Divinoblog pra ilustrar, com as fotos dele, a distribuição da torcida no Pacaembu hoje. No sentido horário, laranja, numeradas, tobogã, verde e amarelo:

522707_629188720430824_273208313_n

Observem, amigos+coxinhas+assinantes+de+abaixo+assinado+pra+extinguir+a+organizada, que se não fossem os torcedores localizados no amarelo e no verde na parte onde ficas as organizadas, o Pacaembu estaria largado às moscas hoje. De que adianta ser anarquista na internet se não vai ao estádio apoiar o time? Reflitam antes de responder. E deixem o futebol pra quem gira a catraca.

Nas duas últimas rodadas a maldição de Caio Jr. voltou a assombrar o Verdão. O Harry Potter até não era mau técnico, mas era só o adversário ter um jogador expulso que o time sumia de campo.  Contra os bixas, e hoje contra o Paulista, apesar da vitória, foi o que mais uma vez se viu: um time perdido em campo.

O agravante é que no jogo desta quinta não foram 1, mas 2 jogadores do Paulista expulsos e, ainda assim, a melhor chance de todo o  segundo tempo foi dos caras, com uma bola na trave e, na seqüência, o Henrique tirando a bola de baixo da trave. Um absurdo…

Sim, ganhamos. Mas que foi irritante, foi. E muito. Por isso mesmo, nada mais a declarar, não quero ficar cornetando vitória.

Procura-se um camisa 4 e um 9. Pra ontem!

OS LANCES:

A FICHA TÉCNICA:

PALMEIRAS 2 X 1 PAULISTA

Local: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data/Hora: 14/3/2013 – 20h30
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Maiza Teles Paiva (SP)

Renda/Público: R$ 137.505,90 / 5.301 pagantes
Cartões Amarelos: Marcelo Oliveira (PAL); Dráusio (PAU)
Cartões Vermelhos: Renato Ribeiro, aos 45’/1ºT e Matheus, aos 13’/2ºT (PAU)
GOLS:  Dráusio (contra), aos 2’/1ºT (1-0); Marcelo Macedo, aos 11’/1ºT (1-1) e Vilson, aos 44’/1ºT (2-1)

PALMEIRAS: Fernando Prass, Weldinho, Henrique, Maurício Ramos (Léo Gago, 16’/2ºT) e Marcelo Oliveira (Juninho, Intervalo); Vilson, Márcio Araújo, Valdivia (Leandro, 27’/2ºT) e Patrick Vieira; Vinícius e Kleber. Técnico: Gilson Kleina.

PAULISTA: Richard, Thales, Dráusio, Lázaro e Rodolfo Testoni; Matheus, Kasado, Hudson (Chiquinho, Intervalo) e Renato Ribeiro; Marcelo Macedo (Diego, 15’/2ºT) e Cassiano Bodini (Flávio Paulino, 25’/2ºT). Técnico: Giba.

AVANTI PALESTRA!

Tem Jogo! Palmeiras x Paulista – Paulistão 2013 – R11

Há três jogos sem marcar gols, o Palmeiras enfrenta o sempre tinhoso Paulista hoje no Pacaembu, 20:30 e com ingresso a preços reduzidos – sem+desculpas+coxinhas+assinantes+de+abaixo-assinados – buscando reabilitação no setor ofensivo.

A ordem é fazer gol. Pra isso voltará ao time Patrik Vieira (OHHHHHHHHH!), mas o 19 segue firme e forte como o excelente+driblador+pelas+pontas+que+cruza+todas+as+bolas+na+mão+do+goleiro+adversário. Wesley, que nos outros times jogava de lateral esquerdo, terceiro volante, ponta direita, etc, mas que aqui só quer jogar de segundo volante, fica no banco dos titulares Massarujo e Virso.

Com isso, vão a campo  Fernando Prass; Weldinho, Maurício Ramos, Henrique e Marcelo Oliveira; Massa, Virso, Patrick Vieira e Valpinga; Kleber Pinheiro e Vinicius.

Do lado de de lá, jogam Richard; Rodolfo Testoni, Lázaro, Dráusio e Thales; Kasado, Diego Marangon, Hudson e Renato; Cassiano Bodini e Marcelo Macedo. Também do lado de lá teremos no apito Luis Flavio Oliveira, irmão do nosso amigo PCO.

Palpite do Maluco é de 3×0, dois gols do 19 e um de bike do 9, vai vendo…

19 hs., BuinBom, ainda sem poder tomar aquela gelada. Faltam SÓ 40 intermináveis dias…

 E não se esqueçam durante o jogo, lá no Estádio, se alguém peidar do seu lado, ouvidoria@palmeiras.com.br nele.

AVANTI PALESTRA!

Paulista 0x1 Palmeiras – Paulistão12

E quando tudo parecia perdido, lá pelos 42 do segundo tempo, quando nada mais ia funcionar, eis que surge João Vitor pra salvar a lavoura do Palmeiras. E eu que pensei que jamais ia escrever uma frase como essa, no fim de um jogo do Palmeiras…

A estreia do Wesley deve ter vindo com um pouco de decepção, pra quem acreditava que ele seria o Messias verde. Sim, ele ainda vai ganhar ritmo de jogo. E sim, ele jogou pela esquerda (?) os primeiros 45 minutos, e só teve 15 no segundo tempo pra jogar do lado direito, com Valdivia e Daniel Carvalho fechando o meio, como todo mundo queria ver desde o início. Então fica difícil falar se a primeira partida do 87 foi boa ou frustrante. 

Foi uma partida decepcionante do Valdivia, mais uma. O Mago errou passes que normalmente acerta, e no geral, não teve uma boa partida nem mesmo quando Daniel Carvalho entrou no lugar do esforçado mais inoperante Vinicius, e acabou ficando meio perdido do lado esquerdo até sair zonzo de campo depois de sofrer uma falta mais forte. O esquema 4-5-1 vai ter que ser bem mais trabalhado pra funcionar.

Por isso, fica complicado criticar a escolha do Bigode pelo Vinicius como titular. E o moleque até que foi bem, ensaiou duas ótimas jogadas no começo do jogo mas depois sumiu. Já o senhor Ricardo Bueno foi 100%. Errou tudo que tentou: passes, dribles, chutes, posicionamento, tudo. De tanto estragar o meio de campo, Felipão chegou a pedir pro camisa 9 ir se esconder lá na esquerda, perto da bandeirinha de escanteio. Que fase!

O resultado foi que o Palmeiras criou muito pouco. Só no segundo tempo, com o Daniel Carvalho no lugar do Vinicius, é que os lances começaram a aparecer. Mesmo assim, de relevante se viu uma jogada do próprio Daniel Carvalho, num chute de fora, uma falta do Assunção que o Barcos “tirou”, e um lance do próprio Barcos, que entrou limpando e parou no ombro do goleiro. Era muito pouco pra ganhar.

E aí, lá pelos 42, quando já se amargava mais um empate de merda e a liderança de uma semana atrás ficar a 4 pontos de distância, num lance de fora da área, Joao Vitor limpou e bateu, a bola pegou na trave direita e foi entrando bem devagar até parar na rede do outro lado. Que sufoco…

No final, foi uma vitória importante pra não deixar a peteca do time cair e apagar a escorregada do final de semana, continuamos a 2 pontos da liderança e ainda tem 9 pra serem disputados. É cedo pra especular, mas pelas projeções do Maluco, pegamos o Bragantino nas quartas e Bicharada na semi. Mando nosso, é claro.

OS LANCES:

A FICHA TÉCNICA:

PAULISTA 0 X 1 PALMEIRAS

Estádio: Jayme Cintra, Jundiaí (SP)
Data/hora: 28/3/2012 – 22h
Árbitro: Demétrius Pinto Candançan
Auxiliares: João Bourgalber Nobre Chaves e Matheus Camolesi

Cartões amarelos: Madson, Diogo, Barbosa, (Paulista); Juninho, Maurício Ramos, Daniel Carvalho (Palmeiras)
Gols: João Vitor, aos 44’/2ºT (0-1)

PAULISTA: Vagner; Samuel Xavier, Diogo ,Diego Ivo e Reinaldo; Madson, Wellington Katzor e Bruno Formigoni; Fabrizzyo (Diego Barbosa, aos 17’/2ºT), Rychely e Renan Marques (Carlão, aos 17’/2ºT). Técnico: Luiz Carlos Martins

PALMEIRAS: Deola; Cicinho, Román, Maurício Ramos e Juninho; Márcio Araújo, Marcos Assunção, Wesley (João Vitor, aos 16’/2ºT) e Valdivia (Ricardo Bueno, aos 17’/2º); Vinicius (Daniel Carvalho, no intervalo) e Barcos. Técnico: Luiz Felipe Scolari

AVANTI PALESTRA!

Tem Jogo – Paulista x Palestra – Paulistão 12 – R 16

Dentro de minutos, o Palmeiras entra em campo pela 16a Rodada do Paulistão.

O time joga com várias modificações e em todos os setores do campo. Roman e M. Ramos substituem Henrique (suspenso) e L. Amaro ( doente). Wesley estreia no lugar de João Vitor e Maikon Leite, também doente, dá vaga para Vinicius.

O Paulista deve ter Vagner; Samuel Xavier, Diogo, Diego Ivo e Reinaldo; Madson, Wellington, Bruno Formigoni e Fabrizzyo; Renan Marques e Rychely.

Palpite do Maluco: 2×0, gols de Barcos e Vinicius.

É só. O Maluco segue em luto.

AVANTI JUSTIÇA!

Palmeiras 3 x 1 Paulista – Paulistão 2011

O Palmeiras obteve uma boa vitória contra o Paulista ontem, pela rodada 4 do Paulistão, igualando-se às sardinhas na liderança do Campeonato.

Cade o Casagrande agora, hein? Eu sei que é cedo pra falar, mas o bobentarista da Rede Gambá disse, aos 5 minutos da primeira transmissão do Campeonato, no jogo dos Bambis, que o Palmeiras não disputava o título. Na rodada seguinte, o comentário genial foi – O Palmeiras pode ser campeão ou ser rebaixado.

Deixando os babacas da imprensa de lado, ontem o Palmeiras jogou bola. O Assunção acertou o pé e guardou mais um gol de falta. Ali na bancada, pouco antes dele bater na bola, avisei pros camaradas que esta semana ele treinou cobrança de falta com o Felipão do lado, e disse que ainda estava se adaptando à bola. Eu disse pros caras – Ele ainda tá se adaptando a 2011, o juiz apitou, só deu tempo de dizer – Cala a minha boca! e a bola já estava na rede! Foi plástico, daqueles que o goleiro se esborracha na trave e não consegue tirar. Belo gol! Bem-vindo a 2011, Kid… mas, aí o Assunshow sentiu uma contusão e foi substituido ainda no primeiro tempo pelo João Vitor, o estreante da noite.

Aos 37, jogada de Luan pela esquerda, bola rolada pro Conivaldo dentro da área que achou Kléber, quase na marca do penalti, que fez gol de matador, dominou com a direita levantando pra fuzilar de esquerda, sem chances pro goleiro. 2×0.

No começo do segundo tempo, Felipão sacou o Telmário, que estava de espectador na partida e colocou seu xodó em campo, Patrik. A torcida queria ver o rei do Pop jogar, mas o Bigode fez certo. O time já estava começando a tomar canseira do Paulista que, perdendo por 2, foi pra cima do Verdão.

E não que é o Patrik deu certo ontem? Recebeu bola rasteira na entrada da área, dominou pro alto e mandou a bota, no canto oposto do goleiro. 3×0 e uma sensação que eu não tinha há algum tempo de PAZ…

… Que durou muito pouco, já que alguns minutos depois, Mauricio Ramos fez mais um, depois de bola cruzada e espirrada na área. Só que o gol foi contra e o Santo, que estava mais uma vez tendo atuação de gala no seu retorno, nada pôde fazer.

Mesmo assim, o Palestra não se abalou e continuou apresentando bom futebol até o final do jogo. Um pouco antes do final, Tinga deu lugar ao Vitor e Cicinho foi jogar no meio. Segundo o Felipão, essa mudança não é uma futura opção tática, apenas foi a alternativa encontrada pra fechar melhor o meio de campo e impedir que o bom time do Paulista crescesse no jogo.   

O fato negativo foi apenas 7.000 pessoas no Pacaembu ontem. Tudo bem que o jogo foi as 22hs, sem nenhum motivo aparente, tudo bem que teve ensaio da Mancha ontem no mesmo horário, tudo bem que o camponato acabou de começar, tudo bem que o ingresso não tá barato, mas 7.000 é sacanagem. Depois os caras zoam por aí e fulano fica ofendido…

Os gols da partida no youtube:

A ficha técnica, emprestada do 3vv, como de costume:

Estádio: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data/hora: 27/1/2011 – 21h50
Árbitro: Vinicius Furlan
Auxiliares: Giulliano Neri Colisse e Fabio Rogério Baesteiro
Renda/público: R$ 190.452,00 – 6.113 pagantes
Cartões amarelos: Baiano, Bruno Formigoni (PAU) Kleber (PAL)
Cartões vermelhos: Não houve
GOLS: Marcos Assunção 19’/1°T; Kleber 43’/1°T; Patrik 21’/2°T; Maurício Ramos (contra) 34’/2°T

PALMEIRAS: Marcos, Cicinho, Maurício Ramos, Danilo e Rivaldo; Márcio Araújo (João Vítor – 34’/1°T), Marcos Assunção e Tinga (Vítor – 34’/2°T), Luan, Kleber e Dinei (Patrik – 11’/2°T). Técnico: Luiz Felipe Scolari.

PAULISTA: Cristiano; Bruno Formigoni, Eli Sabiá, Cleber (Fabiano – 35’/2°T) e Marquinhos; João Paulo, Baiano (Felipe Pinto – 25’/2°T), Barboza (Carlão – Intervalo) e Fábio Gomes; Rone Dias e Hernane. Técnico: Fernando Diniz.

A galera que foi no BuinBom representando antes e durante o jogo (detalhe pro Pesca na grade do Pacaembu!):

Este slideshow necessita de JavaScript.

E no palpite antes do jogo, lá no Buimbom, quem faturou o Motorádio foi o Saleta, que palpitou o placar certo e até o gol do Maurício Ramos, mas ele esqueceu de dizer que ia ser contra…

AVANTI PALESTRA!

Tem Jogo! Palmeiras x Paulista – Rodada 4 – Paulistão 2011

Depois do ótimo empate de hoje do time do Mc Donalds (by Fabio Pugliesi) contra a gambazada (será que vai ter twitcam hoje?), nesta quinta, às 21:50 (?), recebemos o Paulista no Pacaembu, pela Rodada 4 do Paulistão 2011. E vale o topo da Tabela!

Max, João Vitor, Thiago Heleno e Adriano já estão liberados para estrear, mas não é certo que todos sejam relacionados.

Felipão treinou dois esquemas táticos: o 4-3-3 que foi usado nos dois últimos jogos, com Rivaldo em campo e a opção do Adriano no lugar do Luan ou do Dinei e um 3-5-2, com Leandro Amaro de terceiro zagueiro e Luan de ala esquerda, sem Rivaldo no time. Além disso, Marcos pode voltar ao gol.

A escalação, então, é um verdadeiro mistério, e pode ser Deola (Marcos); Cicinho, Danilo, Mauricio Ramos e Rivaldo (Leandro Amaro); Marcos Assunção, Marcio Araujo e Tinga; Dinei, Luan (Adriano) e Kleber. MAs acho que o Felipão vai manter o esquema das duas últimas partidas.

Já os homi vem com Cristiano; Bruno Formigoni, Eli Sabiá, Cleber e Marquinhos; João Paulo, Baiano, Barboza e Fábio Gomes; Rone Dias e Hernane. Hello, strangers, só pra variar…

E na ladroagem, digo, na arbitragem, um tal de Vinicius Furlan. Hello stranger (2)!

Mas não vai ser moleza, o Paulista tá na nossa bota na tabela, com o mesmo número de pontos. Por outro lado, a vitória nos coloca com 10 pontos, o mesmo que as sardinhas que lideram a bagaça; se ganharmos por 4 gols, assumimos a liderança!

Então é isso. 20 hs eu já estarei com a primeira Original na mão lá no BuinBom.

Palpite do Maluquinho: 3×0 Palmeiras, Um do Kléber e dois do Rei do Pop, com direito a moonwalker!

AVANTI PALESTRA!

 

 

Arquivo do Blog do Maluquinho

%d blogueiros gostam disto: