Arquivos do Blog

Acorda, Palmeiras! convoca o torcedor a comparecer ao Pacaembu

Festa Palestrina Repercutindo…

4591.

É a quantidade de exibições no Youtube que, até o momento, teve o vídeo gravado pelo Maluco ontem, no Pacaembu, após o anúncio do gol do Vasco:

Se o Maluco tivesse bebido apenas moderadamente, o vídeo estaria na orientação correta (paisagem, ao invés de retrato) e a cabeça teria doído bem menos hoje…

Mas nada disso importa. Vídeo mal gravado, ressaca das brabas, assim é que se faz! O sentimento do palmeirense ao deixar o Pacaembu ontem pode ser traduzido em uma simples  imagem. Euforia, alegria, alívio, esperança, tudo isso misturado a um sentimento ímpar de quem tem a chance de fazer justiça com as próprias mãos e logo contra o maior rival. O ano do Palmeiras pode ter sido uma merda, mas depende da gente foder com a temporada dos outros. Nem pra nóis, nem pra ninguém e pronto! O Bambi já foi, agora falta a Gambazada!

Além do pós-jogo aqui do Maluco, vale demais a pena (como sempre) a leitura dos posts do Verdazzo e do Forza Palestra. Traduzem exatamente o que passou e sentiu quem esteve no Pacaembu ontem.

Também é leitura obrigatória o post Pânico, outro do Verdazzo, que expõe o cagaço que a gambazada tá do jogo do próximo domingo.

Podem tremer, Gambás, é o recado do Palmeirense Doente (@PalmeirasDoente), esse sim com verdadeiros skills em como se fazer um vídeo, e até como consertar a bosta do meu, KKKKKKKKKKKK:

 

E pra fechar, no áudio do Alex Muller, durante a entrevista com Valdivia, a explosão da torcida palestrina no momento do gol do Vasco é de arrepiar (a partir dos 30 segundos):

OLELÊ, OLALÁ, SE SEGURA GAMBAZADA QUE O BICHO VAI PEGAR!

É DIA 4!

AVANTI PALESTRA!

(atualizado 29.11.11, 06:54hs)

Clássicos, Canindé, Pacaembu e Interior, por Orelha

O Palmeiras, devido as obras no Palestra Italia, vem há aproximadamente um ano jogando fora da sua casa, mesmo como mandante. Nesse período o time já jogou na Arena Barueri, Canindé e Pacaembu, sem criar identidade com nenhuma das canchas, nem torcida e nem jogadores sentem-se em casa em nenhum dos três estádios.

O fato é que mandaremos nossos jogos em casa somente após Abril/2013 e nesse período disputaremos 3 Campeonatos Paulista, 2 Brasileiros, 2 Sulamericanas e 3 Copas do Brasil ou Libertadores. Excluindo o Campeonato Brasileiro, em todos os outros temos fase de mata-mata, onde deveremos, por obrigatoriedade da PM, jogar no Pacaembu. O mesmo se aplica a todos os clássicos que disputaremos em todos os campeonatos disputados.

Bom, se em todos os clássico e jogos decisivos teremos que jogar no Pacaembu porque a diretoria não o adota como nossa casa nesse período? O argumento de que é mais econômico jogar no Canindé, foi facilmente desmistificado pelo Barneschi aqui.

Mas, o que mais me incomoda é o fato de, ao adotar o Canindé como casa e iniciar a construção dessa identidade, que está perdida, disputaremos todos os clássico em campo neutro, não fazendo, assim, o uso da força em ser mandante. Aliás, no clássico desse domingo não estaremos em campo neutro, já que o Santos atuou mais vezes que nós no Pacaembu e nossa diretoria, ainda, teve a brilhante idéia de presenteá-los com ingressos para o tobogã.

Os que defendem o Canindé irão alegar: “ahhh, mas o time está invicto no Estádio da Portuguesa…” Sim, estamos invictos como estaríamos em qualquer estádio onde disputássemos jogos contra as, fracas, equipes que enfrentamos. “ahhh, os jogadores preferem o Canindé…” então que peçam transferência pra Portuguesa porque aqui é Palmeiras é time grande e não podemos limitar nossa torcida a apenas 13 mil ingressos.

Gosto de assistir jogos no Canindé, um dos únicos estádios que ainda permitem o passeio pela arquibancada. Mas um clube da grandeza do Palmeiras não pode criar uma identidade num campo que não servirá pra nada quando realmente precisarmos da força do nosso mando.

Os que são contra o Pacaembu, alegam: “ahhh, mas é o estádio do Corinthians…” esses não conhecem nossa história. Primeiro porque o Corinthians não tem casa e segundo que já ganhamos deles Campeonatos Brasileiro e Rio SP jogando no Pacaembu, sem contar a semi final do paulistão desse ano, que não fosse a péssima arbitragem, sairíamos com a vitória.

Há ainda os que defendem jogos no interior, outra balela. Jogos no interior são tratados pela torcida local como evento/festa, sendo assim nossa diretoria deve escolher a cada ano uma cidade para fazer a pré temporada. Ganhamos grana da prefeitura, grana dos patrocinadores que vão expor suas marcas em outras praças e agradamos nossa torcida fora de São Paulo. Desculpe-me, vocês torcedores do interior, mas escolheram um time da capital pra torcer. Se quiserem ver jogos venham até aqui. Já fui pro Rio, BH, RS, Araras, Ribeirão Preto, Presidente Prudente, São José do Rio Preto, Argentina, Uruguai, só pra ficar nos mais distantes da capital. Então façam um esforço e parem de chorar.

Portanto, precisamos urgentemente criar uma identidade com algum estádio, e que ele seja o Pacaembu, para que em jogos decisivos e clássicos o time e torcida não se sintam em campo neutro.

Pacaembu é mais perto do Palestra, onde a gente já estava acostumado a ir.
Pacaembu é servido por duas linhas de metrô, verde e vermelha.
Pacaembu é servido por 700 linhas de ônibus vindos de todos os lados de SP.

Orelha

PorcoNews edição n. 5

Alô, alô, amigo palmeirense, eis o que foi notícia no nosso querido alviverde (e nos outros também) nesta semana. Leia o resto deste post

Tem jogo – Palmeiras x Avaí

Palmeiras pega o Avaí no Pacaembu.

O grande feito do Avaí no futebol é ter o Guga como torcedor. Ou você acompanha o Campeonato Catarinense? Nem eu.

Então a parada é ir pra cima dos caras e fechar a rodada com uma vitória convincente e com um sorriso no rosto (Meu Deus, quase perdoei o Pantufa – Diego Souza ontem…). Leia o resto deste post

%d blogueiros gostam disto: