Arquivos do Blog

Tá Chegando a Hora!

Se você acha que eu tô falando do jogo de amanhã, errou feio. Não podia estar mais desinteressado sobre o que vai acontecer amanhã. Ao contrário do que muitos pensam, é só mais um jogo, mais um passo do castigo e da vergonha a que fomos submetidos em 2013. Não é motivo pra comemorar, não é motivo de expectativa, não é mais que a obrigação.

Tá chegando a hora é de estrear o filme sobre a carreira do Santo, o maior goleiro de todos os tempos.

A produtora Contém Conteúdo, responsável pelo documentário,  acaba de divulgar no youtube o trailer oficial do filme, que deve ser exibido em breve a todos os palestrinos e, porque não, a todos os que gostam de futebol e que tiveram a honra de ver São Marcos jogar.

Se liga aí no que está por vir:

AVANTI SÃO MARCOS DE PALESTRA ITALIA! 

 

O Adeus do Santo

Acordei mais cedo que o comum hoje, e comecei a preparar a mala com as camisas de São Marcos para o jogo de hoje, o último do Marcão com a camisa do Palmeiras.

Na sala, ao lado, enquanto o meu filho Felipe dorme na cadeirinha de balanço, o irmão gêmeo dele, Marcos, parece saber que hoje é um dia especial. Balança a cadeirinha freneticamente, “fala”, na medida do que os seus cinco meses autorizam, balança as mãos, enfim, o cara tá inquieto.

Não que ele não seja inquieto por natureza, ele é. Mas hoje parece ser diferente.

E realmente é. Pelo menos pra quem, como eu, nasceu do fim da década de 70 pra frente. Nunca vimos com a camisa do Verdão nada parecido com São Marcos que, muito antes de ser um ídolo, sempre mostrou seu lado humano, falível como qualquer um, e torcedor fanático do Palmeiras, como todos nós.

Podia até repetir nestes post os feitos de Marcos, como o dia 06.06.2000 ou 12.05.2009, meus favoritos dentre tantos outros que já narramos aqui à exaustão, mas vou deixar aqui apenas o aúdio e o vídeo do Sport x Palmeiras de 2009, na minha opinião o último grande momento do Santo com o nosso manto, que ainda enche meus olhos de lágrimas toda vez que ouço/vejo:

Já descobrimos, com muito sofrimento, que Marcos é insubstituível, seja na meta do Verdão, seja no coração do Palmeirense. Por sorte, o Palmeiras também é insubstituível no coração do Marcão, assim como o palmeirense, e ainda teremos nosso Santo olhando por nós por muito tempo ainda.

Hoje é dia de agradecer ao cara que sempre se quebrou pelo Palmeiras, que sempre torceu pelo Palmeiras dentro de campo como se fosse um de nós na arquibancada – e ele é. No início da madrugada do dia 12/12/12, cantemos pela última vez, 35 mil vozes, umas até mesmo nem sequer palmeirenses, o grito que é a maior verdade do futebol:

PUTA QUE PARIU, É O MELHOR GOLEIRO DO BRASIL! MARCOS!

E como vai fazer – e já faz – falta ouvir DEEEEEFEEEEEEEENNNNNNNDEUUUU MAAAAAAAAAAAAAAAAAAAARCOSSSSSSSSS…

Obrigado por tudo, Marcão!

AVANTI SÃO MARCOS DE PALESTRA ITALIA! 

 

Torcida Mostra Sua Força. Já a Diretoria…

E a torcida do Palmeiras deu mais uma demonstração de sua grandeza na data de hoje.

O Shopping Eldorado foi invadido por mais de 6.000 palmeirenses que foram prestigiar o livro biográfico Nunca Foi Santo, escrito em parceria por Mauro Beting e o próprio Santo. A quantidade de livros vendidos só hoje, 3.000, é a maior já registrada num lançamento nacional, superando a marca anterior de um certo ignóbil goleiro cujo maior feito na carreira foi ter sido reserva do reserva do Santo em 2002.

O número, senhores, é emblemático. Corresponde, praticamente, à quantidade de torcedores que ainda resistem e se deslocam ao cafundó de Barueri a cada novo jogo. É quase o dobro do público pagante naquele mesmo estádio na Copa Sulamericana semana passada, contra o Botafogo.

A Procissão de São Marcos, ocorrida em 25 de janeiro último, por outro lado, foi responsável pela peregrinação de mais de 4.000 torcedores pelas ruas da Pompéia e Pacaembu, e reuniu mais de 25.000 palmeirenses num jogo amistoso sem qualquer importância senão por representar a primeira partida do time no ano da aposentadoria do maior ídolo da atualidade.

São provas de que o palmeirense não perde chances para prestigiar aquilo com o que mais se identifica: o amor de torcedor pelo clube, coisa que ninguém melhor que Marcos simboliza. Aposto que se o Marcos ainda estivesse jogando, Barueri teria um público bem melhor. E basta estar lá o Marcos que a torcida vai atrás onde ele estiver, até mesmo num shopping center em pleno dia útil no meio da tarde. É uma questão de reconhecimento, de identidade, de paixão.

Enquanto isso, a diretoria insiste em fazer de tudo para afastar o torcedor do time e desse amor maluco que o torcedor tem pelo Palmeiras. Jogos naquela pocilga de Barueri, preço cheio, programa de sócio torcedor mal lançado e sem atrativos justos (hoje o que se economiza na compra do ingresso certamente se gasta em dobro com pedágio, estacionamento e combustível pra ir até Barueri), lojas oficiais longe de serem lançadas – é o único time grande da Capital que ainda não as tem, enfim, esses são apenas alguns dos inúmeros atentados praticados contra o torcedor e que só prejudicam o próprio Palmeiras.

Isso sem falar no descaso absurdo com que o clube é tratado por árbitros, pela CBF, pela Globo, pelo STJD, sem que a diretoria tome providências enérgicas e exija o devido respeito que o maior campeão nacional fez por merecer.

Agora imaginem se o Palmeiras tivesse uma diretoria à altura de sua torcida? Imaginem se os jogos fossem marcados no Pacaembu porque é melhor pra torcida, ao invés de Barueri, que é mais barato pro clube (o que aliás é mentira, conforme confirmado pelo Barneschi, pelo Nespoli e por tantos outros)? Imaginem se uma parcela dos ingressos fosse vendida a R$ 15,00, pra que mais torcedores do Palmeiras pudessem ir aos jogos? Imaginem se o palmeirense pudesse economizar em pedágio, combustível e estacionamento, e aplicar esses valores na compra de produtos licenciados do clube? Imaginem se se o palmeirense pudesse contar com lojas oficiais espalhadas em diversos endereços da cidade, ao invés de ter apenas uma opção na Rua Turiassu?

Não é nada difícil de imaginar, mas é pouquíssimo provável que venha acontecer, ao menos enquanto permanecerem no comando do clube dirigentes mais preocupados em manterem-se no cargo do que em exercer o mandato. E a reeleição, que seria natural, caso o torcedor pudesse se sentir prestigiado pelo clube e pelas atitudes da diretoria, não seria mais um problema, mas uma mera consequência.

Com uma torcida tão dedicada, tão leal, tão empenhada em estar incondicionalmente ao lado da camisa e do time, chegaria a ser covardia com os adversários políticos se a atual diretoria se empenhasse o mínimo que fosse pra tornar a vida do torcedor mais fácil. Mas os que hoje estão no comando parecem não enxergar isso. E provavelmente nunca irão.

Afinal, porque outra razão mais de 6.000 torcedores se disporiam a ir a uma livraria e não a um jogo do Verdão? Parece incrível, mas é a realidade do Palmeiras hoje, livrarias cheias e estádios vazios. E está na mão de quem não faz a menor idéia do porque isso acontece para resolver.

E aí, COMOFAZ?

AVANTI PALESTRA! 

Terceiro Ato de Fé do Ano Santo

E a torcida do Verdão não para. Vem aí o Terceiro Ato de Fé do Ano Santo, em homenagem a São Marcos de Palestra Itália.

Dessa vez a homenagem será para Carlos Pracidelli, o preparador de goleiros e mentor do nosso Santo Goleiro na maior parte da Santa Carreira.

Representantes da torcida palmeirense irão entregar uma placa ao preparador de goleiros como reconhecimento pelos serviços prestados à coletividade alvi-verde na manutenção da tradição da escola de goleiros do Palmeiras, chegando ao seu ápice máximo na pele e nas luvas do nosso Santo Goleiro.

 Saiba mais sobre o Terceiro Ato de Fé do Ano Santo aqui.

AVANTI PALESTRA!

Torcida realiza procissão para São Marcos de Palestra Itália

Um ato de fé. Assim pode ser definida a mobilização popular organizada pelos torcedores palmeirenses em homenagem ao goleiro Marcos, um dos maiores ídolos da história da Sociedade Esportiva Palmeiras, que acontece no sábado (14 de janeiro).

“A ação consiste numa procissão que terá como trajeto a Rua Turiassu  até a Praça Charles Miller, no estádio do Pacaembu. É um ato ecumênico. Todos, palmeirenses  ou não, que receberam ou foram ungidos pelos milagres de São Marcos de Palestra Itália estão convidados à participar dessa grande festa”, disse Felipe Giocondo, um dos organizadores do evento.

Bandeiras, bandeirão, cartazes, faixas, escola de samba, trio elétrico e personalidades são algumas das ações que visa pintar de verde e branco as ruas da Zona Oeste da cidade. “Além disso, teremos algumas surpresas. O Marcos merece todas as homenagens de nós torcedores. Isso é o mínimo que podemos fazer por um jogador que fez muito por nós e pelo nosso querido Palmeiras. Em 2012 faremos um ano todo de festa e celebração para o nosso maior ídolo. O ano de 2012 será lembrado no futebol como o ano de ‘São Marcos’, nosso eterno e imortal camisa 12”, enfatizou Giocondo.

Um pouco de ironia e provocação ao maior rival do Verdão também faz parte da festa. “Vamos mandar um convite para o Marcelinho Carioca, que foi uma das principais testemunhas – se não a maior – dos milagres de São Marcos”, conclui Giocondo, relembrando o pênalti cobrado pelo atacante corintiano e defendido pelo goleiro palmeirense em 2000, que causou a eliminação do time alvinegro na fase semifinal da Taça Libertadores da América. Beatificação

A mobilização  também tem um teor de reivindicação. Os torcedores palmeirenses organizam documentos para iniciar o processo de beatificação do goleiro. “Já consultamos algumas pessoas para nos auxiliar no processo de beatificação. Estamos organizando todos os documentos necessários para iniciarmos esse processo de nosso santo milagreiro. Pelas nossas contas, temos cerca de 18 milhões de depoimentos que evidenciam os seus milagres. Nenhum outro santo teve tantos testemunhos de fé”, enfatiza Giocondo, em alusão ao número de torcedores palmeirenses espalhados pelo mundo.

12 mandamentos de São Marcos de Palestra Itália

1- Não serás desleal com teu adversário 2- Jamais se curvarás e lutarás, por toda a sua vida, contra os malefícios dos Corinthios Gambáticos da Marginal Sem número 3- Não te  sentirás melhor do que ninguém 4-Honrarás teu manto alviverde, como a ti mesmo 5- Amarás ao Palmeiras  sobre todas as coisas 6- Carregarás em suas mãos os corações dos milhões de torcedores palmeirenses 7-Não trocarás teu amado clube por trinta dinheiros 8-Despertarás o respeito da torcida adversária 9-Elogiarás teu  próximo sem esperar retribuição 10-Liderarás teu grupo mantendo a amizade e o respeito de todos 11-Não vestirás outra camisa que não seja o manto sagrado esmeraldino do Palmeiras 12- Defenderás a meta palmeirense com todo o fervor de sua alma palestrina!

12 milagres de São Marcos de Palestra Itália

16/5/1992 – Estreia na equipe profissional. Vitória por 4 a 0, no amistoso diante da Esportiva de Guarantiguetá, no estádio Dario Rodrigues Leite
22/7/1992 – Campeão Paulista sub-20. Vitória diante do Botafogo de Ribeirão Preto, no estádio Santa Cruz, por 3 a 2
19/5/1996 – Defende o primeiro pênalti como goleiro da equipe profissional, em partida válida pelo Campeonato Paulista diante Botafogo de Ribeirão Preto, no estádio Palestra Itália
10/10/1996 – Reserva de Velloso, é convocado pela primeira vez pelo técnico Zagallo para a seleção brasileira
5/5/1999 – Nasce o mito São Marcos. Diante do Corinthians, na primeira partida válida pelas quartas de final da Taça Libertadores, faz uma atuação espetacular, opera verdadeiros milagres, garante a vitória palmeirense por 2 a 0 e é batizado pela mídia e torcida com o apelido de São Marcos
12/5/1999 – No jogo de volta das quartas de final da Taça Libertadores, após derrota para o Corinthians por 2 a 0 no tempo normal, defende a cobrança de pênalti de Vampeta e vê Dinei acertar a trave, classificando o Palmeiras para a próxima fase da competição
16/6/1999 – Na decisão da Taça Libertadores contra o Deportivo Cali (COL), diante da torcida palmeirense no estádio Palestra Itália, novamente em decisão por pênaltis, brilha a estrela do goleiro, sagrando-se campeão continental, após chute para fora do atacante Zapata. Nesse dia também é eleito o melhor jogador da competição
6/6/2000 – Palmeiras e Corinthians, mais uma vez, decidem vaga às finais da Taça Libertadores nas cobranças de pênaltis. Brilha a estrela do goleiro, que defende a última cobrança do ídolo alvinegro Marcelinho Carioca e garante o Palmeiras pela segunda vez consecutiva na final da competição
30/06/2002 – Sagra-se campeão da Copa Mundo como titular da seleção brasileira
20/1/2003 – Recusa proposta milionária do Arsenal da Inglaterra e é peça fundamental na volta do Palmeiras à elite do Campeonato Brasileiro, conquistando a Série B
4/5/2008 – Fecha o gol e sagra-se campeão paulista
12/5/2009 – Defende três penalidades diante do Sport, em plena Ilha do Retiro, e classifica o Palmeiras para às quartas de final da Taça Libertadores
Programe-se
O que: Procissão à São Marcos de Palestra Itália Quando: 14/1 (sábado), a partir das 11h Onde: Rua Turiassu (concentração em frente ao portão principal do Palmeiras) Como participar: Apenas compareça ao local, com camisa e bandeira do Palmeiras, de preferência Valor: Gratuito

AVANTI PALESTRA!

(texto do site oficial do Palmeiras e imagem emprestada do Verdazzo!)

Quando o Santo Parar…

… enfim chegou o dia.

Assim, sem sobreaviso, sem alarde, sem vazamento da notícia. Sem tempo pra gente se preparar.

O dia que o Santo seria vencido pelo homem, pelo corpo de carne e osso que já não aguentava mais carregar os fardos e as cicatrizes de nada menos que 530 batalhas defendendo o nosso Verdão.

O que dizer sobre o Santo sem soar piegas e emotivo? Dificil escrever enquanto as lágrimas vem e vão.

Marcos é, pra minha geração, o símbolo mais genuíno do que é ser palmeirense.

Sofrido, como foi sua carreira, principalmente nos últimos anos de luta contra as contusões.

Explosivo, como foram suas entrevistas, especialmente quando o Verdão dava vexame.

Leal, como quando recusou proposta do futebol inglês pra jogar a Série B pelo Palmeiras.

Lutador, o Santo nunca fugiu da briga, sempre foi o primeiro a mostrar a cara aos repórteres depois de um revés e o último a sair do campo.

Vencedor. Marcos é o grande vencedor que a geração mais nova dos palmeirenses, aqueles que não viram jogar Ademir, Oberdan ou Junqueira – como eu – conheceu.

Há os que vão dizer que se já não faltavam desgraças pra esse começo de temporada, agora temos mais uma: o Palmeiras não tem mais nenhum ídolo. E igual o Santo arrisco dizer que jamais terá.

 Mesmo assim, o fim da carreira do Santo é pra ser celebrado. Estamos testemunhando o fim de toda uma era. Marcos era o último dos jogadores ( e o único da sua época) que se assemelhavam aos boleiros da moda antiga, que defendiam um só clube a carreira inteira e que cujos nomes eram referência do próprio clube: o Santos de Pelé, o Palmeiras de São Marcos de Palestra Itália…

Imortalizar a 12, colocar o busto do Santo nas alamedas do Palmeiras e batizar a Nova Arena de Estádio Marcos Roberto Silveira Reis – São Marcos de Palestra Itália, não dão nem pro cheiro das homenagens que o Santo merece receber.

E pensar que toda essa história de conquistas e glórias começou graças a 12 pares de chuteiras… 12.

Uma imagem do Santo jamais me sairá da cabeça. Não, não se trata da defesa do penalti contra os Gambás na semifinal da Libertadores de 06.06.2000. Essa aí é muito fácil. Não que eu não goste, mas minha imagem do Santo é outra.

O Santo já vinha um pouco menos imortal, entre uma e outra contusão que lhe tiraram de ação por quase todo o ano de 2007. Depois de ter se consagrado (agora sabemos, pela última vez) campeão Paulista de 2008.

Foi mais precisamente em 12 de maio de 2009:

O Palmeiras já tinha sido considerado eliminado da Libertadores daquele ano antes mesmo do término do primeiro turno da fase de grupos. Uma campanha ruim dava a impressão, pros incrédulos da imprensa, que o Palmeiras não passaria nem da primeira fase do torneio, o que seria uma vergonha inaceitável pra gente. E a recuperação do Palmeiras se iniciou contra o Xpouti, na Ilha do Retiro, com vitória verde. Faltava uma vitória e lá foi o Palmeiras pro Chile pegar o Colo-Colo. Vitória que saiu nos minutos finais, dos pés de Cleiton Xavier, do meio da rua… (essa historia é prum outro dia, e vale um post exclusivo).

E lá vinha de novo o Xpouti no nosso caminho, pelas Oitavas de Finais da Liberta. No primeiro jogo, 1×0 pro Palmeiras (jogando com um a mais), gol de Ortigoza, em jogada de bola parada. No jogo da volta, o Palmeiras jogava pelo empate.

Chega o dia do grande jogo, o Palmeiras com chance de retribuir a eliminação pro Xpouti na Copa do Brasil de 2008. Ao invés de jogar bola como vinha fazendo, o Palmeiras se retraiu demais e deu chance pro Xpouti atacar e chegar na cara do  gol uma, duas, três vezes, isso só nos primeiros minutos de jogo.

Mas o Santo estava inspirado. Um milagre atrás do outro. Pegou pelo menos seis bolas impossíveis. Só uma, indefensável, passou. Iriamos ter penaltis. Marcos chamou o grupo antes das cobranças e disse: Agora é comigo. E foi mesmo.

Das 4 cobranças dos pernambucanos, o Santo catou 3, antes de correr pra bandeira de escanteio ao lado direito de seu gol, onde se encontrava a eufórica torcida palmeirense que acabara de testemunhar mais uma obra miraculosa do Santo.

A cena de São Marcos em frente à massa alvi-verde, joelhos ao chão e mãos para o Céu, foi eternizada nas revistas e jornais, assim como na perna do meu brother palestrino Estevam Kikuchi (arte e foto de @GeanTattoo):

E as imagens editadas com maestria pelo @gabrielsantoro eternizam, no youtube, mais esse momento mágico que o Santo deu pra torcida palmeirense:


Esse texto já tinha sido publicado aqui, em fevereiro de 2011. É assim que, daqui a 40 anos, quero contar pros meus netos quem foi São Marcos de Palestra Itália. Com essa imagem colada na retina. O Santo ajoelhado, num estádio tão morfético como a Ilha do Retiro, consagrado, repetindo por uma última vez o gesto que, 9 anos antes, o palmeirense jamais iria esquecer…  

Obrigado, Marcos! Obrigado por tudo. O Palmeiras, sem você, não seria o mesmo.

#SãoMarcosEterno

#Dia14Váde12 Vamos homenagear o Santo como ele merece. Todo mundo com a 12 no dia 14, contra o Ajax. E até o fim do ano. Ou para todo o sempre!

AVANTI SÃO MARCOS!

PorcoNews n. 45

ÔÔÔÔÔÔÔÔ O PorcoNews atrasoooouuuu! Mas garanto que o dia hoje foi de trabalho intenso e literalmente para o Palmeiras! Mas isso é conversa pra outro post, quem sabe um dia… Por enquanto, vamos ao que foi notícia do Verdão durante a semana.

PAGOU GERAL 

O elenco levou sermão hoje na Academia. A derrota de quinta-feira para o Vasco foi motivo de uma conversa do Bigode com os jogadores de quase uma hora, antes dos treinamentos dessa sexta-feira. O puxão de orelha foi merecido, mas só fica uma dúvida: quem vai puxar a orelha do Felipão? Afinal, boa parte da culpa pela ineficiência do time é culpa da escalação e da insistência com jogadores fora de posição, como é o caso do #30.

ARRUMANDO A COZINHA

Pelo menos, o Bigode se espertou e, pro jogo desse domingo, haverá mudanças consideráveis no elenco. Saem Henrique, Maikon Leite e Patrik, além do suspenso Assunção, pras entradas de Mauricio Ramos, Telmário, Valdivia e Chico. Algumas situações interessantes serão vistas. Primeiro, com a presença de Chico no lugar do Assunção, a pegada no meio de campo deve melhorar. Valdivia no Patrik nem é preciso explicar o que muda: tudo. A presença do Telmário vai fazer com que ele ocupe a posição de centro avante e o #30 poderá jogar onde ele sabe, saindo da área e caindo pelas pontas. Pode ser que dê muito certo. Daí, quero ver o Felipão trazer de volta o Welington Paulista, pra quem ele não deu uma chance decente de jogar como sabe, enfiada na área adversária…

COM A PALAVRA, O SANTO

Ao final do jogo de ontem, Marcão sentou o verbo no time. Fico imaginando como deve ser pra ele, já que o Marcos sofre igual a gente. Eu, você, e o Marcos não conseguimos pôr a cabeça no travesseiro e dormir depois de um jogo melancólico como o contra o Vasco. Eu fui dormir pra lá de 3 da matina ontem, inconformado com o que eu tinha visto horas antes. Penso no Marcão no busão ontem, sem conseguir dormir enquanto que os companheiros de time deviam estar sonhando com o próximo carrão que vão comprar, a próxima assistente de palco de programa de Tv que vão comer… Por isso mesmo, nunca vou criticar o Marcos pelas suas declarações. Ou alguém duvida que esse time que tá aí só não ia ser pior que os Gambás #toliminados? É isso aí, Santo! Senta o verbo mesmo. Pra quem não ouviu, no Blog do Alex Muller tem a entrevista completa, dele e do Felipão.

PARABÉNS, JUDAS

Parabéns? Parabéns o caralho. Trate de jogar bola primeiro. Depois vem o presente. Simples… Sobre o fato dele não ter levado ovada hoje, alguém lembra quem foi o único jogador que não quis raspar o cabelo após a conquista do paulista de 2008? Então…

FALA MALUCO, COM GUSTAVO GOMES PEREIRA

Mudando um pouco de assunto, li um texto do meu amigo Gustavo no Facebook e pedi pra publicar aqui. O Gustavão é brother da arquibancada, é conselheiro do Verdão e diretor da Escola de Samba da Mancha. E, como muito de vocês sabem, quando ele não está pajeando a Juju Panicat na arquibancada dos jogos do Verdão, é um dos mais fanáticos torcedores. O texto que ele publicou é offtopic, mas tem tudo a ver com o que o palmeirense pensa dessa seleção de gambá sem vergonha que vemos por aí. Com vocês, A SELEÇÃO BRASILEIRA:

O Guia da Copa ( https://www.facebook.com/GuiadaCopa2014 ) fez uma pesquisa hoje.

“O que deveria mudar na seleção brasileira?”

“Minha resposta: podia começar com os PILANTRAS!!! RICARDO TEIXEIRA E CIA, pra depois ir descendo…..Mano que nunca foi nem ganhou nada, é um grande perdedor, o uniforme podia voltar a ser verde e amarelo, ao invés de preto, os jogadores deveriam ter identidade com o povo brasileiro (tem gente q ninguem sabe quem é), a globo/nike não deveriam poder escalar o time, jogador não deveria ser remunerado na seleção…muita coisa, perco as esperanças, é muita pilantragem e muito jogador vagabundo misturados a um jogo de interesses, poder e $$ nojentos!!!! Ou seja, uma mudança quase impossível!!!”

Mas na verdade é muito mais do que isso.

Não sou torcedor de seleção, mas confesso que gostaria de ser. Lembro quando era criança, das ruas da cidade pintadas, cheias de bandeiras, do Araquém – Showman – das copas em que a cada gol do Brasil eu descia correndo as escadas de casa, ligava a vitrola de casa com um LP do Roberto Carlos e a música alta eu colocava na janela – Verde, amarelo, verde, amarelo,….azul e branco também”. Pois bem, depois de entregar minha idade fico mais a vontade pra escrever.

A última Copa do Mundo que torci mesmo foi em 2002,  a seleção da Famiglia Scolari. Podem pensar que por eu ser um palmeirense e realmente isso influenciou muito, mas foi principalmente por, depois de muito tempo eu, especialmente, como brasileiro, ter alguma coisa na seleção com que eu me identificasse. Nesse caso, Felipão, Rivaldo…

Hoje, depois de muito tempo e duas copas sem torcer pela seleção fiquei revoltado ao assistir partes do jogo e ver a que ponto chegou o futebol brasileiro.

Uma seleção nojenta, sem identidade e sem identificação com o povo do seu país. Uma seleção que ao perder (mais uma), vê-se o povo comemorando a derrota em redes sociais e até nas ruas. Uma seleção que vem carregando junto com todos os escalados, uma energia, ou qualquer outra coisa, entendam como quiserem, mas que carrega toda a corrupção que envolve a Copa do Mundo 2014. Corrupção que envolve clubes, políticos, jogadores, patrocinadores, TVs, etc…

Corrupção que sabemos, herança de um povo de um país maldito, que leva 4 milhões de pessoas numa parada gay, que leva 1 milhão numa marcha de Jesus, mais tantos mil na marcha da maconha, mas que não junta 1 mil pessoas pra tirar um político da sua cadeira, ou um Ricardo Teixeira de uma CBF e que aagora cogita colocar um tal Andres Sanches – que quem conhece sabe que não poderia nunca estar lá.

Um povo que acha bonito e nem luta contra um governo dar, do nosso bolso, R$500 milhões para uma entidade privada construir um estádio. E não estou falando de rivalidade de clubes não, porque meu sonho, como palmeirense é que nosso maior rival tenha seu estádio e que se pra isso for necessário $ público eu até apóio, mas não com desculpa de Copa. Usem outro argumento. Digam, é um clube tradicional, tem 100 anos, não tem estádio,…merece, etc. Meu sonho é uma final entre os dois com um jogo em cada estádio. Isso é futebol.

Voltando a Copa…..

Como esperam que pessoas bem instruídas aprovem isso tudo? Chega dessa roubalheira.

Como esperam que amantes do futebol aturem assistir a jogos com um futebol nojento como é o futebol moderno brasileiro.

Eu gostaria realmente de torcer pra seleção.

Para uma seleção em que jogadores escolhidos fossem os melhores do futebol BRASILEIRO.

Para jogadores que atuassem pelo menos há dois anos no futebol brasileiro, como critério de escolha para fazer parte da seleção.

Para uma seleção em que os jogadores não fossem remunerados (eles já ganham o suficiente nos seus clubes).

Para uma seleção de ídolos, ídolos dentro e fora de campo. 

Para uma seleção em que os jogadores fossem obrigados a saber no mínimo o hino do seu país (faz parte de ser um ídolo).

Para uma seleção que empolgasse a todos os brasileiros a cantarem o hino do Brasil nos estádios, bares, ruas e churrascos do Brasil durante uma partida.

Para uma seleção verdadeiramente brasileira.

Aí, então, eu torceria pra seleção quase tanto como torço pro meu time. Porque pra torcer, você tem que parar de fazer tudo o que tá fazendo, você deixa tudo pra trás e pra depois por causa dessa paixão.

Gustavo Gomes Pereira

10-08-2011

SUMEMO, Gustavão! Eu também tô de saco cheio dessa seleção sem-vergonha que tá ai. Nós que temos tanto orgulho de emprestarmos nossa escrete completa pra servir a seleção brasileira contra o Uruguai na inauguração do Mineirão em 59, teria vergonha de ver o time do Verdão hoje de verde e amarelo…

AVANTI PALESTRA!

A Diferença Entre um Ídolo e um Estrelinha

Até Mauro Beting, um dos 4 jornalistas esportivos que eu respeito (os outros 3 são Erich Beting, Alex Muller e Danilo Lavieri), incorreu no erro de, ao falar a respeito da boa atuação do Santo na partida contra o Avaí, incluir na mesma frase o nome do goleiro de Hockei.

Está na hora de acabar com essa maldita insistência da imprensa em comparar o maior goleiro do mundo com um jogador mediano cujo maior feito é ter a medíocre marca de 3 gols de falta marcados a cada ano de sua carreira, um verdadeiro produto de marketing tão relevante quanto o Barrichello ser o recordista de GPs na Fórmula 1.

Um ídolo não se mede pelos grandes feitos, especialmente se na sua maioria, não são tão grandes assim, como é o caso do goleiro de Hockéi, verdadeira invenção da bambipress, possivelmente para ocupar a lacuna deixada por Raí e tentar por fim a escassez de ídolos e jogadores com carisma com a camisa da bicharada (não que Raí fosse alguma dessas coisas…).

Eu, como palmeirense, tenho como maior estima do São Marcos boa parte dos seus incontáveis momentos de glórias, mas TODOS os momentos em que o Santo de alguma forma falhou. Foram nesses momentos que o Marcão se mostrou um verdadeiro ídolo, um cara admirável por natureza, digno de ser o maior ícone da história recente do Palmeiras.

E não foram poucas as vezes que o Marcão errou. Alguns dirão, por exemplo, que ele errou no segundo jogo mais importante da história do clube, quando conquistaríamos, perante o Manchester, o segundo título mundial. E lá foi o Marcos dar entrevista e assumir sozinho a culpa, como se os jogadores do ataque não tivessem perdido trocentos gols embaixo da trave dos ingleses.

Quando o Palmeiras tomou de 7 do Vitória, lá foi o Marcos explicar o lance em que furou a bola e tomou um gol bizarro.

6×0 pro Coritiba, o que não faltou foi entrevista do Marcão.

Há quem diga que essas entrevistas são maléficas porque, de cabeça quente, ele sempre fala mais do que se deveria. Mas, eu não acho. Pra mim, tem que dar a cara pra bater, tem que ser ídolo o tempo todo, na hora de ser festejado e também na hora de ser cobrado.

Ou você consegue lembrar de uma derrota do Palmeiras em que o Marcos não ficou 20 minutos a mais no gramado dando entrevista e explicando a derrota?

Ou uma falha que ele não tenha assumido publicamente?

Imagina o Marcos tirando uma medalha de vice-campeão da Libertadores e à atirando na torcida?

Pois bem. Esse é o verdadeiro ídolo. O cara que só aparece nos momentos de glória, esse é o estrelinha.

Voltem 3 meses atrás, e se verá o goleiro de Hockéi todo saltitante e sem estar ajoelhado (o que é raro) comemorando através da imprensa o centésimo gol (na verdade, o nonagésimo oitavo), logo contra a Gambazada, o que ele disse que não era importante.

E cadê a entrevista dele ontem, ou hoje, quando, contra o mesmo Gambá, levou 5 gols, sendo um deles um frangasso  sem tamanho? Será que a torcida concorda que também não tem importância ele não ter dado entrevista?

Qual entrevista que ele deu pra explicar a falha contra o Inter na FInal da Libertadores perdida pelos Bambis, ou o porque da medalha de vice-campeão jogada na torcida?

Ou na derrota pro Santos, na semi-final do Paulista deste ano?

Isso só pra destacar alguns dos inúmeros episódios em que o goleiro de Hockéi sumiu…

Ídolo só na vitória todo mundo sabe ser. O difícil é o maluco ter a responsabilidade e a coragem de dar a cara pra bater na hora que o bicho pega, quando sabe que vai ser cobrado…

Essa é a diferença pela qual Marcos e o goleiro de Hockéi, na mesma sentença, o palmeirense só admite se for pra mostrar como um é diferente do outro.

O Marcos sabe que não precisa bater penalti ou falta pra torcida gostar dele. Mesmo com a própria torcida e os jogadores do Palmeiras pedindo, ele se recusou a cobrar a penalidade máxima contra o Avaí, quando o jogo já estava 4×0 pro Verdão. Preferiu respeitar o jovem goleiro adversário, que já tinha levado 4 gols, do que tripudiar em cima do moleque pensando apenas em seu benefício, mesmo sendo um grande sonho dele encerrar a carreira vitoriosa com pelo menos um gol marcado.

Agora, se ele fosse estrelinha, com certeza a história seria outra… É por isso que todos tem goleiros, só o Palmeiras tem um Santo.

AVANTI PALESTRA!

PorcoNews n.33

Alô Porcada, PorcoNews tá na área!

CADÊ OS ECONOMISTAS?

Cansamos de ler, desde o meio do ano passado, que o Palmeiras era um time quebrado, endividado, sem dinheiro, que não pagava em dia, que o Belluzzo faliu o time, etc, etc, etc.

No último dia 06 de maio, o Estadão publicou uma matéria sobre o endividamento dos clubes no ano de 2010, e, pra surpresa de alguns (pra minha não), muita menina dos olhos da imprensa apareceu na frente do Palmeiras no ranking de endividamento:

Dia 17, no Globo.com, mais uma matéria foi publicada, dessa vez considerando as demonstrações contábeis dos clubes do ano de 2010, tendo sido obtido, ao final, o seguinte resultado:

Na primeira tabela, o Palmeiras aparece em sétimo, com Santos, Atlético/MG e todos os cariocas à sua frente como os clubes mais endividados do Brasil.

Na segunda, o Palmeiras é o décimo, com os Gambás, o Grêmio e o Inter mais endividados que o Verdão no ano passado. E com os Bambis com uma dívida fiscal maior que a do Palestra…

Por outro lado, a matéria do Estadão traz outro dado importante – o Palmeiras foi a quarta maior receita dentre os clubes brasileiros em 2010:

E aí? Cadê os economistas da imprensa Gambá pra comentar essas tabelas? Cadê os palhaços que acharam graça do Palmeiras ter ido de ônibus pra Uberaba pra fazer piada agora?

Como sempre comentei aqui, o Palmeiras não era o único clube endividado, embora a imprensa sempre tratou dessa forma. Esse números mostram com tranquilidade que é impossivel que não tenha havido atraso de salários em outros clubes, mas apenas no Palmeiras, como a imprensinha sempre tentou fazer crer.

Isso não muda o fato de que o clube realmente têm sido mal-gerido nos últimos anos, mas a questão do endividamento está presente em todas as agremiações, sem exceções. O que é lamentável é ver a imprensa tratar o tema como se fosse uma particularidade do Palmeiras, e não uma realidade do futebol nacional.

Mas, pra quem lê este Blog e a mídia palestrina, essa constatação não é nenhuma surpresa, certo?

TJD

O saldo da palhaçada promovida por PCO no jogo com os Gambás chegou hoje. Deola, Felipão e Danilo foram punidos. Deola, por ter “agradecido” a FPF pelo jogo via twitter, foi suspenso por dois jogos. Felipão pegou seis partidas e mais multa de R$ 40.000,00. E Danilo, um jogo. As punições valem para o Paulistão 2012, diz o Lance!

Agora, e o sacripantas do árbitro???? Não vai pegar uma suspensão? E multa, não vai pagar???? Afinal, todos os atos dos palmeirenses punidos decorreram de mera reação  ao absurdo que foi aquela arbitragem. Ou vivemos numa ditadura ou então os atos de todos os paricipantes de uma partida de futebol, ÁRBITROS INCLUSIVE, devem ser passíveis de punição. Ou o Codigo Brasileiro de Justiça Desportiva vale apenas para alguns e não para outros? O PCO tinha que ser punido sim, pela atuação desastrosa não só no jogo em questão mas em toda a sua carreira, especialmente contra o Palmeiras. Minha sugestão, suspensão PERPÉTUA e multa de todo e qualquer centavo que esse maldito já ganhou na vida apitando e prejudicando o futebol.

ASSUNÇÃO

FInalmente o Kid renovou contrato. A notícia ainda não é oficial porque Assunção ainda não assinou o contrato. Gostei da renovação, mas o Kid não pode mais jogar de volante, já cansei de falar isso aqui, hein, Bigode! E vamo ver se agora o pé entra na forma de vez, no último jogo já teve gol…

PH

Como já comentado na segunda-feira aqui no Blog, o lateral direito Paulo Henriwque é o primeiro reforço do Palestra pro BR11, e foi apresentado hoje à tarde na Academia de Futebol. O jogador jogará com a camisa 14, que costumava ser do decepcionante Vitor. Boa sorte, PH!

QUADRINHOS

SENSACIONAL o post do Verdazzo! de hoje, sobre a possível conversa que estaria sendo mantida entre Tirone, Mustafá, Gilto Avalone e outros, em foto que foi tirada numa cantina em SP. No melhor estilo rir pra não chorar. Nao deixe de ver!

MARCOS

Há exatos 15 anos e 1 dia o Santo fazia, em 19 de maio de 1996, sua primeira partida como titular no gol do Palmeiras. Na “estréia”, penalti defendido pelo Marcão. Matéria do Globo.com. E tem também o depoimento do próprio Marcão a respeito do primeiro jogo como titular e toda a sua carreira, produzida pela assessoria de imprensa do Palmeiras:

CARTOLA FC

O Maluco pelo Palmeiras está com o esquadrão armado no Cartola FC. O dirigente Maluquinho promete contratações em peso para o fantasy game e NUNCA escalar @luansantanaevc ou  /\  no time. Quem quiser participar da Liga do Blog, procure por MalucospeloPalmeiras no Cartola que será adicionado. O melhor time de cada rodada será anunciado aqui no Blog. Mas não espere premios, isso aqui é um blog “caseiro”.

AVANTI PALESTRA!

PorcoNews n. 26

Fala, Palestras!!! Tamo meio devendo pro relógio no PorcoNews de hoje, mas eh nóis! Vamos aos costumes…

A IMPRENSINHA NÃO DESISTE

Mais um que entra pra lista da imprensa anti-Palmeiras. O jornal em questão, o Diário SP, cujo presidente é, quem diria, J. Hawilla, tem um editor chamado Carlos Alencar, que pretende se tornar o novo Rogerio Assis. Em 28 de fevereiro, após a perda da liderança pelo Verdão, o sujeito publicou um texto no qual dizia que até que enfim o cavalo paraguaio tinha perdido a liderança. Não satisfeito, ousou apostar que não seriamos mais líderes. Dia 28 de março, um mês depois, o Palmeiras amanheceu novamente líder do Campeonato. Os palestras, óbvio, não deixaram barato e cobraram o manézão. Que não conhece a arte de saber quando deve se calar, pois resolveu publicar o texto não solte rojão antes do tempo, palmeirense. Enfim, se o problema é alguém apostar com ele, então porque não faz como o Rogério Assis, que disse no ar que se o Palmeiras se classificasse pra fase final  da Libertadores ’09, rasparia o cabelo careca? Pra quem não sabe da história, e do seu final feliz, basta ver os vídeos abaixo do youtube do Gabriel Santoro:

Que tal ô Carlos Alencar? Vamos apostar a peruca? Lembre, NUNCA SUBESTIME O PALMEIRAS!

ARENA WINS

E, pelo visto, por mais que eles tentem, não conseguem melar as obras da Arena. Deviam é ter vergonha de agir contra os interesses do Palmeiras… A matéria é do 3vv e dá conta que os advogados contratados para malhar o contrato com a construtora W Torre não acharam nada de relevante pra brecar as obras. O Mustafá até deu entrevista pra Radio Bandeirantes mas, como esperado, não convenceu ninguém. Acho curioso, os caras acham errado que a construtora lucre com um contrato pelo qual ela está pondo, de início, mais de R$350 milhões de reais?? Reclamam que o prazo não foi cumprido, mas quem foi que representou no CONSEG e empatou a liberação do alvará? Como faz? Parece brincadeira… No fim, o Palmeiras sempre prevalecerá. Queiram ou não, essa ARENA vai sair. Aliás, já está saindo…

MARCOS E MAGO FORA

Nossos ídolos não jogarão contra o Santos. Me parece uma medida prudente. Se nào estão 100% recuperados, melhor é que continuem fazendo trabalhos físicos para estarem a ponto de bala nos jogos decisivos que estão por vir.

REFORÇOS PRO BRASILEIRO

Pela entrevista que o Felipão deu hoje, parece que o zagueiro que ele queria o Palmeiras já arrumou. Vide matéria da Globo.com. Fica faltando um camisa 9. Todo mundo tem. Os Bambis repatriaram o pipoqueiro e os Gambás apostaram no Imperador da Night. Espero que o Palmeiras não contrate qualquer um por pressão. Há muito tempo esperamos um camisa 9 decente. Chegou a hora.

Fica por aqui o PorcoNews de hoje. Não vou pra Vila por que não consegui ingresso. Mas vou assistir lá na L’Osteria! E vai dar Palmeiras!

AVANTI PALESTRA!

%d blogueiros gostam disto: