Arquivos do Blog

Goias 1×0 Palmeiras – BR15

É por perder 6 pontos prum time ridículo como o Goiás que o Palmeiras não irá ser campeão.

Sobre o primeiro jogo tudo o que precisava ser dito já foi.

Sobre hoje, além das diversas chances de gol perdidas, ainda contou-se com toda a patifaria da arbitragem pro resultado negativo. Um gol mal anulado, um penalti escandaloso não marcado, e um primeiro tempo que podia ter encerrado 2×0 e o caixão do Goiás lacrado, terminou empatado sem gols.

Até aí, normal, em se tratando de Palmeiras.

Mas esperar o que de uma diretoria que quer sempre ser a virgem no puteiro?

O Palmeiras, que em todo o campeonato não teve NENHUM penalti marcado a favor, que teve vários lances duvidosos marcados sempre contra a gente, teve a PACHORRA de emitir uma NOTA OFICIAL repudiando a PRESSÃO que a arbitragem sofria dos rivais…

Pois é… só que enquanto o rival vai somando pontos e mais pontos com erros de arbitragem a favor, disparando na liderança do campeonato, nós vamos deixando pontos e mais pontos pra trás graças a erros bizarros como os cometidos hoje por esse senhor que vai de nome Marcelo Barison…

Aí dá pra criticar jogador, treinador e o caralho? Não dá, né?

Então boa noite.

Parabéns diretoria juvenil do caralho! Não vai ser campeão nunca assim.

AVANTI PALESTRA! 

Palmeiras 0x1 Goiás – BR15

O empate, que já ia ser absolutamente terrível pras aspirações do Palmeiras no campeonato, acabou virando uma tragédia com requintes de crueldade.

O maior público do campeonato passou vergonha, e muito ódio.

É, porque renda não ganha jogo, não ganha título, o Paulista tá aí pra não me deixar mentir.

E o torcedor que é explorado com o ingresso mais caro da América do Sul, ainda tem o desprazer de ver o time de volta ao maldito 16º lugar na Tabela de classificação.

Isso porque fizemos 2 pontos de 9 e não jogamos contra ninguém. E agora vem pela frente Gambá e Inter…

Até quando teremos que aguentar essa sina?

Sem análise do jogo, sem melhores momentos e sem ficha técnica.

A gente não merece essa tortura.

AVANTI PALESTRA! 

Goias SEIS x0 Palemiras – Br14

Lembro claramente do primeiro jogo do retorno do Brasileiro de 2012. O Palmeiras enfrentaria a Portuguesa, no Canindé, mando da Burrinha. Se ganhasse, arrancava em recuperação pra sair do rebaixamento. A Portuguesa vinha mal, última colocada, se não me engano, presa fácil para um gigante como o Palmeiras.

Ao final do jogo, 3×0 pra eles, e eu fazia de tudo pra acreditar que o Palmeiras não ia cair, mas no fundo eu já sabia. Não tinha mais jeito.

Quarta-feira passada, contra o Flamengo, a mesma sensação: “é ganhar hoje e arrancar pra salvação”. E depois de um primeiro tempo bisonho, com Juninho em campo na meia por obra do treinador, eis que conseguimos reagir, empatamos o jogo em 20 minutos, e aí o cretino da 10 resolve pisar no adversário: o jogo terminou empatado, quase foi derrota, e a chance de reagir no campeonato foi pela latrina.

Hoje, esses SEIS a zero não surpreendem. É o resultado da chance desperdiçada de quarta-feira. Que, aliás, começou 19 rodadas antes, quando por um azar do destino, desses que vitimam de morte quem é do bem, Prass quebrou o cotovelo justamente contra o Flamengo, no Maracanã, quando perdemos de quatro um jogo que o Palmeiras ia ganhando até a famigerada fratura.

20 rodadas depois, trocentos frangos depois, o Palmeiras alcança a marca vexatória de 02 gols sofridos pra cada um gol marcado.

É isso, Caímos. Não tem mais jeito.

Não esperem de mim um otimismo cego e imbecil como em 2012. Como em 2002. Não aguento mais. Me aproximo do alcoolismo a cada nova derrota desse time filho da puta que esse presidente com pinta de messias – e que não passa de mais um enganador – montou.

Vejam os fatos. Temos um treinador que insiste em montar o time sem meias, e com Juninho, JU Ni NHO na meia. Dessa vez, alem do JU NI NHO, veio ainda JO Si MAR. Sem meio campo, o primeiro tempo teve direito a uma falha de cada zagueiro, duas dessas com o Deola espalmando pra dentro do gol, pra fechar em 4 x 0, num jogo em que, assim como contra o Fluminense, cada chute do adversário era um gol contra o Palmeiras.

No intervalo, o burro resolve corrigir a cagada, quando já era tarde demais, e tira JU NI NHO e JO SI MAR pra colocar meias, mas obviamente o caixão estava lacrado. E ainda teve tempo pra mais um frango do Deola, 03 num único jogo: temos um novo recorde: nem o mão de alface nem o Fabio conseguiram tamanha façanha…

E o pior é que a tabela estava dum jeito que uma vitória – contra um time mais do que fraco como o Goiás – nos colocaria em décimo quarto. E é capaz de vencer quinta-feira, com a presença daquele safado que veste a 10, e um monte de otário começar a acreditar que vamos escapar. Esqueçam. Já foi. No ano mais especial da nossa história, o presente do palmeirense é voltar pra série B…

Parabéns Nobre, Brunoro e torcedores de gestor, que beleza esse tal de profissionalismo no ano do Centenário…

 JÁ CAiU.

   

Palmeiras 2×0 Goiás – BR14

Com um time bem escalado – na medida das limitações do atual elenco – não é que as vitórias aparecem? Era essa percepção que faltava ao Gilson Kleina, que tantas e tantas vezes errou ao escalar, mexer e até na hora de montar o banco de reservas.

Embora tenha optado por manter Marcelo Oliveira na zaga, o que é um erro, o interino Valentim abandonou o time infestado de volantes do Kleina e mandou pra campo 3 atacantes, com Henrique centralizado, Diogo na direita e Leandro na esquerda, num 4-2-3-1 – ou 4-3-3, se preferirem – que fez com que o Palmeiras marcasse o Goias no campo de defesa do adversário.

O resultado foi o domínio pleno do jogo, um 2×0 construído ainda no primeiro tempo que não foi ameaçado nenhum momento. Lucio, impedido, fez o primeiro em arremate numa cobrança de falta de William Matheus, e Henrique – 3 gola em 3 jogos – fez de cabeça após cobrança de lateral também do William Matheus. 2 assistências num só jogo podiam nos livrar algumas rodadas do Juninho, embora eles sejam tão parecidos que é difícil ver diferença.

Partida excelente do Valdívia, até tomar, de forma burra e irresponsável, e aos 42 do segundo tempo, o terceiro cartão amarelo, 3 em 3 jogos, e conseguir um descanso no final de semana contra o Vitória. Não dá pra entender o que passa na cabeça dele. Pede o cartão o jogo inteiro, enche o saco do juiz sem pear, totalmente desnecessário. Por isso que não dá pra confiar no cara. Puta jogo dificil na Bahia e o cara não vai jogar… é foda!

Seguimos aguardando o novo treinador e, é claro, a meia dúzia de reforços que esse time precisa pra ficar razoável. Enquanto isso não acontece, só podemos dizer que faltam 40 pontos…

Menos de 8 mil pagantes. Uma vergonha. Nem falo mais nada. Por hoje…

AVANTI PALESTRA!

Palmeiras 1 x 2 Goiás – E lá se vai 2011?

Muito difícil querer escrever com um pouco de razão.

Não, eu não chorei por esse time. Lincoln, Marcio Araujo, Mauricio Ramos, Luan, os dois Gambás que entraram no segundo tempo, etc, não merecem uma lágrima minha sequer.

A grande verdade é que Felipão tirou sangue de pedra. Sangue. Para um cara que chegou em 15 de julho, com esse elenco, levar o Palmeiras até a semi-final da Sulamericana foi feito muito maior do que classificar Portugal em quarto numa Copa do Mundo ou vice-campeão europeu.

Um time montado no segundo semestre não  ganha título. Um time jogando com volante na lateral direita não ganha título. Um time que depende de um jogador que, nos ultimos dois anos, jogou três meses, não ganha título. Mas, principalmente, um time que vive disputa politica tão ferrenha como o Palmeiras não ganha nada. NADA.

Podem me xingar (o campo comente é pra isso mesmo), mas o Califa deve estar rindo e dando cambalhotas. A ditatura mustafista foi a única época em que, nos ultimos 30 anos, o Palmeiras fez jus à sua grandeza.

Não esqueço que foi o Sapão que rebaixou o Palmeiras,mas enquanto ele imperou, o Palmeiras não perdeu títulos por causa de bagunça institucional.

Não, o Mustafá de volta NUNCA,  e nem seus pares. Mas, há que se abrandar a disputa política no Palmeiras e quem faturar o pleito de 2011 terá a dura tarefa de conciliar divergências e disputas políticas e, assim, minimizar os efeitos nefastos que são sentidos pela baderna geral que assola a cartolagem verde.

Que mais este fracasso sirva não de triunfo para a oposição, nao de derrota para a situação, mas de um momento de reflexão a todo e qualquer sócio da Sociedade Esportiva de que, com 11 anos de atraso, o Campeão do Século XX precisa entrar no Século XXI. Quer poder? Vá ser síndico do seu prédio, porra! Parem de empatar o nosso Verdão!

Por isso que, se eu votasse, minha escolha para o conselho seria na manutenção de Tarso Gouveia, de Gustavo Pereira, ou na chegada do Orelha, e outros jovens que estão aí para oxigenar nossa diretoria e contribuir com novos rumos pro nosso verdão.

Desde Della Monica, o que falta ao Palmeiras é uma gestão pulso firme e conciliadora. Mas já falei muito de política e disso eu não entendo porra nenhuma.

Se voce nasceu no fim da década de 70 ou começo de 80, mais esse tropeço do Palmeiras não é surpresa. Pra quem só gritou É Campeão a primeira vez com 12, 17 anos, o sofrimento faz parte do amor pelo Palmeiras. Perder jogos decisivos para Inters de Limeira, Cearás, São Caetanos, Asas de Arapiraca, Atléticos Goianenses e até o rebaixado Goiás, não é inédito. Está mais que na hora que comece a ser.

Não vou comentar o jogo. Não vou falar que o segundo gol do Goiás foi irregular. Irregular foi a postura do Palmeiras em campo. Sofremos da síndrome do cachorro molhado… o frio na barriga que todos nós sofremos o dia todo é prova disso. Estamos desacostumados a ganhar. Se isso pesa no torcedor, imagina em quem entra em campo…

Se alguma coisa de bom dá pra tirar dessa desclassificação, é a certeza (ou esperança) de que relevantes mudanças ocorrerão no futebol do Palmeiras. Em 2007, perdemos a vaga da Libertadores e um time decente foi montado, faturando o Paulista de 2008.

Teremos a chance de nos vingar dos bambis na Copa do Brasil. Temos a mais absoluta segurança de que o Palmeiras não precisa disputar uma libertadores pros gambás não serem campeões. Ano que vem, os lambaris fazem a nossa vez.Ou qualquer time cuja pronúncia seja em castelhano.

Enfim, estou chateado. Acreditava, contra todas as evidências, de que teríamos chance neste torneio. Mas tem sempre o próximo, se o palmeirense fosse um torcedor do tipo que desiste no primeiro fracasso, teríamos cantado uiuiui São Paulo na arquibancada. Aqui é Palmeiras! Quanto mais mal o time vai, mais a gente ama.

No fim das contas, podia ser pior. Podia não estar nas nossas mãos a aniquilação de qualquer chance dos gambás ganharem alguma coisa no ano do #centenada.

No fim, quem ri por ultimo ri melhor.

Domingo poremos as faixas no pó de arroz carioca e teremos decretado para os Gambás a perda do título mais roubado que um time sem estadio, sem historia deixou escapar.

Que mais dizer?

AVANTI PALESTRA!

Direto do Estádio – Palmeiras x Goiás

Este slideshow necessita de JavaScript.

Tem Jogo! PALMEIRAS X Goiás – Semi-final Sulamericana

Estou tão ansioso para o jogo de amanhã que não consigo nem pensar direito no que escrever.

Podia falar que os ingressos esgotaram em tempo recorde, mas todo mundo já sabe disso.

Podia falar que amanhã pode chover igual hoje, mas quem segue este blog é tão fanático que, como o blogueiro, já olhou a previsão do tempo.

Podia dizer que o Mago está fora do jogo de amanhã, mas você também já deve saber que Valdivia fez novos exames hoje e que seu quadro permanece inalterado, sem previsão de retorno.

Podia escrever que o Assunção ficou depois do treino para treinar faltas e teve excelente aproveitamento, mas isso também não é novidade pra nenhum palmeirense.

Podia falar, ainda, que o rebaixamento do Goiás para a Série B, confirmado matematicamente nesta última rodada do Brasileirão, servirá como um fator a mais para o jogo de amanhã, já que os jogadores do esmeraldino limpariam do currículo a mancha deixada pelo fracasso no campeonato nacional com uma eventual conquista de vaga pra Libertadores. Mas quem acreditaria numa bobagem dessas?

A verdade é que o jogo de amanhã, e os dois próximos no torneio sulamericano, valem toda a temporada de 2011.

Afinal, em 2009 já deixamos escapar um título ganho e a vaga para a Libertadores. Ano passado estava muito mais fácil e o Palmeiras vacilou.

Este ano, as coisas são diferentes. O elenco, é tão modesto quanto, faltam reservas para substituir os titulares à altura, mas dessa vez temos a nosso favor um motivador, um especialista em fechar elencos, um especialista em mata-mata, 02 Libertadores nas costas, o que faltou, e muito, para o Muricy…

Ainda sobre o ano passado, não custa lembrar que a perda do campeonato e da vaga na Liberta rachou diretoria e comissão técnica, afastou o investidor e comprometeu 2010 de forma significativa. Nosso time só foi montado depois da Copa, já sem muitas chances de correr atrás do prejuízo e disputar alguma coisa no Brasileirão.

Eis que se apresenta a chance que o Palmeiras, o time de futebol, precisava. Num momento em que o Palmeiras, o clube, vive turbulências poucas vezes vista em sua política, a conquista da Sulamericana e da vaga na Libertadores significa muito mais do que outro título internacional para a nossa recheada galeria de troféus, mas uma promessa de um 2011 com contratações e investimentos importantes e, principalmente, no momento certo, já no início da temporada, prometendo um ano vitorioso.

Felipão chegou ao Palmeiras a primeira vez em 97 e, em pouco tempo, já colocou o time na final do Campeonato Brasileiro. No ano seguinte, faturou a Copa do Brasil e a Mercosul e, no ano seguinte a Taça Libertadores, obsessão.

Agora, pouco depois de seu retorno ao Verdão, não basta chegar à final, tem que ser campeão. E a Libertadores tem que ser em 2011 mesmo…

É isso que está em jogo amanhã, mas se tem alguém que pode conduzir o time nessa empreitada, é o Luis Felipe Scolari, não tenho nenhuma dúvida! Pra cima deles, Felipão!

O Palmeiras deverá jogar com Deola, Márcio Araújo, Danilo, Mauricio Ramos e Gabriel Silva, Edinho, Marcos Assunção, Tinga e Lincoln, Kléber e Luan. O mesmo time que enfrentou o Goiás lá e trouxe a vitória.

Não sei e nem me interessa quem joga pelo Goiás amanhã. Não importa, tem que ganhar nem que fosse La Furia em campo com a camisa branca do Goiás. Saibam apenas que nenhum jogador da seleção espanhola entra em campo. No lugar deles, serão 11 rebaixados.

Amanhã, serão 38 mil vozes e um único som – PALMEIRAS, PALMEIRAS, PALMEIRAS!!!!!! – debaixo de chuva ou não, temos que fazer a nossa parte e secar as cordas vocais até o último suspiro. No amarelo, no verde, no laranja ou nas tribunas, o Porcoembu tem que chacoalhar!!! O comportamento do time em campo começa no concreto da arquibancada e, sabedora disso, a Mancha já prometeu surpresa pra amanhã. Que torcida FODA que é a nossa!!!

Então é isso, nos vemos lá. Esquenta pro jogo no Buin Bom vai estar concorrido amanhã. Na semana retrasada faltou calçada pra tanto palmeirense. O que tinha de cerveja de garrafa acabou e o jeito foi servir latinha mesmo. Vou chegar cedo… bem cedo rsrsrs

Palpite do Maluquinho: 2×0 Palmeiras, gols de Kléber e Tinga.

AVANTI PALESTRA!

Goiás 0x1 Palmeiras – Copa Sulamericana

Ontem foi um dia atípico. Cheguei às 19 hs na L”Osteria. Ainda não tinha quase ninguem. E  não tinha luz também. Que voltou logo depois. Para descobrirmos que também nao tinha o sinal da TV à cabo. Uma meia hora antes do jogo, veio a confirmação: problema em toda Perdizes, Morumbi, Brooklin, etc. A essa altura, já tinhamos ligado as TVS na antena mesmo e vamo que vamo por que AQUI É PALMEIRAS! Com os amigos que  estavam lá no Izi ontem, podia ser até no radinho que tava bom. O Izidoro bem que falou, o Palmeiras é contra tudo e contra todos MESMO!

Vamos ao jogo.

É sempre com ele. Quando mais nada parece resolver, dá a bola no Assunção. Bola parada? Que nada, vai com bola rolando mesmo. E foi assim que, já no primeiro tempo, logo no começo, o Kid “rachou” a trave do braço curto que vai pelo nome de Harlei.

O Goiás abusou das faltas e nem de longe mostrou o mesmo empenho do jogo contra o Fluminense. Isso é para abrir os olhos de quem não acredita em mala branca… Jogador é um bicho do mais safado. Como se eles já não ganhassem o suficiente…

Mas, mesmo com perigo nas cobranças de falta, foi com a bola em movimento que o Kid decidiu. Do meio da rua, soltou a bota e fez um verdadeiro GOLAÇO!

Lincoln, pra variar um pouquinho, foi um morto em campo. Nào serve nem pra engraxar as chuteiras do Mago. Com ele, é mala branca todo jogo. Ontem, pelo visto, não tinham colocado crédito no cofrinho do rapaz e o que sobrou foi aquele futebol medíocre de sempre. O cara é um jogador diferenciado, isso eu não discuto. Mas como é raro ver ele jogar tudo que sabe…

Outro que vale a menção é o Meteoro Verde, e a definição do Parmerista é perfeita e, por isso, segue copiada na íntegra: “luan sem a bola é volante, com a bola é ponta. de tanto que corre, taticamente o palmeiras tem 12 em campo, na teoria. na pratica, tem 10…”. Sem mais.

Deola e a zaga seguem consistentes e seguros. Como disse o Gé ontem, às vezes o Mauricio Ramos e o Danilo parecem jogar juntos desde as categorias de base. O foda é que em alguns poucos jogos, parecem dois desconhecidos.

Pierre está numa fase negra. Tem um pouquinho mais de sorte que o Armero no ano passado, que sempre fazia a falta do gol do avdersário. Ontem, por muito pouco, não vai na conta dele o gol de empate do Goiás, que foi corretamente anulado pelo juiz. Ah, se fosse o Sandro Meira Ricci a gente tava FODIDO!

No fim do jogo, os babacas da torcida do Goiás atingiram um radio na cabeça do Felipao. Quando o treinador foi informar o fato ao árbitro da partida, encontrou um diretor do time goiano todo exaltado, feito borboleta no cio, e teve bate-boca e quase vias de fato. Fica esperto, mano, que o Felipão judia de voce.

Calma seus plantador de tomate, voces vao vir jogar aqui… aqui É O TERROR!

E A América está cada vez mais próxima! DE NOVO!

AVANTI PALESTRA!

Direto da L’Osteria! Goiás 0x1 Palmeiras

Este slideshow necessita de JavaScript.

Tem Jogo! Goias x PALMEIRAS – Sulamericana Semifinais

É hoje. Já é hoje. Daqui 19 horas o Palmeiras pisa no Serra Dourada pra iniciar a disputa por uma vaga na final da Sulamericana e manter o sonho de disputar novamente a Libertadores.

Dormir é ponto facultativo hoje. A tensão tá foda. Quase fui pra Goiania, mas detalhes da burocracia de um homem casado e profissional liberal não ajudaram muito. O valor também não. Quem sabe se o Palmeiras pegar o Indepiendente na final…

Há muito tempo o Palmeiras não disputa uma semi-final de torneio internacional. 09 anos, se não me engano. Muito tempo sem o palmeirense sentir esse frio na barriga diferenciado que é ver seu time disputando, com chances reais, um título de destaque.

Cada dia que passa a sensação é de que chegou novamente a nossa hora, depois de um tenebroso inverno, 1 título em 10 anos, o Palmeiras vai assumir mais uma vez a posição de destaque no cenário do futebol internacional da qual jamais deveria ter saído. O campeão do Século é, antes de mais nada, altruista. Demos 10 anos de vantagem pros rivais mas, não tenho nenhuma dúvida que, em 2100, o (BI) Campeão do Século será o Palmeiras e a arrancada começa agora. Quem viver, verá. Porque, como diz meu brother Thiago, o Tanga, que está em Goiania pra acompanhar o Palestra, “O PALMEIRAS É IMENSO, EXCLAMAÇÃO!”

Vou copiar, mas vou citar a fonte. Segundo o Verdazzo (que aliás ganhou merecido destaque na TV aberta em razão do excelente Dossiê Gambá), jogaremos com Deola; Marcio Araujo, Mauricio Ramos, Danilo e Gabriel Silva; Edinho, Kid, Tinga, Luan e Lincoln; Kleber. O Goiás vai de Harlei; Rafael Tolói, Ernando e Marcão; Douglas, Amaral, Jonílson, Marcelo Costa e Wellington Saci; Felipe  e Rafael Moura. A arbitragem será do caseiro profissional Evandro Rogério Roman… nem vou falar mais nada pra não zicar…

O jogo não será nada fácil. O Goiás não tem mais nada a perder. Nem mesmo um milagre livra o time do rebaixamento no Brasileiro. Quem está no Goiás e não quer jogar Série B vai suar sangue no campo pra tentar pular do barco no ano que vem. E a chance é justamente a Sulamericana. Só que essa já tem dono, tio!

A partir das 19 hs estaremos no L’Osteria Palestra Itália pra acompanhar o jogo junto dos amigos. O Isidoro até criou evento no Facebook! Faremos o tradicional Direto do Estadio L’Osteria, com fotos e videos e, quem sabe, até a primeira entrevista do Blog!

Palpite do Maluquinho: 2×1 Palestra, gols de Assunção e Lincoln.

Vamo arrebenta os goianos!

AVANTI PALESTRA!

%d blogueiros gostam disto: