Arquivo mensal: julho 2018

Palmeiras 3×0 Paraná – BR18

E o Palmeiras foi, mais uma vez, Bruno Henrique e mais 10. Que partida do nosso volante.

Além dos 2 gols ele simplesmente mandou no time, se destacou por todo o campo, tendo presença determinante nos 3 setores.

Na defesa AC garantiu a atuação segura da nossa zaga, exceção pra mais uma partida bem fraca do Diogo Barbosa, fez duas faltas imbecis que foram os únicos lances perigosos contra o gol do Weverton.

No meio, Moisés foi bem, sem repetir as atuações excelentes de outros jogos. Scarpa novamente abaixo da expectativa viu Lucas Lima entrar e fechar o placar, com um golaço. O 14 que se coce ou não vai ser titular nunca.

No ataque a surpresa veio com uma atuação empolgante do garoto Artur, ovacionado pela torcida ao sair de campo pra entrada de Hyoran. Por outro lado, um Dudu novamente bem desinteressado e um William muito brigador, mas inoperante no meio dos dois zagueiros, fecharam os destaques do sistema ofensivo do Verdão.

Time hoje que foi bem mais leve sem as presenças de Dracena e Felipe Melo, nomes importantes mas que comprometem a mobilidade (principalmente) do sistema defensivo do Palmeiras.

Não que eu ache que eles não devam jogar nunca, pelo contrário, mas quarta e domingo já não é mais pra nenhum dos dois faz algum tempo. Foi bom ver que o elenco tem alternativas que podem, a depender do adversário, oferecer outra dinâmica pro Palmeiras, especialmente em jogos contra times que jogam com a linha toda atrás do meio de campo.

Wesley Carvalho mostrou que não precisa muito pra tirar bom proveito desse elenco, coisa que o Roger já não conseguia mais, e é por isso que perdeu o cargo de treinador.

Agora com a chegada do Bigode, a régua da expectativa do palmeirense voltou a subir consideravelmente. Seja pela mística do nome vencedor de Scolari, tecnico brasileiro mais vencedor da sua geração, seja pela simples certeza de que às vezes o bom e velho futebol vale muito mais que essa conversinha moderna pra boi dormir, o fato é que não se via o palmeirense com tanta esperança e confiança nos triunfos desde o meio de 2016.

Pra cima Palmeiras!

AVANTI PALESTRA!

Bem-vindo de volta, Felipão!

Depois de muito tempo sem ter motivo pra fazê-lo, eis que a volta do Felipão pede uma cartilha pro nosso comandante bem se situar em seu retorno ao clube quase 06 anos depois.

Muita coisa mudou, Bigode, outras nem um pouco, então aqui vão as 12 dicas do Maluco pra sua pronta readaptação a essa insanidade chamada Palmeiras:

1. Na sua coletiva de apresentação, use nariz de palhaço. Melhor ainda, use a roupa de palhaço inteira. A imprensa daqui continua tratando o Palmeiras sem respeito nenhum e não vão medir esforços contra você, então já se antecipe.

2. Proíba o uso de redes sociais pelos jogadores. Ou então os obrigue a contratar um assessor de imprensa pica das galáxias, porque eles podem pagar e vai nos economizar muita dor de cabeça.

3. Proíba o uso na Academia de termos tais como “box to box”, “compactação”, “terço final” e todas essas outras baboseiras modernosas e inúteis. Queremos ouvir “cancha”, “ponta de lança”, “beque”, “cabeça de área” e claro, os muito bem vindos “tu”, “guri”, “bah” e os biquinhos e bufadas de sempre.

4. Mande liberar o bloqueio em volta do Allianz Parque. Porque? Porque sim, porque você é DeusColari, o BiGOD.

5. Mande o William raspar o bigode. Aliás, aquilo não é um bigode. Aliás, cabelo platinado, tatuagem no pescoço, moicano, chuteira colorida, é NÃO pra tudo.

6. Use o 4-4-2 e bola no Borja que não tem erro, ele é o novo Oséas, vai na minha Big Phill.

7. Proíba a presença no gramado em dias de jogos de qualquer delegado, encarregado, segurança, tutor, quinto árbitro, e qualquer outro safado que represente alguma Federação, Comissão de Arbitragem ou coisa que o valha. São tudo inimigo.

8. Fique de olho nos apitadores. Os nomes mudaram, mas continuam sendo inimigos do Palmeiras, mais do que nunca.

9. Exija o retorno do Betinho, que já se colocou à disposição, e se o Mattos te questionar, lembre-o que o MC Deyvinho “pediu” pra sair.

10. Mande pintar o mantra “tem que ter raiva dessa porra de Curintia” na porta do vestiário, na Academia inteira e até na lateral do busão do Palestra.

11. Lembra dos Mezenga e dos Berdinazzi? Então, mudaram alguns nomes também, mas segue tudo na mesmíssima porca miséria…

12. ________________ (e mande o Mayke mudar o n. da camisa, porque Deus tá vendo e punindo essa heresia).

Boa sorte, Bigode, tamojunto!

AVANTI FELIPÃO!

Fluminense 1×0 Palmeiras – BR18

São partidas como a de hoje que nos levam à reflexão se realmente vale a pena acompanhar o Palmeiras com tanta dedicação, esforço, sacrifícios, se o time se comporta como um catadão de jogadores descompromissados e sem vergonha.

Mais: se parte da torcida acha mais importante defender jogador A, dirigente B, ao invés do P que que vai na camisa…

Assim fica difícil. Hoje deu vergonha.

Que nenhum dos jogadores, o treinador, a diretoria e até os editores da TV Palmeiras (nunca, nunca mais subam video do Deyverson em hipótese alguma) se esqueçam da vergonha de hoje, pra que não mais se repita.

Que o treinador aproveite as ausências de Dracena e Melo no próximo domingo pra entender que eles não podem jogar quarta e domingo – o mesmo vale pra diretoria, viu Mattos?

Que jogadores sem compromisso e insatisfeitos sejam encaminhados pra Guarulhos pra relembrarem o que é ter contrato – o melhor contrato do elenco – e como é bom cumpri-lo sem birrinhas e chiliquinhos. E que leve junto dele o Deyverson pra nunca mais pisar num jogo oficial com a camisa DO Palmeiras.

Que vocês que reclamavam tanto do Borja se afundem em arrependimento.

E Roger? tic tac tic tac tic tac…

AVANTI PALESTRA!

Palmeiras 3×2 Galo – BR18

Com mais uma atuação digna de gerar desconfiança no torcedor, o Palmeiras conseguiu os 3 pontos no último lance da partida.

Sempre sou partidário de que o que importa são os 3 pontos.

Mas não fosse a falha bisonha de Victor na saída do gol aos 48 do 2T, o Palmeiras teria chegado à vexatória marca de 4 empates seguidos – e sempre saindo na frente do placar.

O time mostra imensa dificuldade de administrar o resultado, porque não consegue nem aproveitar os contra-ataques, nem manter a posse de bola. Na maior parte das vezes, o turnover vem com menos de 1 minuto.

E não me disporei a comentar as alterações lamentáveis que o Roger faz. Hoje, de novo, foi de chorar o Jean no Dudu e logo depois o Deyverson no FM pra corrigir a cagada anterior…

Muito mais preocupante foi ver que Marcos Rocha e Diogo Barbosa perderam todas as disputas de bola com os atacantes do Galo.

Foi, enfim, uma vitória injusta. Tão injusta como a bola na trave do Jean no jogo de quinta contra o Lambari, a última do jogo.

Quem quiser justiça tambem, está acompanhando o esporte errado.

O que fica do jogo de hoje é que o Palmeiras segue sem confiança pra construir e principalmente pra manter os resultados, às vezes a última bola vai entrar, outras não.

O que não pode é depender sempre do último lance do jogo pra salvar os 3 pontos…

Roger, Roger, desse jeito teu chimarrão vai azedar…

AVANTI PALESTRA!

Sardinhas 1×1 Palmeiras – BR18

13 rodadas e 5 empates.

4 deles com o Palmeiras ganhando e dominando o jogo e cedendo o empate de forma vexatória.

A impressão que dá é que o Palmeiras tem preguiça de ganhar.

Esses 8 pontos jogados fora (Botafogo, Ceara, Mulambo e Lambari), 6 deles nas últimas 3 rodadas, serão o motivo pelo qual o Palmeiras não terá chance de brigar pelo título quando faltarem 10 rodadas pro campeonato acabar.

Que o caneco venha então em uma das Copas que ainda resta disputar esse ano, porque essa burocracia toda no BR já nos custou a chance de querer mais do que uma vaga na Liberta.

Durmamos com mais essa palmeirada nas costas.

Que no domingo esse time mostre no mínimo vontade de ganhar, não é pedir demais…

AVANTI PALESTRA!

%d blogueiros gostam disto: