Palmeiras (5)1×2(3) Santos – Paulistão18

E depois de 03 anos, voltamos a uma decisão de Campeonato Paulista. E foi com mais sofrimento do que o necessário.

Porque o Santos fez apenas o que podia fazer, time muito inferior que é: bater, bater e bater na defesa, e jogar por uma bola no ataque.

No caso, duas.  A primeira em falha de Keno e Victor Luiz, que deixaram o jogador santista cruzar sozinho pro Sasha cabecear, sem chance pro Jaílson.

O empate, com Bruno Henrique, veio três minutos depois. 

E a segunda bola do Santos foi uma mistura de muito azar do Palmeiras com muita sorte do jogador do Lambari, que pegou totalmente sem querer, mas a bola entrou.

Pelo volume do Palmeiras no primeiro tempo, assim como no jogo de ida, o placar era mentiroso. Daí veio o problema realmente preocupante: o time prega no segundo tempo, e achei que o Roger arriscou demais, principalmente nas duas últimas substituições, em que vieram a campo os “pesados” Moisés e Deyverson, este último praticamente estreando na temporada.

Mas verdade seja dita, tava difícil de fazer muito diferente pelo que o jogo apresentava. Bruno Henrique, o melhor em campo, foi à exaustão, e o William simplesmente não flui no meio de dois zagueiros, especialmente quando o jogo se apresenta pra que ele faça o pivô. Era o que tinha pra hoje mesmo…

Quanto aos titulares, Lucas Lima e Dudu precisam entrar mais ligados nesses jogos decisivos, pelo menos hoje eram os que mais podiam fazer a diferença, mas pouco conseguiram criar. Terão a chance de mostrar bem mais nas finais.

No fim, dá pra dizer que o placar não foi injusto, porque apesar da sorte bizarra do Lambari no segundo gol, o Palmeiras também não conseguiu criar grandes lances de perigo pra empatar o jogo e evitar as penalidades. O que pesou mesmo, foi o time não ter aproveitado os 30 minutos de muita bola jogados na primeira partida, quando já podia ter sido resolvida a disputa.

Que fique a lição, por mais abissal que seja a diferença entre elencos, num clássico e numa partida decisiva, as coisas meio que se igualam, nunca tem favorito, e cansamos de chegar prum jogo desses com time mais fraco e sair com a vitória. E a recíproca também é muito verdadeira. Por isso, tendo chance, tem que liquidar a fatura.

Por sorte, nosso goleiro vive uma fase iluminada, coube ao Jaílson mais uma vez garantir o Verdão seguindo em frente, rumo a mais uma decisão. Como fez todo o segundo turno de 2016.

O prazer de não ter visto – mas apenas ouvido – a defesa monstruosa do Anjo Negro no estádio ainda vai ficar marcado na minha memória por anos a fio. Eu, que nunca vejo pênalti, consegui me arrumar uma desculpa perfeita na hora das cobranças: fui levar meu velho (bem velho) amigo Pedrão, com o joelho torcido, pra enfermaria do Municipal.

E lá ficamos, ele na maca, eu num canto estrategicamente posicionado sem visão pro campo, mais os médicos e enfermeiras presentes, só esperando o Verdão classificar pra irmos embora comemorar. Aquela angústia de não ver talvez até maior do que a de ver… mas seguirei assim, não vendo, e imaginando o camisa 42 se agigantando frente aos minúsculos adversários, quase lacrando o gol. Enquanto seguir dando certo…

Que venha o próximo.

AVANTI PALESTRA!

Publicado em 28/03/2018, em Geral, Palmeiras em Campo e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. João De Bona Filho

    Classificação sofrida, como sempre é quando vai para os penaltis. Vamos lá: (a) discordo quanto aos culpados pelo primeiro gol – veja o comportamento absolutamente infantil do Antônio Carlos, que largou o Sasha e “mergulhou” em direção ao primeiro pau. Vendo a partida ao vivo na hora não acreditei no que ele fez e tive vontade de quebrar a TV! Sério, Maluco, foi bizarro… reveja o lance no youtube… ele largou o Sasha para marcar o nada! (b) essa zaga é fraca e correremos sérios riscos com ela ao longo do ano; (c) vendam o Dudu, que é o principal frustrador de ataques do time há mais de um ano, e usem o dinheiro para resolver o Scarpa, por favor! (d) Willian de centroavante já cansamos todos de falar que não dá. Roger é só mais um míope a insistir nesse erro. Avanti Palmeiras Imenso!

  2. Pedro Paulo Marsiglia

    Obrigado por me levar a enfermaria. Mas … bem velho???…..
    Acho que vc bebeu demais, de novo …..
    Mas o que importa é que chegamos … e
    🎶🎶Estou com você….
    Hoje não pode perder…
    Verdão do meu coração…..
    Vamos, lá, ser campeão…🎶🎶

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: