Ituano 0x3 Palmeiras – Paulistão18

Hoje Roger mostrou que a semana foi de grande aprendizado. Mesmo sem usar o time titular, Roger mesclou jogadores ao invés de usar um time 100% reserva como na segunda-feira.

Os jogadores que não tinham tomado o terceiro amarelo na quinta-feira e os que foram suspensos ficaram de fora, mas Dudu, Thiago Martins, Bruno Henrique, Scarpa e Moisés -os dois últimos com status de titulares, embora ainda não sejam – foram pro jogo e com isso o Verdão não ficou parecendo uma galinha sem cabeça em campo como contra o São Caetano.

Muito pelo contrário, o Palmeiras finalmente foi jogar uma bela partida de futebol em Itu, onde não vencia o dono da casa há absurdos 13 anos. Com BH e Moises na proteção e Dudu, Scarpa e Guerra, e mais o Papagaio na referência, o sistema ofensivo do Palmeiras ficou mais leve, e com isso o professor mostrou que entendeu que improvisos como Guerra de falso 9 e três volantes na armação era muito pouco prum elenco qualificado como o que o Palmeiras tem.

Os gols foram consequência da bola redonda que o Verdão jogou, Scarpa fez dois golaços, o primeiro com jeito, no ângulo, depois de uma excelente jogada de Guerra pela direita, e o segundo uma patada, cruzada, depois de uma boa troca de passes do Palmeiras que terminou com assistência do Bruno Henrique.

E a tarde tava tão favorável pro Palestra que até os muito contestados Juninho e Tche Tche, que tiraram a torcida do sério depois do jogo de segunda-feira, ganharam chance nas laterais e, pasmem, foram inesperadamente bem.

Tche Tche iniciou a jogada do primeiro gol e Juninho deu a assistência pro terceiro, gol do prata da casa Fernando. Sim, até gol de jogador da base teve hoje… Tava favorável assim kkkkk

Teve ainda a estreia do Weverton, que no pouco que trabalhou mostrou qualidade.

Agora o Verdão viaja para Novo Horizonte, onde enfrenta o dono da 3a melhor campanha do Campeonato pela primeira partida das quartas, uma das maravilhas desse Regulamento esquisito que os clubes aceitaram e, por isso, não podem reclamar.

Como nada é fácil na vida do Palmeiras, teremos o adversário mais complicado na próxima fase, apesar da melhor campanha no geral (aliás, melhor em tudo – mais vitórias, menos derrotas, mais gols marcadas, menos gols sofridos e o artilheiro da competição, é tudo nosso). Mas foda-se, quem quer ser campeão tem que ganhar de todos, apesar do regulamento esdrúxulo.

O que importa é que com Moisés começando o jogo e, com Dracena e Diogo treinando normalmente com o resto da equipe, o Palmeiras chega pra fase decisiva do Paulistão com o time pronto e com o que temos de melhor à disposição.

Pode parecer bobagem, mas fechar a primeira fase com vitória em Itu, pra mim, tem um simbolismo importante, tantas que foram as vezes que cruzamos o time local e passamos nervoso e depois o resultado ruim fez falta. Perdemos no ano passado, em 2015 empatamos, em 2014 fomos eliminados na semifinal, em 2013 tomamos o gol da derrota no último minuto e ficamos fora do G4, enfim, não foram poucos os jogos em que o Palmeiras foi péssimo diante dum adversário sempre tão inferior. Tanto que a última vitória em Itu tinha sido em 2005, 4×1 pro Verdão.

Que o excelente resultado de hoje signifique muito mais que uma simples vitória contra o Ituano, mas também o passo final que faltava na preparação pra caminhada decisiva rumo ao título. Porque obsessão, É TODO TÍTULO, né pai?

AVANTI PALESTRA!     

Publicado em 11/03/2018, em Geral, Palmeiras em Campo e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: