Arquivo diário: 24/02/2018

Gambá_FPF 2×0 Palmeiras – Paulistão18

Há duas formas de se analisar o jogo de hoje, e todas devem ser respeitadas.
Os que defendem que o Palmeiras não teve brio tem a sua razão.
Até a absurda e safada expulsão de Jailson.
O Juiz não viu, o bandeira não viu, mas o 4o árbitro “sem recurso de tv” viu um penalti com visão de raio-x… Um lance em que o goleiro acertou primeiro a bola, mas só o recurso da TV pode dar aquela garantia de só quem é amigo do rei pode confiar, porque ah se fosse do lado de cá…
O penalti já teria sido dano o bastante, mas para o safado do Rafael Klaus, ainda “precisava” expulsar o Jaílson, que nem falta fez… Se critério houvesse, Fagner teria sido expulso ainda no primeiro tempo, pelo segundo amarelo, mas o critério só pendia pro lado que sempre pende, como a gente tá cansado de saber…
Analisar e criticar o jogo depois de tamanha safadeza é complicado. Pode até ser que o Palmeiras não chegasse ao empate, que não tivesse forças para reverter o até então injusto e sem vergonha placar – e pelo que jogou até então, possivelmente não teria , mas tudo ficaria no campo da suposição.
O fato é que, perdendo, e com um a menos, o Palmeiras realmente não teve forças pra reagir. Klaus decidiu o jogo, pra orgulho dos gambás, sempre o melhor em campo é o cara do apito…
Deus queira que, excluídas as forças safadas da equação, o Palmeiras possa de novo cruzar o caminho da lixaiada de igual pra igual, sem o apitador fazendo toda a diferença, e que o melhor time ganhe jogando bola, e não dependendo daquele apito amigo de sempre.
AVANTI PALESTRA!

%d blogueiros gostam disto: