Arquivo diário: 04/06/2017

Palmeiras 0x0 Atlético MG – BR17

Melhorou mas não bastou. Novamente com formação inédita, o Palmeiras foi a campo com Prass, Maike, Mina, Dracena e Egídio, TS, Tche Tche e Guerra, rg, Wiliam e Keno.

Mudanças como Felipe Melo no banco, Maike e Egídio nas laterais, entre outras, deixam claro que Cuca segue experimentando o elenco em busca da formação ideal. Mas algumas coisas precisam mudar pra ontem.

Roger Guedes, por exemplo, está numa fase péssima, e boa parte da torcida já não tem mais paciência com o jogador, muito em razão da displicência e falta de vontade. Mas não há meio do Cuca tirar o jogador do time titular. Hoje, finalmente, o atacante esteve em campo só o primeiro tempo, e foi substituído no intervalo pelo Borja.

Wiliam de centro-avante, também, não tem mais nenhuma condição. Não é a dele. E o Palmeiras sofre com a falta de referência. E perde com a ausência dele aberto no lugar, por exemplo, do Roger Guedes.

Resumo: jogamos o primeiro tempo inteiro sem referência e com um morto pela direita. Chega, né Professor…

Por outro lado, se teve um jogador que deixou a torcida orgulhosa, foi o Keno. Jogando pelo lado esquerdo do campo, o atacante brilhou, e foi responsável por grande parte das boas jogadas do Verdão, inclusive foi dele um chute muito bem dado que parou na trave do Galo no primeiro tempo.

E foi no primeiro tempo, totalmente dominado pelo Palmeiras, que ainda tivemos um penalti a nosso favor, mais um, desperdiçado. Dessa vez coube ao Wiliam bater pessimamente e jogar no lixo a chance de irmos pro intervalo em vantagem. Precisa ver isso ai, dois jogos seguidos pelo BR que perdemos penaltis, não dá mais né…

No segundo tempo o Palmeiras ainda teve mais algumas boas oportunidades de marcar, numa delas Victor desviou apenas o suficiente o que seria um golaço do Borja do meio da rua…

O Palmeiras foi nesse ritmo até os 30 do segundo tempo. Depois o Galo foi quem teve as melhores chances e foi a vez do Fernando Prass impedir a derrota.

No fim, perdemos 2 pontos, pois jogamos em casa, fomos bem melhor que o adversário e não fizemos o gol. Mas em relação ao último jogo, foi evidente a melhora. E certamente o time vai crescer nos próximos jogos.

Agora, quarta-feira, em Curitiba, precisamos recuperar os pontos desperdiçados em casa. Quem sabe o Cuca tenha se convencido que o RG não pode ser titular do Palmeiras, eu garanto que ganharemos se ele não jogar ou, pelo menos, não começar jogando.

AVANTI PALESTRA! 

  

%d blogueiros gostam disto: