Palmeiras 3 x 0 Rio Claro – Paulistão16

A preocupação era grande com a possibilidade de mais uma derrota, a quinta seguida, afundar de vez o Palmeiras no Paulista, e significaria ainda risco efetivo de rebaixamento. Pra completar, o adversário de hoje estava em último na tabela, o que, ao longo dos últimos anos, se tornou um prato cheio pro Palmeiras praticar mais um vexame contra sua história e torcida: o famoso levanta-defunto…

Cheguei depois das oito no Pacaembu, quase que o trampo impede minha presença hoje no Municipal. Assumi o posto no alambrado e vi o que mais ou menos vimos em todos os últimos jogos: o Palmeiras começando pra cima, criando uma, duas, cinco chances de gol e a bola não entrando, o goleiro defendendo e o tempo passando…

Aí veio o que se tornou fatídico pro Palmeiras pelo menos nos últimos dois jogos: o primeiro escanteio do adversário. E numa falha bizarra da zaga, mais uma, a bola do corner foi desviada pro meio da nossa pequena área, o zagueiro do Rio Claro, sozinho, se jogou na bola, mas eis que dessa vez, finalmente, ela não entrou: subiu sem muito perigo e o Prass desviou para outro escanteio.

Logo depois, Robinho saiu do time com indisposição (leia-se, gorfou em campo), a Mancha cessou o protesto e começou a cantar e, já no primeiro escanteio que não foi batido pelo 27 ou pelo Egídio, Jean colocou a bola certinha na cabeça do Alecsandro, e a finalização foi de almanaque: cabeçada pro chão, bola pingando na pequena área, batendo no travessão e morrendo no gol. 1×0 Palmeiras e um peso monstro saindo das costas do torcedor.

Finalmente um intervalo de jogo sem aquele sentimento de tragédia depois do time criar, criar, criar e, a cinco minutos do fim do primeiro tempo, tomar 1 ou 2 ou (…) gols de uma só vez…

Voltou o segundo tempo e, aos poucos, o Palmeiras foi segurando as fracas investidas do Rio Claro e, nos contra-ataques, liquidou o jogo. Com um bonito gol de Gabriel Jesus e outro de Rafael Marques, que entrou no lugar do fraco Barrios, o Palmeiras fez 3×0 e respirou aliviado depois de 15 dias de derrota atrás de derrota. Foi a primeira vitória do Cuca à frente do Verdão.

Mesmo jogando contra o pior time da competição, o jogo foi tenso: só do Palmeiras foram amarelados Mateus (terceiro), Robinho, Thiago Santos, Egídio e Alecsandro. Pena que perdemos o Salles, um dos melhores em campo, ao lado de Jean, Gabriel Jesus e Alecsandro.

Agora, nada de relaxar, domingo tem Derby e é a chance que o Palmeiras precisa pra chutar a crise – e os Gambás – na bunda, e irmos pra Rosario com o peito estufado.

Pra cima Palmeiras! Pra cima Palmeeeeeirasss!

AVANTI PALESTRA! 

Publicado em 01/04/2016, em Geral, Palmeiras em Campo e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. esquece esse allione!ele ta entrando e não corresponde

  2. Acho que deviam dar mais oportunidades pro Allione, muito melhor que o Robinho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: