Palmeiras 0x0 Sardinhas – Paulistão16

Sejamos honestos: 1 vitória em 6 jogos oficiais é beeeem abaixo das expectativas do palmeirense pra 2016.

Mas também, fomos nós mesmos que, caindo na conversa mole da imprensa, criamos mais expectativas do que deveríamos, ou não?

Ah, mas o Palmeiras foi um dos únicos times que manteve o elenco do ano passado! Verdade. Mas aí, vamos lembrar como foi o final do nosso ano, o Palmeiras despencou pelas tabelas no Brasileirão, depois de estar na faixa de classificação pra Libertadores.

Ah, mas o Palmeiras foi campeão da Copa do Brasil! Verdade também, mas muito mais no coração do time e no peito da torcida, do que jogando um futebol vistoso e que fosse digno de crédito.

Mas aí, vejam só os senhores, os isopores ao mar da imprensa, 9 de cada 10 que juravam que o Palmeiras não tinha a menor chance de ganhar a Copa do Brasil, foram os mesmos que apontaram o Palmeiras como um dos grandes favoritos de 2016.

Eh, então…

E até acho que o Palmeiras não errou tanto assim na montagem do elenco, mas Mattos e a diretoria já deviam saber que não se pode confiar no inoperante departamento médico do Palmeiras.

Me digam um jogador lesionado dos nossos rivais? Agora olhem a lista quase telefônica dos nomes que constam no DM palmeirense:

Jailson, Edu Dracena, Leandro Almeida, Rodrigo,Gabriel, Moisés, Cleiton Xavier, Fellype Gabriel e Barrios, quase um time inteiro fora de combate. Assim não há planejamento que vingue…

Precisa ver isso aê, pra ontem!

Sobre o jogo, Marcelo segue tentando encontrar a formação ideal, ainda sem sucesso. Dessa vez montou um 4-3-1-2, com Jean, Thaigo Santos e Matheus Salles à frente da zaga e Robinho na armação, com Dudu e Alecsandro na frente.

Foi uma das melhores partidas do Alecsandro com a nossa camisa. Ainda assim, muito aquém da expectativa do torcedor: nos dois principais lances de ataque – duas cobranças de falta, numa fez falta de ataque; e na outra praticamente jogou de zagueiro. Pelo menos correu, mas sigo convicto de que não serve pra jogar aqui – que ele me faça queimar a língua.

Dudu voltou à posição original, pelas laterais do campo, onde ele rende muito mais do que no meio onde o Marcelo insistia em escalá-lo. Mas nesse esquema com apenas 03 jogadores ofensivos, não rendeu tudo o que pode.

O quinto jogo seguido sem vitória incomoda, mas estamos procurando a maneira ideal de jogar, e tendo que contornar toda a ineficiência e um pouco de falta de sorte também do Departamento Médico, vamos tentar ver as coisas pelo lado positivo: não tomamos gol contra um dos melhores ataques do Brasil.

Muito por conta da atuação sempre segura do Vitor Hugo, e um partidaço do Roger Carvalho. E quando os dois não conseguiram neutralizar, tava lá o Prass pra segurar a bronca.

Ponto negativo mesmo foi pro público modesto, de novo abaixo da média de 29 mil do ano passado, que mostra bem pra diretoria que o time não empolga e que o preço do ingresso, mesmo num clássico, segue sendo proibitivo. Torcedor não é otário, presidente!

Concluindo, foi, mais uma vez, bem menos do que o palmeirense gostaria.

AS NOTAS:

Prass – arrisco dizer que nunca mais perde pro Ricardo Oliveira.

Lucas – de novo, nem a sombra do jogador que encerrou 2015.

Vitor Hugo – ê muleke bão!

Roger Carvalho – preciso, não sentiu o peso do jogo.

Zé Roberto – muito bem, nem parece que tem mais de 40.

Thiago Santos – jogou muita bola, colou no Lucas Lima a partida inteira. até sair extenuado de campo.

Jean – ok.

Matheus Salles – na sua primeira partida no ano, mais errou do que acertou. Claramente sem ritmo.

Robinho – fraco, de novo.

Dudu – de volta às origens, sofreu sem o quarto homem de ataque. Mesmo assim, foi nossa melhor opção ofensiva.

Alecssandro – correu hoje mais do que todos os outros jogos somados, mas, não me engana. É fraco.

Gabriel Jesus – nada messiânico, mas melhorou bem o ataque.

Arouca – não impressionou.

Régis – não sei se só entra em fogueira, ou se é ruim mesmo. Essa vou ficar devendo.

A FICHA TÉCNICA:

PALMEIRAS 0 X 0 SANTOS

Data/Horário: 20 de fevereiro, às 17h (de Brasília)
Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Bruno Salgado Rizo (ambos SP)

Cartões amarelos: Matheus Sales, Gabriel Jesus e Alecsandro (PAL); Victor Ferraz, Ricardo Oliveira, Elano, Zeca, Léo Cittadini e Gustavo Henrique (SAN)
Público e renda: 23.181 pagantes/R$ 1.317.272,44

PALMEIRAS: Fernando Prass; Lucas, Roger Carvalho, Vitor Hugo e Zé Roberto; Thiago Santos (Arouca, 25’/ºT), Matheus Sales (Gabriel Jesus, 14’/2ºT), Jean e Robinho (Régis, 30’/2ºT); Dudu e Alecsandro.
Técnico: Marcelo Oliveira.

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique e Zeca; Thiago Maia (Léo Cittadini, 24’/2ºT) Renato, Lucas Lima e Serginho (Pato Rodríguez, 15’/2ºT); Gabriel e Ricardo Oliveira (Joel, 29’/2ºT).
Técnico: Dorival Júnior.

 

AVANTI PALESTRA! 

 

 

 

 

 

Publicado em 20/02/2016, em Geral, Palmeiras em Campo e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. Pra se sincero, Palmeiras so tende a melhorar e os gambas num passa disto nao, ai chega o mata mata o palmeiras Detona

  2. Hoje não Vi o jogo, mas sempre leio seus comentários e consigo entender como foi o jogo…Parabéns!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: