River Plate 2 x 2 Palmeiras – Libertadores16

Foi um bom resultado, mas não pelas circunstâncias do jogo.

O Palmeiras foi muito melhor, fez 02 gols, perdeu outros tantos, mas falhou justamente no momento de segurar o resultado. Por isso, o empate fora de casa, por melhor que seja, é uma frustração, pois merecíamos melhor sorte.

Curioso é que justamente faltaram o 3 e o 10, um pra segurar nos ataques do adversário, o outro pra segurar a bola na frente e organizar o contra-ataque. Então, o primeiro vilão é a montagem do elenco, mas falemos disso noutro momento.

Para surpresa geral, o Palmeiras foi a campo com 03 volantes, Arouca na direita, Jean na esquerda e Thiago Santos no meio. Com isso, Robinho foi pro banco. Na frente, Erik ganhou a posição do Jesus, ao lado de Dudu, centralizado, e Barrios no pivô.

Em pouco tempo de jogo o Palmeiras já era melhor, criava as melhores oportunidades, mas não deixava de ser um jogo truncado, pegado, cara de Libertadores.

Até que depois de uma jogada do Thiago Santos, a bola sobrou pro Dudu pela meia que acertou um passe rasteiro preciso pro Jean só dar um biquinho pro gol. E seguramos o resultado até o intervalo.

Mas logo no começo da etapa final, num lance de indecisão pelo lado direito da defesa, o 9 do River entrou sozinho na área, talvez nem desse em nada, mas o Prass saiu e acabou fazendo o pênalti, 1×1.

A essa altura, Jesus, usando a 12 sagrada, já se encontrava em campo, e não demorou a entrar o Alecsandro no lugar do Barrios.

E foram eles que, junto do Zé, protagonizaram o segundo gol: passe do Zé, assistência de peito do Alecsandro, e golaço do Jesus. 2×1 e podia ter ficado assim.

Mas não muito tempo depois, numa indecisão entre Jean e Alecsandro em cobrança de escanteio do River, sofremos o gol de empate de novo.

Mesmo assim o Palmeiras não se abateu, e criou mais diversas oportunidades, Jesus, Alecsandro, Jean e Dudu tiveram oportunidades, mas o gol não veio.

Se o resultado não era o mais desejado, especialmente pelas circunstâncias do jogo, por outro lado, a sacudida no elenco com dois titulares absolutos que vinham mal sendo sacados do time mostrou, pelo menos, alguma iniciativa por parte do treinador.

Mudou do 4-2-3-1 pro 4-3-1-2, e era justamente a mudança do esquema tático que tantos de nós cobrávamos aqui. Então sejamos coerentes, três volantes sem meia não é o desejo de ninguém, mas pelo menos houve iniciativa. Ponto pro treineiro.

De qualquer forma, fica cada vez mais claro que um meia e mais um zagueiro dariam a liga final que esse time precisa pra ficar mais competitivo. E ai, Mattos?

AS NOTAS:

Prass – cometeu um penalti infantil e desnecessário.

Lucas – primeiro tempo atuante, segundo tempo apagado

Roger – fraco.

Vitor Hugo – se redimiu do jogo de sábado.

Zé Roberto – uma necessidade no apoio, uma avenida na defesa.

Arouca – ainda precisa evoluir.

Thiago Santos – grata surpresa.

Jean – o melhor da linha de 3 volantes.

Dudu – mesmo sacrificado pelo esquema, encaixou uma assistência e quase fez o gol da vitória.

Erik – sofreu um pênalti não marcado e só.

Barrios – mal, perdeu um gol feito no primeiro tempo e segue fora de forma.

Jesus – merecia o banco, mas entrou e marcou e jogou bem melhor do que os últimos jogos.

Alecsandro – acertou uma bela assistência, errou todo o resto. Fraco.

Robinho – não é o 10 que tá faltando.  

Agora o assunto é os lambaris, sábado tem que lotar o Allianz e mostrar que nosso título da Copa do Brasil não foi por acaso.

AVANTI PALESTRA!

Publicado em 16/02/2016, em Geral, Palmeiras em Campo e marcado como . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: