Palmeiras 2×1 Cruzeiro – Copa Br15

Foi um jogo difícil. Os números comprovam que o Palmeiras não foi muito bem.

Até os 10 do segundo tempo, eram 02 chutes a gol do Palmeiras contra 11 do Cruzeiro.

Tudo bem que o jogo ia muito bem administrado, com o gol marcado aos 07, depois de uma assistência monstra do Barrios pro CX, até que mais uma vez uma lesão muscular veio deixar o palmeirense em pânico: justo o Arouca, o outro volante titular do elenco, saiu com suspeita de lesão muscular. Puta que pariu, que zica…

Marcelo optou por deixar o 4-4-2 clássico escolhido pro jogo de lado – até porque não tinha outro segundo volante no banco – e mandou Rafael Marques pro usual 4-1-4-1. Decisão certa, mas parecia não funcionar. Foram raros os contra-ataques que o Palmeiras conseguiu encaixar no primeiro tempo, os jogadores que estavam encarregados de iniciar os contragolpes não acertavam uma, mas o Cruzeiro também não chegava com muito perigo.

Ai veio o segundo tempo e logo aos 04, numa saída de bola errada do VH, o Jackson ficou marcando o Damião como se fosse um jogador qualquer, deu espaço, aí o cara chutou forte, e o Prass não foi muito bem. 1×1.

Cristaldo entrou no lugar do Barrios e o time melhorou, embora Marcelo Henrique Lima, sempre ele, tenha marcado tudo que ele pôde e não pôde contra o Churry. Não deixou passar uma…

Num lance de falta em que a ordem do treinador era que o Andrei Girotto desse mais um daqueles chutes ridículos direto pro gol, coube ao CX botar ordem na casa e mandar ele sair da bola. CX bateu alçada na área, ganhamos um lateral e, na cobrança, bola rebatida pro Dudu, cruzamento certeiro pro Rafael Marques fazer o gol da vitória.

Pouco depois, o Cristaldo recebeu uma bola sozinho na área, mas o bandeirinha entrou na onda do juiz e, se é contra o Churry, marca. Impedimento inexistente e tome mais uma bucha da arbitragem em lance claro de gol pro Palmeiras. Mas dizer o que se preferem divulgar até Nota Oficial pra elogiar justo a arbitragem que tanto fode o Palmeiras, nunca comentamos a escala de apitadores como o de hoje, que nunca vai bem jogos do Palmeiras… Pra mim tem que reclamar SEMPRE. Assim o cara pega um gancho e depois pensa duas vezes antes de apitar frouxo jogo nosso. Mas isso é, bom, opinativo, né? 

Por falar em arbitragem, vejam como são as coisas: em pelo menos dois lances claros, deu pra ver que a orientação passada pros jogadores do Cruzeiro em bolas alçadas no segundo pau, era pra tentar cabecear a bola na mão do zagueiro – um lance do Marquinhos no primeiro tempo e outro do Damião, na etapa final. É, o Luxa não perde tempo em tentar ser malandrão, mas não colou, então chupa mané e põe gelo nesse dedinho!

Entre os destaques do time, CX comeu a bola enquanto aguentou. Já ficou claro que quarta e domingo não vira pra ele. Hoje Felype Gabriel esteve no banco à disposição, mas com um jogador tendo que ser substituído mais uma vez por lesão, não era hora pra inventar mesmo, e a entrada do Amaral foi suficiente pra segurar o resultado. Andrei mostrou alguma evolução ao mesmo tempo que tem ainda alguma insegurança.

Do lado negativo, Egidio fez uma das piores partidas com a camisa do Palmeiras. Fraco no apoio, na marcação, nas malditas cobranças de escanteio, péssimo. Jakcson dormiu no gol dos Marias e o Barrios, ao mesmo passo que demonstrou uma qualidade ímpar na assistência pro gol do CX, deixa claro que não consegue se adaptar ao esquema tático, especialmente o defensivo, do treinador.

Quero entender a saída do Leandro Pereira do time, porque pelo mostrado pelo Barrios hoje, ela é injustificável. A opção técnica do Marcelo até agora não me convenceu nem mesmo pela desculpa do “ganhar ritmo”, como não colou também pra boa parte dos palmeirenses que frequentam os jogos com o Maluco, e que se auto-intitulam Os Imbecis. ahahah que nominho pra inspirar confiança, mas enfim não fui eu que batizei os imbecis então segue o jogo…

Pra finalizar, a diretoria do Palmeiras segue sem fazer a lição de casa. 24 mil pessoas hoje, contra os 38 mil de domingo. 60% de ocupação hoje contra 90% do jogo contra os Mulambos… E isso porque era um mata-mata, contra um time grande, mas ao mesmo tempo, 3 dias depois do jogo – apesar da goelada – em que o ticket médio de R$ 77,00 furou o bolso da palestrinidade… Não tem mágica, presidente, o palmeirense num guenta pagar tão caro pra acompanhar o time. E olha que hoje o ticket médio foi de R$ 65,00, ou seja, os ingressos mais baratos foram possivelmente esgotados, enquanto que os setores que ainda seguem absurdamente caros – As Centrais – ficaram vazios.

Um pacote que tivesse oferecido os ingressos de domingo e quarta a preços promocionais, por exemplo, podia ter solucionado a lotação do estádio hoje que, aliás, em termos de momento de cada competição, era muito mais importante hoje do que domingo.

Mas sei lá, eu sou só mais um imbecil frequentador das arquibancadas, não tenho formação nenhuma pra falar dessas coisas. Os senhores, doutores e PhDs em modelos de mercado e uiscambau que expliquem pro seu investidor – nós, os porcos desinformados – como a ocupação pode oscilar tanto, ainda mais num jogo decisivo. Com a palavra, os sábios. Mas se quiserem a resposta, eu digo: PORQUE TÁ CARO PRA CARALHO!!!!

Domingo vai ser jogo pra judiar do coração do palmeirense. Mas não há de ser nada com o Arouca, #ajudanoix San Gennaro!

AVANTI PALESTRA:

OS GOLS:

A FICHA TÉCNICA:

PALMEIRAS 2 X 1 CRUZEIRO

Data/Horário: 19 de agosto de 2014, às 22h
Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (PE)
Assistentes: Kleber Lúcio Gil (SC) e Rafael da Silva Alves (RS)
Cartões amarelos: Zé Roberto (PAL) e Fabrício (CRU)
Publico e renda: 24.889 pagantes/R$ 1.621.115
Gols: Cleiton Xavier, 8’1ºT (1-0); Leandro Damião, 4’2ºT (1-1); Rafael Marques, 17’2ºT (2-1)

PALMEIRAS: Fernando Prass; Lucas, Jackson, Vitor Hugo e Egídio; Arouca (Rafael Marques 25’1ºT), Andrei Girotto, Zé Roberto, Cleiton Xavier (Amaral 33’2ºT), Dudu; Lucas Barrios (Cristaldo 14’2ºT).
Técnico: Marcelo Oliveira

CRUZEIRO: Fábio; Mayke, Manoel, Paulo André e Mena; Chales (Ariel Cabral 26’2ºT), Fabrício e Henrique; Marquinhos (Vinícius Araújo 21’2ºT), Leandro Damião e Alisson (Arrascaeta 33’2ºT).
Técnico: Vanderlei Luxemburgo 

Publicado em 20/08/2015, em Palmeiras em Campo e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. 8 Comentários.

  1. Lucas Teixeira

    Palmeiras tem que jogar de VERDE e BRANCO:

    https://www.abaixoassinado.org/abaixoassinados/31312

    Assinem esse abaixo assinado e mandem e-mail para o Palmeiras e para o Avanti.

  2. Lucas Teixeira

    Palmeiras tem que jogar de VERDE e BRANCO:

    https://www.abaixoassinado.org/abaixoassinados/31312

    Assinem esse abaixo assinado e mandem e-mail para o Palmeiras.

    • Lucas, por mais que eu discorde, o Palmeiras tem obrigação contratual com a Adidas de usar o terceiro uniforme na Copa do Brasil, quer a gente goste ou não.

      • Lucas teixeira

        Complicado ne?! Fazer oque…há mais o importante tbm que seremos sempre Palmeiras, seja de azul, verde ou amarelo!
        Walew e forte abraço

      • sempre! só não pode vestido de preto. kkkk abraço!

      • Lucas Teixeira

        Kkkkkkkkkkkkkkkk preto nunca!
        Abraço

  3. Deixar o Leandro pereira na reserva acho que tem nao da diretoria e o patrocinador querendo força a barra. Pk tbem nao vejo motivo para tirar o Leandro do time nao

  4. Pedro Paulo Marsiglia

    Perfeito…seu Imbecil
    Ass: outro Imbecil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: