Asa 0 x 1 Palmeiras – Copa BR15

Em Londrina, num pasto digno de campo de fazenda, o Palmeiras sofreu um pouco pra bater o Asa de Arapiraca e avançar pras oitavas da Copa do Brasil.

Em muito, o sofrimento se deu pelo time 90% reserva que foi pra campo. Algumas opções, como Leandro e Amaral, pareciam ter sido escolhidos apenas para nos irritar.

O Leandro, aliás, foi um capítulo à parte: desde passe de calcanhar errado no campo de defesa, até um gol absurdamente feito que ele perdeu, passando por uma furada de bola na nossa área que podia ter nos custado um gol do Asa e terminando com uma entrevista em que, sem ter outra reação que lhe parecesse plausível, ele simplesmente riu – da nossa clara, é claro.

Já o Amaral, ele não teve todo esse “brilho”. Ele foi “só”ruim. Terminado o Paulista e os jogos fáceis da Copa do Brasil, não consigo pensar mais nesses dois jogando com a nossa camisa até o final do ano. Precisa contratar outro volante urgente, porque o Andrei também não é nenhuma maravilha, e qualquer jogo que o Gabriel ou o Arouca não joguem, estaremos fodidos.

O 0 a 0 do primeiro tempo, que até parecia engraçado, se é que existe graça em torcer prum time de futebol, começou a tomar contornos de preocupação no segundo tempo, porque cachorro mordido por cobra tem medo de linguiça.

Graças àquele futebol modorrento do time na primeira perna desse confronto, do Sr. Ozzzzzzzzzzzzzwaldinho, em que o Palmeiras tinha a obrigação de atropelar o visitante, fomos jogar contra o Asa hoje precisando marcar gol pra não correr o risco de uma disputa de penaltis.

E o intervalo, pelo menos aqui em casa, foi de reflexão – “só faltava esse time morfético aprontar pra cima da gente de novo…”

Mas o Marcelo se agilizou, e já no intervalo deixou o Leandro no vestiário, pra poupá-lo do que seria um caminhão de ofensas se fosse substituído durante o segundo tempo, e mandou pro jogo o Gabriel, o Jesus.

Um pouco depois – aos 15 – foi a vez do Girotto sair, pra entrar Dudu. E aí, o futebol do Palmeiras, que já estava melhor com a entrada do Jesus, melhorou de vez, ao mesmo tempo em que o Asa já se preocupava apenas em não tomar gols e tentar levar o jogo pros penais.

E numa jogada em que o Gabriel Jesus fez o pivô, girou pro Dudu e correu pra, de carrinho, arrematar o cruzamento rasteiro do CX (que até a entrada desses dois, estava completamente apático no jogo) e fazer o primeiro gol dele como profissional com a nossa camisa.

E o menino até chorou. 12 jogos como profissional, nenhum gol até aquele lance. E na seleção, na categoria de base, na Copinha, o moleque deitando de tanto fazer gol. Que seja o primeiro de muitos, que ele siga tendo oportunidade e jogando sempre como hoje.

Cleiton Xavier finalmente jogou os 90 minutos. Ainda está difícil do time acostumar com o ritmo muito cadenciado dele, principalmente quando se tem que jogar com Dudu, Kelvin, Gabriel e outros jogadores rápidos. Mas, no fim das contas, com o time mais adequado no segundo tempo, ele jogou bem e até deu a assistência pro único gol da partida.

Agora pausa na Copa do Brasil até o sorteio que define os duelos das oitavas (já com os times que disputaram a Libertadores), o lance que importa é domingo. Pra cima dos lambaris.

AVANTI PALESTRA!

OS LANCES:

A FICHA TÉCNICA:

ASA 0 X 1 PALMEIRAS

Local: Estádio do Café, em Londrina (PR)
Data/Hora: 15/7/2015 – 22h
Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR)
Auxiliares: Pedro Martinelli Christino (PR) e Luiz Souza Santos Renesto (PR)

Público/Renda: Não disponíveis
Cartões Amarelos: Fábio Alves, Max Carrasco e Jorginho (ASA);
GOLS: Gabriel Jesus, 24’/2T (0-1)

ASA: Pedro Henrique; Gabriel, Lucas Bahia, André Nunes e Fábio Alves (Rayro, 35’/2T) ; Jorginho, Max Carrasco, Marcos Antônio, Marlon (Everton, 25’/2ºT) e Didira (Uederson, 17’/2ºT); Alex Henrique.  Técnico:  Vica.

PALMEIRAS: Fernando Prass; João Pedro, Victor Ramos, Jackson e João Paulo; Amaral e Andrei Girotto (Dudu, 16’/2ºT); Leandro (Gabriel Jesus, intervalo), Cleiton Xavier e Kelvin (Gabriel, 38’/2ºT); Cristaldo.  Técnico: Marcelo Oliveira.

Publicado em 16/07/2015, em Palmeiras em Campo e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. Rogerinho Fumo

    O 38 não pode nunca mais vestir nossa camisa.

  2. Gerson Guarino

    Avanti Palestra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: