Segunda Chance

Salve meus amigos, tá chegando a hora!

Algumas coisas na vida se resumem a apenas uma única chance (dizem que o casamento se enquadra nessa máxima), outras nos dão a oportunidade de se reerguer e se firmar de vez. Estamos exatamente nesse momento. Desde o biênio 2008/2009, não víamos a estrutura consistente, seja na Diretoria de Futebol, na comissão técnica, na torcida e principalmente no elenco.

Desde o ano passado reclamávamos da falta de pensar GRANDE, algo que não entrava nas nossas cabeças, por tudo que nos rodeia: torcida apaixonada e volumosa, história de títulos e conquistas, e por aí vai.  Queremos o título de qualquer jeito e mesmo que não venha (algo que acho muito pouco provável), já teremos a certeza que estamos no caminho certo.

Quando um ser humano recebe sua segunda chance na vida, todos olham com ares de desconfiança e piedade. Com o Palmeiras nada disso aconteceu, todos abraçaram a nova tentativa de resgatar a história de glórias. Mesmo numa crise econômica, os preços altíssimos de ingresso trouxeram e vem trazendo palmeirenses de todos os cantos, com todos os sotaques e percepções.

E quando esse segunda chance se transforma em resultados sólidos e êxito, muitos concluem que há males que vem para bem e graças a esses percalços da vida, que o ser humano: aprende, evolui e malogra. Tenho certeza que aprendemos a lição de viver na linha de baixo dos campeonatos, de ter jogadores medíocres e ser manchete de desgraças e coisas ruins.

Essa nova onda maldita começou logo após a perda do título Brasileiro de 2009 e nos acompanhou até o dia 07 de Dezembro de 2014, foram quatro anos de amarguras, com eliminações vexatórias e jogadores de dar dó (alguns davam raiva também). Chega desse papo!

Hoje a tarde encontraremos um dos nossos maiores rivais da história e num estádio que já tivemos resultados e desempenho dignos de um Palmeiras e hoje não será diferente. O segredo? Segurar os 15 minutos iniciais, como fazem muito bem os times Argentinos quando vem decidir nas terras Brasileiras, com catimba, toque de bola e enervando o adversário que precisa do gol de qualquer jeito. Um contra ataque pode ser o golpe de misericórdia.

Há tempos não via a torcida Palmeirense tão participativa e otimista, com sensação de engajamento. Sim meus amigos, somos responsáveis por esse gigante que renasceu, somos a base desse time que tem nos orgulhado em campo e seremos muito importantes de hoje em diante, com a participação efetiva no Brasileirão e na fase final da Copa do Brasil.  TEM QUE JOGAR COM A ALMA E COM CORAÇÃO!

“Segunda chance existe e todos merecem uma, desde que tenham aprendido algo com seus erros na primeira.” Autor desconhecido

Publicado em 03/05/2015, em Marketing e Afins, por Marcelo Nacle. Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. Rogerinho Fumo

    Pra cima Palmeiras…..#parasercampeao

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: