Arquivo mensal: junho 2014

Eeeeemmmmmmm 93!!!!!

Aquele 12 de junho de 1993 foi um dos dias mais lindos na vida de um palmeirense.

Se bem que nem tudo foi fácil. A derrota na semana anterior, o gol porco, o início de jogo nervoso, pegado, e os 16 anos sem conquistas (pra mim, eram 14) provocavam uma tensão fora do comum. Pelo menos até os 40 do primeiro tempo, quando saiu o gol do Zinho, o primeiro da sacolada que os Gambás ainda levariam naquela tarde.

Segundo tempo e aquele baile em campo, dava até dó dos lixos. Aliás, não dava dó porra nenhuma. A gente queria era mais, se fosse 6, 7, nunca ia ser o bastante.

Quando o Matador guardou, de penalti, o quarto gol, já na prorrogação, olhei pro Rubão, meu tio, com uma cara de “o que eu faço agora?”. 14 anos e não sabia comemorar um título.

De lá pra cá isso mudou. Nos anos que seguiram aquele 12 de junho, não tinha pra ninguém, o Verdão passava o carro e faturava tudo. Mas nenhum time, nem o dream team de 96 ou o time campeão da América, fizeram este palmeirense tão feliz quanto Ségio, Mazinho, Antonio Carlos, Tonhão e Roberto Carlos, Sampaio, Daniel Frasson, Zinho e Edilson, Edmundo e Evair.

 A vocês, o muito obrigado da nação palmeirense. Esse título a gente nunca vai esquecer!

EM 93, NÓS GANHAMOS O PAULISTÃO, FOI EM CIMA DOS GAMBÁS, FILHOS DA PUTA, 4X0 PRO VERDÃO!

AVANTI PALESTRA!

PS – Texto publicado originalmente em 12.06.2011. Hoje tive o prazer, pela primeira vez, de colocar meus dois filhos no colo, e mostrar o vídeo dos gols daquele jogo, pra gente comemorar junto. Se bem que, do alto dos seus 02 anos, o Marcos e o Felipe não entenderam muito bem porque o pai estava chorando a cada gol narrado pelo José Silvério. Logo mais eles saberão…

Gremio 0x0 Palmeiras – BR14

O pior empate é aquele que podia ter sido vitória. Menos mal que, em 9 jogos, o Palmeiras só tenha empatado uma vez. Mas dá raiva demais esse resultado que é 2/3 derrota, se o time tem chance de ganhar e não ganha.

Pros conformados de plantão, vão dizer que o Palmeiras foi prejudicado pela arbitragem vergonhosa do árbitro Jailson de Freitas. Verdade. Além do gol de Diogo mal anulado, deixou o time do Grêmio bater a rodo e miguelou nos cartões pros caras, enquanto que pros jogadores do Palmeiras o dedo coçou o jogo inteiro.

Mas, não foi só isso, pois apesar do Valentim ter corrigido muito bem o time que começou travado e tomando uma pressão gigante nos primeiros 15 minutos, foi ele também que não quis ganhar o jogo quando a oportunidade se apresentou. Na hora de tirar Felipe Menezes, depois de ter ficado 70 minutos sem mexer no time, ao invés de colocar Patrik Vieira ou Bernardo, optou por Josimar. Podia ter sacado Marquinhos Gabriel, que não foi bem hoje, mas o manteve até o fim.

E o Grêmio, seja com Barcos, seja com Judas, não ofereceu perigo. É, aquela tal de praga de palmeirense… Fabio não precisou fazer nenhuma defesa difícil. Era jogo pra 3 pontos.

O técnico foi cagão. Quis segurar o resultado, garantir um ponto, ao invés de buscar a vitória que estava ao alcance das mãos. Quando começa assim, é hora de seguir seu caminho. Obrigado, Valentim, passar bem. Que venha o argentino.

Partida boa do William Matheus, e excelentes do Lúcio e do Diogo. E o Henrique cada vez mais vai me lembrando o Cahê, se bem que nesses últimos 4 jogos foi difícil chegar uma bola que não fosse quadrada… Pelo lado dos perebas, Marcelo Oliveira foi péssimo, entre ele jogar como zagueiro ou volante, o melhor era ele fora do time. E o Felipe Menezes, não consigo avaliar se é pra rir ou pra chorar, mas há quem esteja dizendo que ele jogou bem. Tá.    

E as primeiras 9 rodadas, em comparação à minha expectativa, foram até melhores do que eu imaginava. Se não tivessem sido as duas últimas rodadas, e as derrotas ridículas pra Chapecoense e Botafogo, ou então o baile levado contra o Flamengo, o Palmeiras seria líder, algo inimaginável no começo do Campeonato. O que mostra uma competição nivelada por baixo. 

Dependendo dos resultados das 18:30, podemos terminar essa primeira parte do Campeonato do meio da tabela pra baixo. É pra ficar esperto. Ou contrata ou vamos habitar o lado perigoso da classificação o campeonato inteiro.

Agora serão 42 longos dias sem Palmeiras, e nem os jogos da seleção, brasileira ou italiana, como queiram, irá fazer diminuir o vazio de ficar tanto tempo sem ver o Verdão em campo.

Que essa pausa sirva pra alguma coisa. Qualquer coisa. Porque jogar até o fim do ano com um time parecido com o de hoje, a gente não merece…

OS LANCES:

 

A FICHA TÉCNICA:

GRÊMIO 0 X 0 PALMEIRAS

Data e horário: 1/6/2014, às 16h00
Local: Alfredo Jaconi, Caxias do Sul (RS)
Árbitro: Jailson Macedo Freitas (CBF/BA)
Assistentes: Alessandro Rocha de Matos (FIFA/BA) e Adson Marcio Lopes (CBF/BA)
Público e Renda: não divulgado
Cartões Amarelos: Werley, Maxi Rodriguez, Ramiro (GRE); Henrique, Marcelo Oliveira, Lúcio, Marquinhos Gabriel, Renato (PAL) 
GOLS: Não teve

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Pará, Rhodolfo, Werley e Marquinhos; Edinho, Alan Ruiz, Ramiro e Rodriguinho (Maxi Rodriguez, 17’/2ºT); Dudu (Zé Roberto, 31’/2ºT) e Barcos (Kléber, 17’/2ºT). Técnico: Enderson Moreira

PALMEIRAS: Fábio; Wendel, Lúcio, Wellington e William Matheus; Marcelo Oliveira, Renato e Felipe Menezes (Josimar, 40’/2ºT); Marquinhos Gabriel, Diogo e Henrique. Técnico: Alberto Valentim

CONTRATA PALESTRA!

%d blogueiros gostam disto: