Arquivo diário: 12/03/2014

Vilhena 0x1 Palmeiras – Copa do Brasil 14

Com uma das piores escalações jamais antes vista desde os idos de Bonamigo e Marco Aurélio, o Palmeiras não conseguiu mais que uma vitória simples em Vilhena/RO, e agora terá que receber o time rondonense em São Paulo em 10 de abril, no meio da semana que separa o primeiro e segundo jogos das finais do Paulista.

Trata-se de duro golpe aos que defenderam o treinador ter poupado jogadores na rodada de fim de semana do Paulista, em nome do tal planejamento. Imagina só o Palmeiras chegar na final do Paulista e ter que disputar numa quinta, 22h da noite, uma partida contra o péssimo Vilhena, 03 dias antes da finalíssima do Paulistão? Pois é camarada, é isso que essa vitória magra representou pro planejamento…

Falo com propriedade: o time que Gilson Kleina mandou a campo foi pavoroso, ridículo, o retrato de uma das piores leituras de elenco de todos os tempos. Não me surpreendeu saber durante a transmissão que nem o time, nem o treinador (mas apenas alguns membros da comissão técnica) fizeram reconhecimento do gramado – um pasto alto e encharcado.

Mesmo com o campo ruim e com o adversário extremamente limitado, Kleina reeditou a dupla de volantes peso-pesado França e Eguren, algo absolutamente inexplicável prum campo em que, devido às condições adversas, exigia um mínimo de qualidade na saída de bola – isso sem falar no adversário fraquíssimo e completamente fechado. Se tivesse sido um pouco menos medroso, escolhia um desses dois, e colocava o Mendieta ou o Bruno Cesar ao lado do Valdivia, com Leandro no lugar do Patrik Vieira ou do irritante Vinicius, que não se satisfazia em ser só o grosso de sempre, mas decidiu ainda bater faltas e escanteios. Pra que esse castigo, Meu Deus?

Mas, não, pra que “arriscar” contra o fortíssimo Vilhena, não é verdade? Talvez para surpresa do treinador, mas não da torcida, o único gol do Palmeiras saiu em jogada de Mendieta, Bruno Cesar e Leandro, os três jogadores que começaram no banco assistindo 2 volantes mais Patrik Vieira e Vinicius errando até aperto de mão… 

Enquanto escrevo vejo os bambis na TV jogando em Maceió com 04 atacantes desde o primeiro minuto. Pode até não dar certo, mas pelo menos ninguém vai poder chamar o Muricy de bundão… 

Enfim, a merda já tá feita, o jogo da volta vai ter que acontecer. Se chegarmos a final do Paulista, ainda podia ter uma pontinha de esperança de tentar conseguir mudar a data do jogo da Copa do Brasil pra uma semana mais tarde, mas com o Palmeiras sendo um dos times mais fracos de bastidores dentre todos os clubes grandes do país, nem cogitem essa hipótese…

Mas que puta planejamento, hein????

Mais público em Vilhena – foram vendidos todos os 13 mil ingressos à disposição – do que qualquer jogo do Palmeiras como mandante no Paulistão (exceto contra os bambis). Só pra constar…

Sem lances ou ficha técnica por motivos de ódio profundo.

AVANTI PALESTRA!

%d blogueiros gostam disto: