Palmeiras 2×0 Elenco de Amor à Vida – Paulistão14

Podia ter sido bem melhor. O gol do Valdívia podia estar impedido e mesmo assim ser validado. Podia não ter sido pênalti no Kardec. Podia o Bambizão ter defendido a cobrança, e o juiz mandado voltar porque ele adiantou. Podia ter saído gol do Lúcio. Massssss, foi bom demais mesmo sem tudo isso, kkkkkkkkkkkk

A sensação ao deixar o Pacaembu era de ter saído um enorme peso dos ombros do torcedor, a última vitória num clássico tinha acontecido em 2012. Lembro de um amigo do alambreado – não lembro quem – ter dito logo após o gol do Valdívia: -“Voltamos pra Série A”.

Verdade, nada melhor pra credenciar o ressurgimento de um gigante do que uma vitória contra o inimigo. O próximo passo é vencer o rival freguês, onde as coisas vão de mal a pior. Vamos jogar a última pá de terra no caixão do Lixão dia 16! kkkkkkkkkkk

Ainda acho que o Marquinhos Gabriel tinha lugar na equipe titular, mas a assistência do primeiro gol foi do Mazinho, que hoje até que jogou bem, então fica difícil cornetar. E sobre a zaga – o que mais me preocupava pro jogo de hoje – tivemos uma partida consistente tanto do Lúcio como do Wellington, apesar de um ou outro lance de falta de entrosamento.

Mas o moleque foi bem e não deixou a desejar na prova de fogo, mostrou que não se intimida em jogos importantes e isso é o que importa. Merece ter mais oportunidades.

E do lado cor-de-rosa, o elenco global de Amor à Vida não conseguiu mostrar o mesmo entrosamento das gravações da novela, e se o Palmeiras tivesse se empenhado um pouquinho mais tinha ido uns 3, 4…

Legal, primeiro grande desafio superado, a desconfiança inicial sobre o time parece ser desnecessária, mas isso não quer dizer que o clube pode se desfazer de seus principais jogadores. Que o Henrique tenha sido o último.

Quarta-feira o Palmeiras vai a Piracicaba enfrentar o XV, e o palmeirense que quiser ver o time vai ter que desembolsar 80 Dilmas pra entrar no campo. Um absurdo. E depois, no domingo, enfrentamos o Audax no Pacaembu. Pra cima deles!

OS LANCES:

A FICHA TÉCNICA:  

 

PALMEIRAS 2 X 0 SÃO PAULO

 

Local: estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data/hora: 2/2/2014, às 17h (horário de Brasília)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho e Marcelo Carvalho Van Gasse
Público/renda: R$ 911.880,00/23.694 pagantes
Cartões amarelos: Leandro e Juninho (PAL); Luis Fabiano, Rodrigo Caio e Alvaro Pereira (SAO)
Cartões vermelhos: Não teve

 

GOLS: Valdivia, 22/1ºT (1-0); Alan Kardec, 33’/2ºT (2-0)

 

PALMEIRAS: Fernando Prass; Wendel, Lúcio, Wellington (França – 27’/2ºT) e Juninho; Marcelo Oliveira e Wesley; Mazinho (Diogo – 43’2ºT), Valdivia e Leandro (Marquinhos Gabriel – 25’/2ºT); Alan Kardec. Técnico: Gilson Kleina.

 

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Luis Ricardo, Rodrigo Caio, Antônio Carlos e Alvaro Pereira; Wellington, Maicon e Paulo Henrique Ganso (Ewandro – 30’/2ºT); Ademilson, Luis Fabiano e Osvaldo (Jadson – 18/2ºT). Técnico: Muricy Ramalho.

AVANTI PALESTRA!     

Publicado em 02/02/2014, em Palmeiras em Campo e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. 4 Comentários.

  1. Ganhamos delas justamente e sem sustos, esse ano é nosso e a Torcida é a diferença.

  2. o Maluquinho falo um monte da venda do Henrique mas… EXISTE VIDA SEM ELE !!

  3. Ainda acho que o time não é ideal para o centenário, muito menos para as tradições da S.E. Palmeiras, porém está mostrando raça e superação.
    Ganhar DELAS é bom demais!!!! Chupa Ceni, Fabulosa e cia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: