Enquanto Isso na Ilha da Fantasia…

Entrevista hoje à tarde com o nosso presidente começou da seguinte forma:

– Boa tarde Pres. Tirone, tudo bem com o senhor?
– Tudo bem, graças a Deus.

Pra mim foi o suficiente, desliguei o rádio imediatamente. Quem quiser ouvir na íntegra, pra ver se eu estou mentindo, tá aqui o link.

TUDO BEM? TUDO BEM O CARALEO!!!!!!! TUDO BEM A PUTA QUE TE PARIU!!!!!

O dia que o presidente do Palmeiras responder a uma pergunta tão cretina como a abre-alas da entrevista da forma acima, o Palmeiras não estará mais numa situação tão humilhante como a de atualmente.

Imagine você ter a honra de um dia ser o comandante maior da Sociedade Esportiva Palmeiras. E que, infelizmente, por uma série de cagadas – especialmente suas ou cometidas por terceiros mas com o seu pleno aval – o time se encontre em maus lençóis, com risco quase que concretizado de uma desgraça que maculará pra sempre seu nome na história do clube.

Você:

a) viaja com o time, conversa com os jogadores e comissão a todo tempo, participa da concentração, das preleções, puxa o bolo de jogadores na hora da oração no tunel antes de subir ao gramado?;

b) não viaja com o time, mas acompanha o jogo na sede do clube ao lado dos conselheiros, sócios e torcedores do clube?; ou

c) aproveita o final-de-semana de mau tempo pra desfrutar o frio da montanha em Campos do Jordão, e que se foda o time?

Não preciso fazer essa pergunta pra nenhum dos leitores deste Blog. Nós, torcedores do Palmeiras, que nascemos e aprendemos a amar e defender esse time Brasil afora, que ficamos em pé na arquibancada e tantas vezes carregamos o time nas costas, não temos dúvida alguma que jamais abandonaríamos o barco nas horas ruins, como aliás, nunca fizemos.

Já o nosso ilustre presidente, que perguntado respondeu que estava “tudo bem” na Ilha da Fantasia, mesmo com o time à beira do precipício, foi quem, este final de semana em que o time ia decidir no Nordeste a sorte do ano que vem, completamente desfalcado, o jogo de vida ou morte, preferiu viajar pra Campos do Jordão pra aproveitar o feriadão… Isso tudo pra não dar mais trabalho à segurança do clube, como ele próprio esclareceu na entrevista em que disse que estava tudo bem.

Enquanto tivermos gente que apenas simpatiza com futebol no comando do clube, como ocorreu nos últimos 10 anos, estaremos sempre sujeitos a mais e mais rebaixamentos, vexames e o apequenamento do maior gigante do futebol do Brasil. Enquanto não tivermos no comando pessoas que sofram pelo clube como genuínos torcedores, essa maldição não vai acabar.

O que diferencia o simpatizante do torcedor é aquela dor profunda e avassaladora que aqueles que acham que futebol é diversão não fazem a menor idéia do que seja. É a diferença entre ir passear com a família no feriadão ou espremer o dinheiro nem sempre farto pra acompanhar o clube em outro Estado, custe o que custar, em que fase, série ou condições estiver.

O que falta ao Palmeiras é finalmente termos um palmeirense no poder.

É pedir demais? 

AVANTI PALESTRA!

Publicado em 15/10/2012, em Visão da Arquibancada e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. Belissimo FILHO DA PUTA.

  2. Pois eh…
    O cara eh um sem nocao, covadrde… atende a ineresses dos mais obscuros. Lider eh aquele que esta proximo sempre.
    Agora…
    Tivemos um palmerense verdadeiro no comando ha pco tempo…
    Com erros, acertos e alguns acordos com a corja para poder trabalhar, e muita falta de sorte, mas integro e de sangue verde.
    Grande Beluzo!
    Pena que foi escraxado por boa parte de nossa torcida.
    Abr

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: