Arquivo mensal: agosto 2012

Portuguesa 3 x 0 Palmeiras – BR12

Difícil explicar uma derrota como essa. Por isso, nem vou tentar. Nunca fui mesmo de analisar jogos e de apontar os erros e acertos, ou de dar nota pros jogadores. Se fosse fazer isso hoje, ia ser nota zero pra todo mundo, do 1 ao DT.

Maldito Geninho. Maldito!

A calculadora começa a ser item indispensável na vida do palmeirense a partir de agora, infelizmente. Já estamos a 4 pontos da redenção, e jogos como o de hoje não tem mais lugar para acontecer. Esse time vai ter que reagir por bem ou por mal. É inaceitável ser campeão e, 02 meses depois, apresentar um futebol minúsculo como o visto nos últimos jogos. Falta vergonha na cara…

Protesto já. Precisa afastar jogadores vagabundos e também os que estão em péssima fase técnica. Juninho, Leandro Amaro e João Vitor não podem ser titulares nem do Palmeiras do Nordeste. E precisa contratar urgente. O Palmeiras não pode ser refém de jogadores que não reconhecem o privilégio que é vestir essa camisa.

E é só. Chega de vergonha.

Acabou a paz.

OS LANCES:

O BONDE:

A FICHA TÉCNICA:

PORTUGUESA 3 X 0 PALMEIRAS

Local: Canindé, em São Paulo (SP)
Data/hora: 29/8/2012, às 20h30
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (SP)
Auxiliares: Anderson Moraes Coelho (SP) e Herman Brumel Vani (SP) 
Renda e público: R$ 214.390,00 /7.531 pagantes
Cartões amarelos: Boquita, Ananias, Ferdinando e Moisés (POR); Valdivia, Thiago Heleno, Henrique e Leandro Amaro (PAL)
Cartões vermelhos: Não houve
Gols: Bruno Mineiro, 4′ 2º/T (1-0); Bruno Mineiro, 24′ 2º/T (2-0); Moisés, 40′ 2º/T (3-0)

PORTUGUESA: Dida; Luis Ricardo, Gustavo, Valdomiro e Rogério (Lima – 39′ 2º/T); Ferdinando, Léo Silva, Moisés e Boquita; Ananias (Diego Viana -38 2º/T) e Bruno Mineiro (Maylson – 45’2ºT). Técnico: Geninho.

PALMEIRAS: Bruno; João Vitor, Leandro Amaro, Thiago Heleno e Juninho; Henrique, Correa (Márcio Araújo – 14’2ºT), Valdivia e Mazinho (Obina, 14′ 2ºT); Barcos e Betinho (Maikon Leite – intervalo). Técnico: Luiz Felipe Scolari.

AVANTI PALESTRA! 

Tem Jogo! Portuguesa x Palestra – R20 BR12

Segundo turno tá aí. E é hora de reação. Isso significa que jogos como Portuguesa, Sport, Figueirense, Náutico, Coritiba, Ponte Preta, Bahia e Atlético Goianiense, onde quer que sejam disputados,  têm que terminar com vitória do Palmeiras. Isso feito, o Palmeiras precisará de 6 pontos nos 10 outros jogos, contra os 3 paulistas, 4 cariocas, 2 gaúchos e 2 mineiros. Portanto, se o Palmeiras for Palmeiras, não precisa de calculadora pra fechar o ano.

Para o primeiro dos 8 jogos em que a vitória é OBRIGAÇÃO, neste dia 29, contra a Lusa, o Palmeiras terá à disposição Artur, Maikon Leite e Márcio Araújo, finalmente expulsos dos confortos do departamento médico. Além disso, Thiago Heleno volta de suspensão.

Com isso, devem ir a campo Bruno Lacoste; Artur, Thiago Heleno, Mauricio Ramos e Juninho; Henrique, João Vitor (Marcio Araujo), Correa e Valdivia; Barcos e Mazinho (Obina, Betinho ou Maikon Leite).

Do lado da Lusa, o que mais me preocupa é o técnico Geninho. Não, ele não é bom técnico. Mas o Palmeiras tem um azar do caralho quando joga contra… Pro jogo a Lusa deve ir com Dida; Luis Ricardo, Gustavo, Valdomiro, Rogério; Ferdinando, Léo Silva, Moisés e Boquita; Ananias e Bruno Mineiro.

No primeiro turno jogamos 2 pontos fora em casa. Amanhã é dia de cobrar essa conta.

Palpite do Maluco 2×1 Palestra, Thiago Heleno e Barcos fazem pro Verdão.

Nos vemos no Canindé.

AVANTI PALESTRA!

Palmeiras 1 x 2 Santos – BR12

Não tem muito pra dizer de um time que domina o jogo inteiro, abre o placar, perde mil gols, leva dois chutes a gol e perde o jogo.

E também nem estou a fim de falar de arbitragem de novo, de departamento médico etc… Essa é a realidade do time, até que os responsáveis tomem alguma providência, sempre vamos ter juízes apitando tudo contra e o DM entupido, isso não pode mais servir de desculpa.

Aliás já era hora da torcida dar uma chegada no DM pra acabar com o conforto que tanto atrai vagabundos da estirpe de Daniel Carvalho e Maikon Leite a praticamente cumprirem o contrato todo por lá…

Isso dito, foi doido ver o Palmeiras jogar muito mais que as sardinhas mas não levar. Numa partida muito bem jogada pelo Correa, que inclusive fez o gol, e também do Valdivia, merecíamos melhor sorte. Essa tá virando a sina do Palmeiras: joga bem, mas não ganha… Preferia o joga-mal-mas-vence da Copa do Brasil… E, Bruno, vai tomar no cu… Frangar em clássico é INADMISSÍVEL!

Agora o Palmeiras tem 19 jogos pra fazer 30 pontos. São 10 vitórias. As primeiras 3 já tem que vir contra Lusa, Gremio e Sport, todos jogos em São Paulo. Passam a ser obrigatórias, também (e aliás, como sempre foram), vitórias contra Figueirense, Ponte, A/GO, Bahia, Nautico e Coritiba. Com isso, ficaria faltando uma vitória só, nos jogos contra os quatro cariocas, os 2 grandes paulistas e o São Paulo (RÁ!), os 2 mineiros e  o Inter. Ou seja, não é nada de outro mundo, basta o Palmeiras ser Palmeiras.

Parabéns pra nossa torcida, que compareceu em muito bom número no Pacaembu, garantindo num único jogo a mesma arrecadação que os últimos 6 jogos somados em Barueri. Entenderam, diretores? BARUERI É O CARALHO!

E parabéns, Palmeiras, 98 anos de conquistas e glórias! Palmeiras minha vida é você!

E segue a sina de perder no jogo de aniversário…

 OS LANCES:

O BONDE:

A FICHA TÉCNICA:

PALMEIRAS 1 X 2 SANTOS

Local: Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data/hora: 25/8/2012, às 18h30
Árbitro: Guilherme Cereta de Lima (SP)
Auxiliares: Marcio Luiz Augusto e Danilo Ricardo Simon Manis (SP) 
Renda e público: R$ 772.640/ 22.020 pagantes
Cartões amarelos: João Vitor, Valdivia e Maurício Ramos (PAL); Adriano (SAN)
Cartões vermelhos: –

Gols: Correa, 40′ 1º/T (1-0); Neymar, 43′ 1º/T (1-1); Neymar, 17′ 2º/T (1-2)

PALMEIRAS: Bruno; João Vitor (João Denoni, 36′ 2ºT), Leandro Amaro, Maurício Ramos e Juninho; Henrique, Correa, Valdivia e Mazinho (Obina, 24′ 2ºT); Barcos e Betinho (Vinícius 45’2ºT). Técnico: Luiz Felipe Scolari.

SANTOS: Rafael; Bruno Peres, Bruno Rodrigo, Durval e Juan; Adriano (Gerson Magrão, 33′ 2º/T), Arouca, Patito Rodríguez (Felipe Anderson, 34′ 2ºT) e P.H.Ganso; Neymar e André (Bill 39’2ºT). Técnico: Muricy Ramalho.
AVANTI PALESTRA!

Botafogo 3 x 1 Palmeiras – Sulamericana 12

Palmeiras minha vida é sofrer! Pela Madonna, que aperto foi esse, palestras?

Tudo bem que o time estava desfigurado ontem. Mas nao era jogo pra esse sufoco todo… Ainda
Mais dum timeco como o adversário de ontem.

E só Patrik Simi salva, aliás, como antevisto pela dona do sobrenome…

Eo Juninho precisa acordar, dois gols nas costas dele, devem ser uns 20 já que o Palmeiras toma esse ano por ali… VOLTA METEORO!’

Mesmo perdendo ontem, ficou bem claro porque Palmeiras é Palmeiras, e Botafogo é Botafogo… Chupa Andrezinho!

Caiu o presidente da comissão de arbitragem? E você achou que com isso o Palmeiras ia parar de ser roubado? Kkkkkkkkkkkkkkkk

Era o que dava pra falar dessa derrota com peso de vitoria. Sábado mais um desfalque: Thiago Heleno, suspenso, nao enfrenta as sardinhas. Que fase…

AVANTI PALESTRA!

Entre Mortos e Feridos

O segundo turno do BR12 chega na semana que vem e, na melhor das hipóteses teremos somado na primeira metade do campeonato 19 pontos em 19 rodadas. 33,333% de aproveitamento.

São diversos os culpados: jogos mal jogados, a disputa concomitante da Copa do Brasil, arbitragens vergonhosas que nos custaram pelo menos 10 pontos e, PRINCIPALMENTE, um exército de mortos e feridos no DM do Verdão.

Daniel Carvalho, Maikon Leite, Artur, Valdivia, Wesley, Luan, Fernandinho, Marcos Assunção e Marcio Araujo estão fora de combate no momento, praticamente um time inteiro. Amanhã, contra o Botafogo, o Palmeiras corre o riso de ter apenas 16 jogadores à disposição, sendo que 2 deles são goleiros. Ou seja, no banco, só 3 jogadores.

Não sou médico. Não sei nem pra que serve uma aspirina. Mas até para um leigo como eu fica evidente que alguma coisa anda muito errada no departamento médico palmeirense. E por departamento médico entenda-se todas as especialidades, inclusive as preventivas como fisiologistas e preparadores físicos, até os fisioterapeutas, ortopedistas, clínicos, enfermeiros, enfim TODOS da turma de jaleco branco.

Sim, porque, pra citar uma palestrina ilustre que já deixou suas palavras por aqui outrora, eu realmente não entendo o que rola ali. Mas não precisa ser nenhum gênio para concluir que o Palmeiras é o time que perde mais jogadores pras contusões e pros confortáveis chinelos do Departamento de Medicina.

O primeiro sintoma de que o DM vai estar sempre cheio se vê em campo. Sabe quando seu time está andando em campo e o adversário ocupa o campo inteiro, chega antes em todas as bolas, marca sua saída de bola, não perde uma dividida, enfim, aquele sufoco? Isso significa que o seu time está sem nenhum condicionamento físico. Responsabilidade dos fisiologistas e preparadores físicos, cuja função no clube é justamente garantir que os atletas atinjam o melhor nível de desempenho possível antes das partidas.

Quando isso não é feito de forma adequada, ou então, pra não ser injusto, quando o time adversário faz melhor, parece que seu time anda em campo. Aí o cara tenta acompanhar o ritmo do adversário, melhor preparado, força no último e, vejam só, lesiona o músculo. Uma ou duas lesões musculares no elenco não autorizam apontar o dedo pros preparadores e fisiologistas. Mas CINCO permitem sim, e como! Está faltando um trabalho adequado na preparação dos jogadores, é inegável.

Já há um segundo grupo dos lesionados que podem ser chamados de os “hipocondríacos”, aqueles caras que amam a maca do DM, ou então estão de olho em alguma enfermeira gostosa – se é que existe lá na Academia, mas que, por qualquer dorzinha, mesmo que seja unha encravada, bolha no pé, ou simplesmente a boa e velha ressaca, não dispensam as mordomias, as pantufas e o atendimento de primeira dos fisioterapeutas palmeirenses.

São esses mesmos caras que, embora machucados pra entrar em campo pelo Palmeiras, não perdem um rachão nos camarotes da Woods ou do Maewa. Ai alguém vai dizer: mas isso não é culpa do DM. Eu digo: É SIM! Se não tem lesão no exame, vai jogar com “dor” e foda-se. Falta um Toninho Cecílio de médico, pra lembrar pros caras que eles ganham pra jogar bola e não pra ver quem pega mais mina na balada. Tem que mostrar pra esses caras que, pra citar mais um listre palmeirense, que o Palmeiras só sai da Zona quando eles pararem de ir pra zona. Simples.

Por fim, tem os caras que são contratados, jogam 3 vezes e rompem completamente os ligamentos do joelho, tornozelo, etc. AH, mas isso com certeza não é culpa do DM. E não é? Não fizeram uma porrada de exame pra ver se o cara tava em boas condições físicas? Dali um mês o cara tá todo arregaçado? Alguém cagou no diagnóstico, seja na hora de elaborar ou de ler o resultado…

Mas o pior não é isso. Diante de tantas e tantas baixas para o DM, eis que brilhantemente concluem os administradores do clube: “precisamos contratar mais”. Mais profissionais MAIS qualificados para o DM, certo? Errado, Srs., vão contratar mais jogadores, pra virem e sofrerem lesões musculares, chinelites e rompimentos ligamentares e explodirem de vez com a folha de pagamento do clube, que vai virar o recordista em pagar 1 ano de salário pra receber em troca de quatro a seis meses de futebol, isso se não menos.

É palmeirense, esse segundo turno promete fortes emoções. Aliás, alguém conhece um cardiologista? Não, não pode ser o do clube…

AVANTI PALESTRA!

A/GO 2 x 1 Palmeiras – BR12

Amigos!

Antes de mais nada, desculpem pela falta de atualização do blog. Inúmeros compromissos profissionais e pessoais, principalmente, impediram o acompanhamento da semana do Verdão.

Vitória importante na quarta. 8,5 cm nao é impedimento, que fique claro. Mesmo assim, dos dois pontos ganhos “no apito” na quarta, já perdemos 1 hoje outra vez. O apito segue devendo 9 pontos pro Verdão. Com 25, estaríamos em nono, na frente dos Gambás (como sempre).

Sobre o jogo de hoje, o Palmeiras foi vitimado por uma atuação fraca da zaga e principalmente no meio, com Valdivia apagado e o time todo embolado. Ainda sofremos com a invenção de Roman na lateral direita, que jogou parecendo barata tonta o jogo inteiro, custando pelo menos um gol na subida do lateral esquerdo dos caras.

 Mesmo assim, Sandro Meira Ricci, o “Senhor Apito da Casa”, deixou de marcar um penalti claríssimo pro Verdão, o zagueiro tirando a bola com as duas mãos pra cima, mas contra o Palmeiras, segue o jogo…

Derrota, aliás, injusta, já que o Palmeiras teve as melhores chances de gol que, inclusive, foram muito poucas, num jogo de baixo nível técnico.

Anote-se ainda a estreia apenas burocrática de Correa, nosso novo reforço.

Barcos segue sendo monstruoso. Mais 6 gols e vai ter churrasco na Academia. Jefferson deve estar tendo pesadelos com o jogo de quarta.

É isso aí. Quarta, Botafogo pela Sulamericana, e sábado finalmente voltamos ao Pacaembu, Agora é hora da torcida mostrar na arquibancada o quanto odiamos B reueri. Pelo menos 20 mil é obrigação. Tirem o cu da poltrona, porque agora não tem mais desculpa! Nos vemos no Buim!

OS LANCES:

A FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO-GO 2 X 1 PALMEIRAS

Estádio: Serra Dourada, Goiânia (GO)
Data/hora: 19/8/2012, às 18h30
Árbitro: Sandro Meira Ricci (Fifa-PE)
Auxiliares: Alessandro Rocha de Matos (Fifa-BA) e Marcio Eustaquio Santiago (Fifa-MG)

RENDA/PÚBLICO: Não disponíveis
CARTÕES AMARELOS: Patric (ATG); Maurício Ramos, Thiago Heleno (PAL)
CARTÕES VERMELHO: –
GOLS: Eron, 18’/1ºT (1-0); Barcos, 24’/1ºT (1-1); Rayllan, 34’/2ºT (2-1)

ATLÉTICO-GO: Márcio, Marcos, Gustavo, Reniê e Eron (Diego Giaretta – 41’/2ºT); Dodó, Ernandes, Marino e Wesley (Felipe, 19’/2ºT); Patric e Ricardo Bueno (Rayllan – 33’/2ºT). Técnico: Jairo Araújo.

PALMEIRAS: Bruno; Román, Maurício Ramos, Thiago Heleno (Leandro Amaro – 31’/2ºT) e Juninho; Correa (João Denoni – 26’/2ºT), João Vitor, Patrik e Valdivia (Obina – 13’/2ºT); Mazinho e Barcos. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

AVANTI PALESTRA!

Fluminense 1 x 0 Palmeiras – BR12

Sigo insistindo que o Palmeiras encerra o turno fora do Z4.

Ontem tivemos um bom exemplo do porquê. Apesar da derrota, o Palmeiras foi muito mais time que o Fluminense, jogou mais, criou mais, perdeu mais gols e, infelizmente, no duelo dos goleiros criados no Palmeiras, Cavalieri não errou, e o Bruno, bom, lance difícil pra alguns, bracinho lacoste para outros.

Mesmo assim, mandamos duas bolas na trave, estivemos muito mais perto da vitória que o Fluminense, que achou um gol, meio sem querer, meio sem merecer. Futebol tem disso, todo mundo sabe.

Pelo menos ontem não fomos vergonhosamente assaltados, será que a arbitragem vai começar a não prejudicar mais o Palmeiras, ou só mandaram pegar leve pra não dar tanto na cara?

Enfim, o Verdão tá no caminho certo, quarta-feira é dia de confirmar a reação e o bom futebol que o time tem apresentado, apesar dos resultados.

Nos vemos em Barueri. Bonde em peso no Willian’s pro aquecimento. 

OS LANCES:

A FICHA TÉCNICA:

FLUMINENSE 1 X 0 PALMEIRAS

Local: Engenhão (RJ)
Data/Hora: 12/8/2012 – 18h30
Árbitro: Marcio Chadas da Silva (RS)
Assistentes: Altemir Hausmann (RS) e Fábio Ferreira (TO)
Renda/ público: não disponíveis
Cartões amarelos: Obina 35’/1T (PAL)
Cartões vermelhos: – 

GOL: Jean 38’/2T (1-0)

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Wallace, Gum, Leandro Euzébio, Carlinhos; Edinho (Matheus Carvalho 31’/2T), Jean, Wágner (Diguinho 2T), Thiago Neves (Samuel 25’/2T), Rafael Sobis e Fred. Técnico: Abel Braga.

PALMEIRAS: Bruno; Artur (Betinho 41’/2T), Thiago Heleno, Maurício Ramos, Juninho, Henrique, Marcos Assunção, Patrik (João Vitor 29’/2T), Fernandinho, Obina (Mazinho 14’/2T) e Barcos. Técnico: Flávio Murtosa.

AVANTI PALESTRA!

Tem Jogo! Fluminense x Palestra – BR12 R16

Hoje o Post é só pra não passar em branco. 1º dia dos pais do Maluco tá mais que corrido…

Não vou arriscar a escalação, mas tem boas chances de, a não ser por João Vitor no Patrik, a escalação de quarta-feira ser repetida.

Palpite do Maluco, sempre otimista, é de 1×0, gol do Barcos. O mesmo palpite do Laurão.

AVANTI PALESTRA!

Botafogo 1 x 2 Palmeiras – BR12

E o Palpite do Maluco segue infalível: 2x 1 cravado, mas quis ser humilde e só dei 1 gol pro Barcone, e não 3 como ele fez, pra valer 2. Até quando a gente ganha o time é roubado… Mas, não tem jeito, bonde reunido aqui na sede do Blog, meia verde da sorte no pé, é ruim de perder, viu?

Felipão manja demais de bola. Sim, porque praguejei geral quando saiu a escalação: Daniel Carvalho no banco e Patrik de titular, Thiago Heleno no banco e Leandro Amaro em campo, não entendi nada. E não foi só, Daniel Carvalho no Obina e Betinho no Patrik me renderam mais 50 fios de cabelo branco. Mas, deu mais do que certo, então, o burro sou eu, exclamação! O bigode sabe das coisas, mesmo que às vezes não pareça muito.

E o Jefferson, goleiro do Botafogo, vai ter pesadelo com piratas hoje. Em uma semana, tomou 5 gols do Barcos, e ainda tem que agradecer e muito o bandeira que anulou absurdamente um golaço, digno de placa no Engenhão… Vai lá, Sampaio, dizer que a arbitragem só tem gente de boa-fé, vai… É impressionante o quanto joga o camisa 9, simplesmente monstruoso!

Se no ataque o Barcos resolveu, lá atrás Bruno não deu chance pro ataque botafoguense. Até a sorte jogou do lado do camisa 1 do Palestra, bola na trave aos 46 tá aí pra não me deixar mentir. Boa, Brunão! Segue o ritmo que eh nóis!

A vitória do Santos impediu que o Palmeiras saísse do Z4, mas é uma questão de tempo. Cadê o time horroroso agora, hein Neto, Quesada, Praetzel e demais línguas-podre da imprensa? Vão falar o quê, agora, seus merdas?

Não fossem os 8 pontos perdidos pro apito, isso só pra falar dos jogos contra Sport, Gremio, Cruzeiro e Bahia, estaríamos hoje na oitava posição, com 21 pontos, à frente do próprio Cruzeiro, que teria 20 ao invés de 23. É inadmissível que esse fato não seja considerado seja pela imprensa, seja pelos próprios torcedores.

Sim, o time tem que ser cobrado sempre, especialmente depois de jogos péssimos como o contra o Inter.

Mas dos 6 jogos que o Palmeiras fez no BR12 desde o caneco da Copa do Brasil – Bambis, Nautico, Bahia, Cruzeiro, Inter e Botafogo e mais a primeira perna da Copa Sulamericana também contra o Botafogo, o único jogo que o Verdão não mereceu a vitória foi o do último sábado contra o Colorado. Nos demais, ganhamos 3 e o que pesou nos outros 3 foi a falta de sorte no penalti perdido pelo chinelo chileno contra os Bambis, em que empatamos com 1 amenos, e fomos vergonhosamente prejudicados contra Cruzeiro e Bahia, em que os 3 pontos eram certos tivesse o Palmeiras chance de ter uma arbitragem séria nos seus jogos.

Por isso, palmeirense, é só uma questão de tempo. Estamos no caminho certo pra nos livrarmos do Z4 antes da virada do turno. Basta manter a consistência, bola no Barcos e muita sorte pra não sermos tungados pelo apito. Porque se for depender da diretoria, o apito vai continuar comendo solto os pontos do Verdão…

Alow, Thiago Leifert, será que o Léo Bianchi não quer perguntar pro Barcos se vai ter música no Fantástico? Afinal, 3 gols ele fez, ainda que só tenham valido 2. Será que ele vai pedir Chão de Giz? AHAHAHAHAHAHAH, pergunta lá…

O GOL ANULADO MAIS ROUBADO DA HISTÓRIA DO FUTEBOL:

OS LANCES:

A FICHA TÉCNICA:

BOTAFOGO 1 X 2 PALMEIRAS

Local: Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 8/8/2012, às 21h50 (de Brasília)
Renda/público: R$ 102.755,00 / 3.550 pagantes – 5.083 presentes
Árbitro: Francisco Carlos Nascimento (FIFA-AL)

Assistentes: Fábio Pereira (TO) e Antônio Guimarães Lugo (MS)
Gols: Barcos 14′ 1º/T (0-1), Andrezinho 12′ 2º/T (1-1), Barcos 27′ 2º/T (1-2) 
Cartões amarelos: Leandro Amaro (PAL)

BOTAFOGO: Jefferson; Lennon (Rafael Marques 32′ 2º/T), Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Márcio Azevedo (Lima 29′ 1º/T); Jadson, Renato, Fellype Gabriel (Fellype Gabriel 20′ 2º/T), Andrezinho e Seedorf; Elkeson. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

PALMEIRAS: Bruno; Artur, Maurício Ramos, Leandro Amaro e Juninho; Henrique, Marcos Assunção e Patrik (Betinho 38′ 2º/T); Fernandinho, Obina (Daniel Carvalho 17′ 2º/T) e Barcos. Técnico: Luiz Felipe Scolari

AVANTI PALESTRA!

Tem Jogo! Botafogo x Palmeiras – BR12 R15

E depois de milênios, o Tem Jogo! está de volta.

Os compromissos do Maluquinho como pai não param de crescer, quem sofre é o blog. Mas, vamos ao que interessa.

Logo mais, 21:50, no pasto do Engenhão,, o Palmeiras inicia o mini-campeonato carioca, que ainda terá Fluminense no final de semana lá no Rio e Flamengo no dia 15, aqui no adorável (só que não) estádio de Barueri.

Com a água já batendo muito mais que só na bunda, o Verdão corre atrás do prejuízo, seja ele das más arbitragens, dos desfalques ou da própria ruindade do time que vem jogando atualmente, cada vez mais evidente. Hoje voltam Daniel Carvalho e Thiago Heleno, e podemos esperara e exigir alguma melhora em relação ao futebol jogado no último sábado, contra o Inter. Outro reforço indiscutível, Márcio Araujo finalmente se contundiu – e quem disse que vaso ruim não quebra? João Vitor, suspenso, também não joga, assim como os ainda machucados Valdivia, Maikon Leite e Luan.

Com isso, devemos ter Bruno, Artur, Thiago Heleno, Mauricio Ramos e Juninho, Henrique, Assunção, Denoni (é o que eu queria, mas deve ir mesmo o Patrik) e Daniel Carvalho, Barcos e Mazinho.

O Botafogo vai a campo no Engenhão com Jefferson, Lennon, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Márcio Azevedo; Jadson, Renato, Seedorf e Andrezinho; Elkeson e Rafael Marques. Do time que perdeu aqui pro Palmeiras, só entra o Seedorf. Só…

Jogo nada fácil, que vai ser apitado pelo árbitro alagoano Francisco Carlos Nascimento, que apitou Palmeiras 3×1 Figueirense neste Brasileirão. Mesmo assim, o Palpite do Maluco é de 2×1 Palestra, gols de Barcos e Artur.

AVANTI PALESTRA! 

%d blogueiros gostam disto: