Palmeiras 1×1 Cruzeiro – BR2011

A grande diferença entre um time que luta pra ser campeão e outro que vai ser apenas coadjuvante na competição é a forma como aproveita as oportunidades que aparecem.

Tome-se por exemplo o jogo de hoje. O Cruzeiro, no papel, é muito mais time que o Palmeiras. Porém, veio jogar com vários desfalques, o que era uma verdadeira oportunidade pro Verdão.

Enquanto o jogo seguia 0x0, Vasco, Flamengo e os Gambás iam perdendo seus confrontos, e a vitória serviria de reabilitação absoluta do Verdão na briga pelo título. Eis que vem o gol do Verdão e estávamos pulando pra 1 ponto da zona da Liberta e 5 da liderança. 40 do segundo rempo, empate do Cruzeiro na única bola que foi ao gol de Marcos. Um castigo, que poderia ter sido compensado pelo penalti marcado a favor do Palmeiras aos 46 do segundo tempo, a maior oportunidade que o Palmeiras teve na competição até então.

Mas o penalti foi batido por Marcos Assunção mal e porcamente, fraco, no meio do gol e rasteiro. Resultado: dois pontos “ganhos” jogados no lixo e a mais absoluta certeza de que será mais um ano pro palmeirense ver o time passar em branco.

E o que mais dizer? Uma análise mais detalhista permite observar que o time não tem qualquer padrão tático, não existe uma jogada ensaiada e vive dependendo das bolas paradas assim como um aleijado precisa de muletas. Há quem ache o Assunção um dos grandes nomes do elenco. Eu não me engano. É a pior contratação do Palmeiras dos últimos 50 anos. Ah, mas ele bate falta… Desculpem novamente, quem batia falta era o Arce. A maioria das faltas que o Assunção bate vão pra fora ou não resultam em qualquer lance de perigo. Escanteios na cabeça do zagueiro no primeiro pau são sua especialidade. Além disso, a idade já não permite que ele jogue com a disposição que um segundo volante tem que ter, criando um buraco enorme pro time adversário criar as jogadas e dominar o jogo.

E, pra completar, quando ele faz algum gol, já não serve pra porra nenhuma, como foi o caso dos jogos contra o Botafogo e com o Vasco. É verdade que ele deu os dois passes pros gols contra a Gambazada, mas é se conformar com muito pouco achar que isso basta pro cara vestir a camisa do Palmeiras, ainda mais como capitão.

O penalti perdido hoje foi cobrado com a displicência e falta de compromisso que só se vê nos derrotados. Só vou sossegar de novo a hora que esse incompetente passe a honrar a camisa do Palmeiras, ainda mais quanto estiver com a braçadeira de capitão. Ou que vá embora.

Até dá pra entender o Felipão começar o jogo com o Vinícius, mas não tê-lo substituído antes pelo Ricardo Bueno e, pior ainda, ter tentado segurar o resultado com o Joao Victor, mereceram o castigo no fim. Time que joga pequeno, termina com resultado de time pequeno. Simples. Felipão até que teve uma boa resposta na coletiva. Disse que se o penalti, que foi sofrido pelo Joao Victor, tivesse sido convertido, iam dizer que a substituição tinha sido crucial pro resultado. Desculpe, Bigode, mas não dá pra concordar. Quem não arrisca no futebol de hoje só se fode. E foi isso que aconteceu com o Palmeiras hoje. 1×0 é um placar péssimo. Uma vacilada e vão dois pontos pro saco. Foi exatamente o que aconteceu hoje. Agora, Bigode, imagina se tá 2×0???? O gol do Montillo não ia mudar em nada, certo??? Então, chega de vacilo, Bigode! Dois jogos seguidos que o Palmeiras se fode por causa de excesso de volantes no time. Não precisa ser nenhum gênio pra perceber isso. Põe esse time pra frente, porra!

Uma última coisa. O Marcos falhou. A bola do gol do Cruzeiro passou por baixo dele. Não pode…

E chega de falar desse jogo de merda. Já estou mais preocupado com o planejamento pra 2012. Porque esse ano já foi pro saco.

OS GOLS E A PIPOCADA DO ASSUNÇÃO:

A FICHA TÉCNICA:

PALMEIRAS X CRUZEIRO

Estádio: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data/hora: 4/9/2011 – 16h
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Auxiliares: Altemir Hausmann (RS) e Kleber Lucio Gil (SC)

Renda/público: 13.345 pagantes / R$ 313.327
Cartão amarelo: Gabriel Silva, Maurício Ramos (PAL); Gabriel Araújo, Gilberto, Montillo, Leandro Guerreiro, Marquinhos Paraná (CRU).
Cartão vermelho: –
Gols: Luan, 23’/2ºT (1-0); Montillo, 39’/2ºT (1-1)

PALMEIRAS: Marcos, Cicinho, Henrique, Maurício Ramos e Gabriel Silva; Márcio Araújo, Marcos Assunção e Patrik (Tinga, 17’/2ºT); Luan, Vinícius (João Vitor, 36’/2ºT) e Fernandão (Ricardo Bueno, 24’/2ºT). Técnico: Felipão.

CRUZEIRO: Rafael; Marquinhos Paraná, Naldo, Léo e Gabriel Araújo (Sebá, 24’/2ºT); Leandro Guerreiro, Charles, Roger (Keirrison, 15’/2ºT), Gilberto e Montillo; Anselmo Ramon (Bobô, 38’/2ºT). Técnico: Emerson Ávila.

O BONDE:

Este slideshow necessita de JavaScript.

AVANTI PALESTRA!

    

Publicado em 04/09/2011, em Geral, Palmeiras em Campo e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. 4 Comentários.

  1. Otavio Moura

    como diz o Sargento Xavier “OSSO”. se nesse ano ja ta assim quero ver o planejamento nao eh nem para 2012 mas sim para 2013, ano da inauguração da Arena Palestra, e ano que teremos a obrigação de garantir vaga na libertadores para o ano do centenario em 2014.

    quero so ver

  2. È Maluquinho a coisa tá feia.Vc tem esperança em 2012 ????? Eu infelizmente acho que vai continuar a mesma coisa.

    • Acho que o negócio é esse mesmo. Manda embora Assunção, Valdivia, Kleber, e investe na base pro ano que vem. Em 2013, é nóis.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: