Quando o Santo parar

Esta semana que passou, muito se falou sobre a aposentadoria de Ronaldo.

Em meio a toda essa falação, Marcos foi entrevistado e disse que será muito triste pra ele parar de jogar, o que está previsto para este dezembro.

Triste será pra gente.

O dia que Marcos parar, vou gostar menos de futebol. Uma parte de mim vai parar junto dele. Pelo menos até o dia em que um novo Santo surja, se é que isso é possivel.

Que chegue do Lençoense “permutado” por 12 pares de chuteiras.

Que venha vestir nossa camisa por mais de 500 vezes, por 18 anos seguidos sem nunca ter pisado profissionalmente em um gramado que não fosse com o escudo do Palmeiras no peito ou para servir a seleção.

Como forma até mesmo de uma terapia, de tempos em tempos, irei postar aqui com esse mesmo título, pra relembrar um dos feitos milagrosos deste que é o melhor goleiro do mundo de todos os tempos, e um dos melhores que já jogou pelo Palmeiras… Eis o primeiro:

Quando o Santo parar, não se verá mais um dia como 12 de maio de 2009.

O Palmeiras já tinha sido considerado eliminado da Libertadores 2009 antes mesmo do término do primeiro turno da fase de grupos. Uma campanha ruim dava a impressão, pros incrédulos da imprensa, que o Palmeiras não passaria nem da primeira fase do torneio, o que seria uma vergonha inaceitável pra gente. E a recuperação do Palmeiras se iniciou contra o Xpouti, na Ilha do Retiro, com vitória verde. Faltava uma vitória e lá foi o Palmeiras pro Chile pegar o Colo-Colo, time em que o Mago jogou. Vitória que saiu nos minutos finais, dos pés de Cleiton Xavier, do meio da rua… (essa historia é prum outro dia, e vale um post exclusivo).

E lá vinha de novo o Xpouti no nosso caminho, pelas Oitavas de Finais da Liberta. No primeiro jogo, 1×0 pro Palmeiras (jogando com um a mais), gol de Ortigoza, em jogada de bola parada. No jogo da volta, o Palmeiras jogava pelo empate.

Chega o dia do grande jogo, o Palmeiras com chance de retribuir a eliminação pro Xpouti na Copa do Brasil de 2008. Ao invés de jogar bola como vinha fazendo, o Palmeiras se retraiu demais e deu chance pro Xpouti atacar e chegar na cara do  gol uma, duas, três vezes, isso só nos primeiros minutos de jogo.

Mas o Santo estava inspirado. Um milagre atrás do outro. Pegou pelo menos seis bolas impossíveis. Só uma, indefensável, passou. Iriamos ter penaltis. Marcos chamou o grupo antes das cobranças e disse: Agora é comigo. E foi mesmo.

Das 4 cobranças dos pernambucanos, o Santo catou 3, antes de correr pra bandeira de escanteio ao lado direito de seu gol, onde se encontrava a eufórica torcida palmeirense que acabara de testemunhar mais uma obra miraculosa do Santo.

A cena de São Marcos em frente à massa alvi-verde, joelhos ao chão e mãos para o Céu, foi eternizada nas revistas e jornais, assim como na perna do palestrino Estevam Kikuchi (arte e foto de @GeanTattoo):

E as imagens editadas com maestria pelo @gabrielsantoro eternizam, no youtube, mais esse momento mágico que o Santo deu pra torciada palmeirense:

Momento que dificilmente veremos outra vez, quando o Santo parar!

AVANTI SÃO MARCOS!

 

 

 

 

 

Publicado em 20/02/2011, em Quando o Santo Parar e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. Rubens Bambini Junior

    Maluco, esse vídeo me fez chorar…vida longa a São Marcos di palestra Itália, forza verdão!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: