Portuguesa 0x2 Palmeiras – Rodada 5 – Paulistão 2011

Em um jogo difícil, uma vitória maiúscula.

Desde o Palmeiras de Jorginho, em 2009, não víamos 4 vitórias seguidas. Sinais claros de novos e bons ares. O desacreditado Palmeiras do início do campeonato (né, Casagrande?), vai constituindo uma campanha regular e acima de todas as expectativas, até das nossas próprias.

O lado esquerdo da defesa continua sendo o calcanhar de Aquiles. Conivaldo e Caramujo continuam sem nenhuma condição de atuar com nosso manto. Mesmo assim, a estréia de Thiago Heleno foi boa, embora se tenha a consciência de que a dupla com Maurício Ramos forma uma zaga lenta. Nada que a volta de Gabriel Silva e a saída do Conivaldo e do Caramujo do time não resolvam.

Felipão manteve o 4-3-3 dos últimos 03 jogos, na minha opinião de forma equivocada, já que o Telmário jogando aberto – porque o Bigode, acertadamente, põe o Kléber de centro-avante – não funciona. Talvez fosse melhor já começar com o Patrik, com o Max ou com o MJ, que entraram no segundo tempo e acertaram o time.

Foi um jogo duro, em especial pra quem esperava uma Lusa fraca pela ausência de 8 titulares. O primeiro tempo, sem gols e sem grandes emoções, foi prova disso. Ora o Palmeiras dominava, ora a Lusa, mas sem muito perigo.

No segundo tempo, Felipão voltou com Patrik no lugar do inoperante Telmário, que já está merecendo o banco de reservas (não que alguma vez tenha merecido ser titular). Especialmente se forem consideradas as boas estreias de Max Pardalzinho e MJ. O primeiro foi a campo no lugar do @luansantanaevc, enquanto que o Rei do Pop entrou pra jogar meio fora de posição, no lugar do TInga.

E o gol custou a sair. Aos 36, Caramujo rolou da intermediária pro Gladiador dominar saindo da área e rolar na direita pro Cicinho pegar de primeira, de fora da área, bola cruzada e cheia de efeito, sem nenhuma chance pro goleiro Weverton. Um golaço, com direito a comemoração de torcedor. É Vitor, sua batata tá assando…

O Palmeiras soube conter as investidas da Lusa na busca pelo empate e, aos 46 fechou o caixão. Bola em profundidade para o estreante MJ (o Rei do Pop), que passou pelo meio de dois marcadores e rolou pro Gladiador no meio da área. Entre três marcadores da Lusa, Kléber girou de direita e, com a esquerda, deu números finais ao jogo. Resultado importante, que mantém o Palmeiras na cola das sardinhas, com mesmo número de pontos e 02 gols a menos de saldo.

Destaque pras boas estréias de Thiago Heleno, MJ e Max Santos. No primeiro lance do Pardalzinho, já limpou dois zagueiros da Lusa e ficou na cara do gol, mas finalizou em cima do marcador. Rápido e habilidoso, será muito útil para os jogo em que o Palmeiras tiver que puxar contra-ataques.

O Rei do Pop mostrou que, se continuar jogando assim, merece muito ser titular. É o que deve acontecer no próximo jogo, já que o Gladiador tomou o terceiro amarelo e não enfrenta o Mirassol.

E o Thiago Heleno, assim como o M. Ramos, foram seguros, embora o ataque da Lusa não oferecesse muito perigo, a não ser pelo bom camisa 11 da Lusa, Henrique, jogador diferenciado formado nas categorias de base da Portuguesa.

Marcos teve novamente uma atuação esplêndida, digna de um Santo, assim como o Gladiador, que apanhou novamente feito louco e foi um dos melhores em campo. Jogaram como a gente espera que eles joguem sempre.

Se ainda é cedo pra fazer alguma projeção otimista, o Palmeiras vai construindo uma campanha excelente e sem poder contar com seus principais jogadores. O time titular deve ser Marcos, Cicinho, Mauricio Ramos, Thiago Heleno e Gabriel Silva, Chico, Assunção (João Vitor), Tinga (Max Santos) e Valdívia, Kléber e MJ (Luan). E ainda tem gente pra chegar, especialmente se confirmadas as saídas de Lincoln e Danilo. É um time que pode ser muito versátil, em especial se o Felipão continuar acertando a mão nas substituições.

Enfim, as coisas vão bem. Como há muito tempo não se via. Tão bem que, desde a criação deste Blog, é a primeira vez que o Palpite do Maluquinho foi na mosca! Só errei quem fez os gols, mas aí cês já tão querendo demais…

Domingo que vem, teremos a chance de afastar de vez as nuvens negras do Palestra e afundar geral os Gambás toliminados da PréLibertadores. Daí não quero mais nada. Só um cafezinho!

Os gols do jogo, do youtube (imagens SporTV):

A ficha técnica, chupinzada do 3VV, como sempre! =)

FICHA TÉCNICA:
PORTUGUESA 0 X 2 PALMEIRAS

Estádio: Canindé, São Paulo (SP)
Data/hora: 30/01/2011 – 17h (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus
Auxiliares: Márcio Jacob e Luis Alexandre Nilsen
Renda/público: R$ 224.520,00 / 9.304 pagantes
Cartões amarelos: Preto Costa, Domingos (POR); Kléber, João Vítor (PAL)
GOLS: Cicinho, 36’/2ºT (0-1); Kléber, 45’/2ºT (0-2)

PORTUGUESA: Wéverton, Paulo Sérgio (Rafael Silva, 24’/2ºT), Domingos, Preto Costa e Marcelo Cordeio;
Ferdinando, Ademir Sopa, Guilherme e Henrique (Dinei, 37’/2ºT); Héverton e Luis Ricardo. Técnico: Sérgio Guedes.

PALMEIRAS: Marcos, Cicinho, Mauricio Ramos, Leandro Amaro e Rivaldo; Márcio Araújo, João Vítor, Tinga (Adriano, 28’/2ºT); Luan (Max Santos, 10’/2ºT), Kléber e Dinei (Patrik, intervalo). Técnico: Luiz Felipe Scolari.

AVANTI PALESTRA!

Publicado em 30/01/2011, em Palmeiras em Campo e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: