Alguns números sobre torcida

Pra quem possa interessar…

Outro dia li que em 2010, o Palmeiras vendeu 1.027 milhões de camisas oficiais, contra 1.038 milhões da gambazada, no ano do seu centenada. Matéria da revista VEJA.

Esta semana, foi publicado que na venda de produtos licenciados, a miniatura do goleiro Marcos representa 47% de todas as vendas no Brasil, seguido de Valdivia (25%) e Kléber (16%). O boneco do Gordo representa míseros 2% das vendas. E o do mano do meião, 1%. Matéria do GLOBOESPORTE.COM.

Com 22 milhões de acessos em 2010, o site oficial do Palmeiras é o segundo mais acessado no Brasil. Dados comentados pelo AnyThing Palmeiras.

Alguns dados mais antigos, mas não menos válidos, também interessam…

Ranking – venda de camisas em 2009 – média mensal:

Fonte: Jornal Valor Econômico e site do globo.com

1° Flamengo: 92.022

2° Corinthians: 87.174

3° Palmeiras: 73.905

4° São Paulo: 70.716

5° Vasco: 63.617

Ranking – comercialização de Pay-per-view em 2009:

Fonte: Globosat / Ibope / Datafolha http://www.futebolfinance.com/vendas-de-pa…bes-brasileiros

1° Flamengo: 12,6%

2° Corinthians: 11,8%

3° Palmeiras: 8,9%

4° São Paulo: 8,0%

5° Internacional: 8,0%

Ranking – material esportivo Adidas mais vendidos no mundo – maio/2010:

Fonte: O Estado de SP

1° Real

2° Milan

3° Chelsea

4° Bayern

5° Palmeiras

Posso continuar a citar outros dados, que mostram que às vezes, pesquisas sobre torcidas não são coerentes. Mas, se preferirem ler apenas o resultado final da pesquisa do DataFoda-se, por exemplo, então posso parar por aqui.

Não adianta perguntar pra qual time que o cara torce e pronto. Para que se possa ter uma verdadeira dimensão do papel da torcida para cada time, tem que se avaliar a quantidade de torcedores sim, mas também de que forma esse torcedor contribui ao clube. Daí porque critérios como a avaliação da compra de produtos licenciados e/ou oficiais, pay-per-view, arrecadação com bilheteria, etc, pode dar uma dimensão mais precisa sobre a diferença entre torcedor e simpatizante, que é o tal do grau de interesse.

A explicação, sempre precisa, sobre a influência que o grau de interesse deveria ter no resultado das pesquisas é do Vicente Criscio, no 3VV, e a conclusão que se chega na brilhante análise é que quantidade não corresponde a qualidade. Exemplo disso é que, segundo os dados da pesquisa, dos 34 milhões de urubus no Brasil, mais de 8 milhões não tem nenhum interesse por futebol e, logo, raramente compram camisas, vão aos jogos, etc e, portanto, não geram receita para o clube.

Outra coisa importante. A bilheteria não é a maior receita dos clubes. Faça as contas: 1 milhão de camisas vendidas significa R$ 150.000.000,00 de receita. Pro clube sobram 10 milhões, se for considerado que o fornecedor de material esportivo leva a maior fatia.

Um público médio de 10.000 pessoas a um ingresso médio de R$ 25,00 significa um faturamento médio de R$ 250.000,00 por jogo. Ou 100.000, abatidos os gastos com a realização da partida, em especial pros times que por estarem sem casa (momentaneamente ou desde sempre), alugam o Pacaembu. Se o clube mandar 40 partidas por ano, fatura 4 milhões de bilheteria. Se forem 20.000 a cada jogo, ainda assim a receita com venda de camisas seria maior. Isso sem falar em venda de produtos licenciados, patrocínio ou cotas de TV, outras fatias gordas do orçamento dos clubes.

E um último dado, que pode parecer surpresa para alguns: a média de público nos estádios depende necessariamente da qualidade do time em campo. Em 2008, que o Palmeiras havia sido campeão paulista e disputou o título até a reta final do Brasileirão, a média de público foi de 16 mil pagantes. Em 2009, em que o Palmeiras disputou o título e liderou por metade do Brasileiro, a média foi de 19 mil. Já em 2010, em que o time se situou no meio da tabela, sem chances de título, e que o estádio fechou e os jogos passaram a ser mandados ora no Pacaembu, ora em Barueri, a média foi de 10 mil. Ou seja, menos gente no campo não significa que a torcida está diminuindo. Significa que a torcida está indo menos no jogo, seja porque o time vai mal, porque o estádio fica a 30 kms do Centro da cidade e está marcado pras 22hs, ou por qualquer outra razão.

Esse raciocínio vale pra qualquer time. A média dos Gambás em 2009 (décimo colocado) foi de 20 mil. No ano passado, em que a gambazada deixou passar o Brasileiro mais roubado de todos os tempos e disputou o título até a última rodada, a média foi de 27 mil. Sinal que a torcida aumentou? Obviamente que não.

Todo time tem torcedor que só vai no jogo quando o time está bem. E tem os que bem ou mal, estão lá todos os jogos. Assim como os zé poltrona, que pisam no estádio, quando muito, só em clássico e final. A frequência com que cada um desses tipos de torcedor comparece no estádio não pode ser sinal de que a torcida aumentou ou diminuiu, que a torcida envelheceu, ou qualquer bobagem dessas que falam por aí.

Concluindo, minha opinião é de que mais torcida no estádio não quer dizer, necessariamente, uma melhor torcida. Já o nível de fanatismo e de comprometimento do torcedor com o clube, seja no estádio, na loja do clube ou na poltrona de casa, isso sim faz a diferença.

Por isso que o Palmeiras é a terceira maior TORCIDA do Brasil, mesmo com as pesquisas indicando que os Bambis tem mais SIMPATIZANTES.

Sintam-se à vontade para discordar. A maioria desses dados já estavam disponíveis há tempos e essas considerações já foram feitas, com muito mais propriedade, por todos os sites da mídia palestrina.

Mas, nunca é demais relembrar…

AVANTI PALESTRA!

Publicado em 29/01/2011, em Geral, Torcida e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. Rubens Bambini Junior

    Boa Maluquinho, teu lugar NO MÍNIMO, é dirigindo o marketing do Verdão. Parabéns pela análise!

    • Maluquinho

      Heheheh! Eu aceito o cargo, mas a análise não é minha não, é do Vicente Criscio, do 3VV. Sabe como é, fui ser advogado porque odeio matemática!

  1. Pingback: REC – Reportagem Esporte Clube » Blog Archive » Palmeirense, quem é você?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: