Saiba Mais: Deportes Tolima

Tem coluna nova no Maluco pelo Palmeiras: é a Saiba Mais. Espaço destinado a falar um pouco mais sobre o mundo do futebol sem ser do Palmeiras, especialmente sobre esses times “ilustres desconhecidos” que aparecem todos os anos na Libertadores, na Sulamericana e na Copa do Brasil.

E quem melhor pra começar o Saiba Mais que o Tolima, nosso inquilino na Academia de Futebol esta semana e que está no Brasil para disputar a Pré-Libertadores, pra jogar não-lembro-com-quem? Juro que a escolha foi “aleatória”…

Pra ajudar os gordinhos preguiçosos da imprensa, que nada sabem sobre o escrete colombiano, trago aqui a história e curiosidades deste que, nos 10 dias que seguirão, desempenhará tão importante papel na história do futebol sulamericano, assumindo dever que já coube ao Palmeiras, ao Flamengo, ao River Plate…

De acordo com o Wikipedia, o Corporación Club Derportes Tolima foi fundado no ano de 1954, pelo Sr. Manuel Rubio Chávez, o famoso “Manuelito”, o primeiro presidente do clube, que deu ao argentino Juan Barbieri $ 10.000 para que voltasse a Argentina e contratasse alguns jogadores. Depois de algum tempo, o Barbieri voltou da Argentina com Jorge Ariel Gandulfo, Oscar Enrique Ferrari, José Oscar Jamardo, Enrique Laino e Carlos Robelle, os primeiros atletas do Deportes Tolima.

A eles se juntaram Raúl Sánchez, Tomas Esquivel, Efrain “caraña” González, Jairo Galvis, Marcos Coll, Emilio “milo” Alzate, William Bautista, Héctor Inocencio Pérez, de Manizalez, Santiago Rivas del Cali e Casimiro Avalos.

Nos primeiros jogos o Tolima vestiu a camisa do Racing e da seleção argentina, trazidas pelo Barbieri para o clube, antes de passar a usar as cores vinho e dourado que até hoje bordam a camisa e que rendeu ao clube o apelido de “el Vinotinto y Oro”

Vejam só que coisa! O Tolima tem estádio desde a sua Fundação, assim como o São Caetano, o Juventus da Móoca e o São Raimundo do Amazonas. Trata-se do “Manuel Murillo Toro”, batizado em homenagem ao escritor e político colombiano que presidiu o país no século XIX.

O time de Ibagué só foi campeão colombiano uma única vez, em 2003, em cima do nosso velho conhecido e freguês, o Deportivo Cali. Foi vice-campeão por 05 oportunidades, em 1957, 1981, 1982, 2006 e 2010, lembrando que, pra quem não sabe, desde 2002 o Colombiano é disputado no modelo abertura/fechamento (apertura/finalización), como o campeonato Argentino.

Fui procurar saber quem desembarcou aqui na Academia hoje pra treinar pro jogo da pré-Libertadores e descobri que os caras o camisa 10 que jogou desde 2000 no clube, e era o kid Bengala dos caras, fazia vários gols de falta, o Rodrigo Marangoni, foi vendido no final do ano passado e não joga a pré-Libertadores.

Gustavo Bolivar, lateral, também é bom cobrador de faltas. Wilder Medina é o homem-gol dos colombianos.

E na defesa? Bom, na defesa tem esse fera aê, o John Freddy Hurtado:

Acho que vai dar pro gasto, não?

Acabei de ver a chamada do jogo do Tolima na Tv, não estava prestando muita atenção, mas juro que eu ouvi “o Tolima é Brasil nesta quarta-feira”… Por que tão falando isso? O Tolima joga com quem mesmo?

Boa sorte pros colombianos e que os ares da Academia rendam ao Tolima um fiel freguês…

No próximo Saiba Mais, Comercial do Piaui, o adversário do Palmeiras  na Primeira Fase da Copa do Brasil.

AVANTI PALESTRA!

Publicado em 25/01/2011, em Saiba Mais e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: