Arquivo diário: 21/01/2011

Geração Winning Eleven, por Forza Palestra

Dia desses tava lendo num site por aí que as “torcidas” brasileiras do Arsenal e do Manchester estavam batendo boca pelo twitter.

Não dei muita bola até que me deparei com o texto, pra variar sensacional, do Forza Palestra. Entitulado “Geração Winning Eleven”, o texto expunha com a clareza e coerência sempre encontradas no Forza o quanto é inconcebível o sujeito torcer prum time que não o do seu país.

Exceção feita, na minha opinião e creio que o texto deixa isso muito claro, aos que imigraram e nunca deixaram de amar o time da terra natal e aqueles que, como Kristian Bengtson, do AnyThing Palmeiras, chegaram num novo país e imediatamente se apaixonaram por um time local, com tamanha força, como se tivessem nascido torcendo pra ele.

E o tema gerou muita polêmica, como se poderá ver lá no site do Forza. Os “hooligans do Playstation” apareceram pra se defender e pra tripudiar com a gente, o torcedor que vai no estádio, que carrega o piano pro time o ano todo, debaixo de chuva, sol e futebol medíocre.

Foi aliás debaixo de um puta sol, lá no BuinBom que eu conheci o Barneschi do Forza, que também esteve lá no Pacaembu pra ver a lamentável estréia do Palmeiras em 2011. E, uma única certeza: final de semana que vem eu vou estar lá, assim como ele, pra carregar o piano do time medíocre mais uma vez…

Lendo o texto e avaliando os argumentos de cada parte, me lembrei que, em 2008, me emocionei quando o Palmeiras foi jogar a Copa do Brasil na cidade de Caruaru, contra o Central. O post do 3VV da época, que reproduziu o texto do assessor de imprensa do Verdão Fabio Finelli, O Dia em que o Palmeiras parou Caruaru, dá uma dimensão do que foi aquele momento na vida daquelas pessoas que, pela primeira vez na vida, iam assistir seu time do coração jogar. A cidade literalmente parou, e teve palmeirense como o Paulino, mencionado no texto do Finelli, que deixou de comer no dia pra poder pagar o ingresso e assistir o Palmeiras em campo. Muito, mas muito diferente do que acompanhar o time do Playstation na tv à cabo… Aliás, é só perguntar ao Paulino o que ele prefere: o vitorioso Arsenal do futebol europeu na Tv ou o Palmeiras, mesmo que uma única vez em toda sua vida, ao vivo?

A seguir o link do ótimo texto do Forza Palestra, que eu pedi (e recebi) licença pra postar aqui: Geração Winning Eleven.

Leiam e tirem suas conclusões!

AVANTI PALESTRA!

PorcoNews n. 17

Sexta-fira, galera! É dia de PorcoNews, o primeiro sob a nova administração Mustaf…, digo, Tironista. Vamos ao que foi notícia no Palestra nesta semana tão recheada de assuntos.

ELEIÇÕES

Já comentamos aqui sobre a vitória esmagadora da oposição na noite da última quarta-feira, bem como sobre o episódio em que o infeliz fotográfo gambá fez jus ao famoso “perde o amigo mas não perde a piada”.

Meus brothers Gé, Saleta e Marquinhos e a sister Nelinha, fizeram parte do protesto pacífico da Mancha no portão da Academia durante as eleições. Infelizmente eu não consegui ir, mas fui muito bem representado. Ainda estou esperando as fotos deles com as caras pintadas e cantando “asiloooo, asiloooo, asiloooo, Palmeiras é um asiloooo!”AHAHAHAH. A pegada da torcida foi surreal:

Quem quiser entender melhor o processo eleitoral da última quarta-feira e o porque do vareio que o Tirone deu na situação, é leitura obrigatória o post do 3VV de ontem.

O mesmo vale para o episódio do jumento do gambá fotógrafo, que o 3VV pormenorizou no Drops de hoje.  E pra quem quiser aceitar as desculpas do fotográfo gambazão, o globoesporte.com publicou uma matéria, mas como eu não desculpo o mané, não tem o link!

PRIMEIROS PASSOS DA NOVA ADMINISTRAÇÃO

Tirone e Frizzo foram conhecer formalmente o elenco, na qualidade de chefes, hoje à tarde, na Academia de Futebol. Segundo o Finelli, assessor de imprensa do Palestra, o encontro foi bastante descontraído. O site oficial cobriu a apresentação e a entrevista dada por Frizzo hoje à tarde.

E já disseram por aí que o primeiro projeto de Tirone a ser posto em prática será mudar a data das próximas eleições para outubro de 2012, o que é ótimo. Será que o espírito do Tirone pai já está roendo as cordas da cruzeta nas mãos do Sapão? Tomara…

… Mas, o Kid Picanha já começa a vociferar e diz que não vai tolerar desvios por parte do Presidente quanto à proposta de administração do grupo político. É o que explica o 3VV no drops de hoje. E agora, o que será que vai rolar, hein?

FELIPÃO

Vitória pra dar alívio. Foi assim que o Bigode definiu a vitória de ontem, por 4×1, sobre o Ituano. Afinal, já se iam 02 meses sem que o Palmeiras conseguisse um resultado positivo. O áudio e a matéria são do site oficial.

MAX SANTOS?

O Pardalzinho chegou. E mudaram o nome do cara pra Max Santos????? PERAÍ!!!!! PAREM AS MÁQUINAS! O Telmááááááááááário pode chamar Din… e o Alex Sandro pode chamar Cicin… e o Max Pardalzinho tem que chamar Max Santos?? Que lógica é essa, diretoria? PUTAQUEOPARIU!!!!

Eu já aderi à campanha “Telmário Eterno”, do @porcopedia. Já até pensei em alguns cantos pro craque da camisa 29. Eô, eô, o Telmário é um terror! Olele, Olala, o Telmário vem aí, e o bicho vai pegar! Sai, sai da frente, sai que o Telmário é chapa quente! OOOOOOOOOOOOO, Telmário melhor que Etoo! E, se ele jogar de volante, podemos até mandar um Telmááááááááário, Guerreiroooo!

O Camisa 2 também não fica atrás: A-LEX-SANDRO! A-LEX-SANDRO!

Agora, o Pardalzinho, deixa o cara em paz, diretoria!

ALEX SANDRO

Por falar no camisa 2, sua estréia ontem foi muuuito boa, jogou mais que o Vitor jogou desde que chegou o ano passado até hoje. E na entrevista de hoje, o Alex Sandro falou que tremeu geral quando ouviu seu nome na preleção (Felipão decidiu por ele na direita na última hora), mas depois saiu emocionado pela torcida ter gritado seu nome. Disse que nunca tinha jogado em time grande e que não sabia que era assim. E terminou dizendo que, por ele, encerra a carreira aqui. Matéria do GambáNet!

Legal, também gostei muito da atuação do Alex Sandro. Só precisa avisar o maluco que, do mesmo jeito que a torcida apoia, a torcida cobra! Do mesmo jeito que grita o nome, xinga sem dó! Mas, pelo jeito, a camisa não vai pesar mesmo no #2. Se for ponta-firme, vai ficar isento das cobranças. Duas assistências contra os Gambás e será ídolo eterno. Desde que, é claro, mude esse nome…

BELLUZZO ABRE O JOGO

É o título da chamada da entrevista que o ex-presidente concedeu ao Gambá!Net. A conversa foi realmente franca. Mas o jornaleco é feladaputa mesmo. Se liga na musica de velório que puseram entre cada tema da entrevista. #taquepariu, hein Lance!? Detalhe, o conselheiro da “festa junina” que o Belluzzo menciona, foi eleito para o COF. Parabéns, conselheiros!

Eu não fiquei só decepcionado com a gestão Belluzzo, mas particularmente muito chateado por ele. Merecia terminar o mandato de outra forma. Fez muita coisa errada é verdade. Mas fez muitas certas que, mesmo assim, deram errado. Pena! Que o Tirone tenha a sorte (e também a competência) que faltou ao Prof. Belluzzo. E muito cuidado com esse palavrão chamado pacificação…

Por hoje é só! Amanhã é ensaio da Mancha e domingão vou acompanhar o Palestra contra o Itapólis pela TV com o Laurão, o maior corneteiro da torcida do verdão, presidente benemérito e fundador da Turma do Amendoim! As orelhas vão arder…

AVANTI PALESTRA!

%d blogueiros gostam disto: