Arquivo diário: 18/01/2011

O Dia D

Chegou o dia. 19 de janeiro de 2011. Acaba o mandato de Luiz Gonzaga Belluzzo e se inicia uma nova etapa no Palmeiras. Ao menos é o que se espera.

Quem quer que vença a eleição poderá promover significativas mudanças na estrutura do clube, para bem ou para mal. Ou não.

Tive a honra de participar da bancada do Famiglia Palestra TV que entrevistou Arnaldo Tirone e prestei muita atenção nas entrevistas de Palaia e Nobre.

O candidato Tirone foi o primeiro a aceitar o convite do Famiglia e foi tentar de alguma maneira desvencilhar sua imagem da figura sombria do Sapo Boi. Na minha opinião, não conseguiu, além de ter sido um tanto evasivo em respostas de questões significativas.

O fato de ter o apoio de três ex-presidentes poderia até ser visto como um fator positivo, mas acho que não é. Como será presidir uma entidade e ao mesmo tempo ter que responder à pressões de três ex-caciques e que são tão distintos entre si? Me parece que o governo Tirone se assemelhará a uma caravela com o leme quebrado, na qual será impossível corrigir percursos ou mesmo sair do lugar.

O que dizer do Palaia? Sócio do Palmeiras há 60 anos, Palaia é uma lenda do Palmeiras. Já exerceu toda espécie de cargo no clube e, podem me xingar ou não, Palaia é disparado o mais carismático dos pleiteantes. Mas, pára por aí. Ele é um carro desgovernado, é imprevisivel como transcorreria um governo do Presidente Palaia. Os três meses em que foi o presidente interino do clube, já pudemos ter uma perspectiva do que poderia vir. Porém, como todos sabem, Palaia não tem nenhuma chance de ganhar e, dizem, pode até desistir amanhã, minutos antes do início da eleição. É bem provável, aliás que, mesmo sem chances de ganhar, dependendo do que fizer amanhã, decidirá a eleição. Acho que era isso que ele queria…

E o Paulo Nobre? Convenientemente, sua entrevista no Famiglia foi a última, a mais esperada e… Eu me decepcionei, e muito! É indiscutível que Nobre é o melhor dos três candidatos. Mas seu discurso de “eu era da arquibancada mas agora sou dirigente” a mim não convenceu.

Quem prestou atenção no plano de governo do Nobre, viu que ele não pretende realizar eleições diretas no Palmeiras. Seu plano é de que o COF defina os candidatos que posteriormente serão votados pelos sócios. É a tal da democracia controlada, a falsa democracia… Lamentável.

Outra coisa que achei péssima foi a pretensão do Nobre em se reaproximar da Traffic, que tanto prejudicou o Palmeiras nestes últimos 03 anos, vendendo os bons jogadores do elenco depois de 06 meses de clube e eternizando as porcarias como Capichaba, Marquinhos etc. A Traffic não quer o bem do Palmeiras, Paulo Nobre!

Sem falar que, eleito o Nobre, não estranhem a presença significativa na futura gestão da antiga diretoria de futebol recentemente destituída… Fico com uma sensação de quem vem por aí mais do mesmo.

Depois do Belluzzo, não acredito mais em salvador da pátria. Belluzzo pode ter sido o mais bem intencionado dos nossos presidentes, mas demorou demais pra assumir as rédeas do clube. Foi um puta azarado também. Trouxe Muriciy, Vagner Love, Valdivia, Felipão, Kléber, nada disso deu certo. Faltou a maldita sorte de campeão, faltou representatividade nas confederações para que o Palmeiras não fosse tão roubado, faltou mais agressividade no trato com a imprensa tão desrespeitosa com o clube, enfim, faltou coisa pra caralho.

Eis que agora surge um novo Sassá Mutema, cheio de modernismos e propostas arrojadas para convencer o palmeirense. Alguns se portam como se a partir de 20 de janeiro o Palmeiras sairá de um ostracismo de uma década para virar o novo Barcelona. Calma lá…

Há dois anos atrás, só se ouvia Belluzzo é a solução, Belluzzo vai inovar o Palmeiras, até o Benjamin Back, que não sabe NADA de Palmeiras, se propôs a engrossar o coro de tietes pelo renomado economista. Que, 730 dias depois, sai derrotado, desprestigiado e tido como um fracassado, como se fosse ele o único responsável pelo rumo que o clube tomou desde o ano 2000.

Amanhã, uma nova fase se inicia na política palmeirense. Quem quer que seja o vencedor do pleito, vai pegar um abacaxi pra descascar que até então não se viu. O clube totalmente demolido por conta das obras, a torcida absolutamente impaciente com o time de futebol, a situação política mais seguimentada que a Ex-União Soviética…

Lamento informar mas eu acho que nos próximos 02 anos nada vai mudar, ao menos não significativamente. A começar porque 02 anos não é tempo suficiente nem pra se inovar na administração de um condomínio, o que se dirá de um gigante amado por 18 milhões de aficcionados.

Enquanto isso, tenho que concordar com o Orelha, que a única forma de ajudar o Palmeiras é se associar e passar a fazer parte da vida política do Clube. Como diz o Orelha, quer abraçar o Palmeiras, associe-se!

Por isso, amanhã é o Dia D. Independentemente do que acontecer na eleição, está na hora de começar a participar ativamente pra que, quem sabe daqui há alguns anos, já possamos sentir a diferença da renovação política do clube.

E, depois que já tiver se associado, bora todo mundo pra porta da Academia participar do Protesto da Mancha! Abaixo a Ditadura e Diretas Já!

AVANTI PALESTRA!

E a impren$inha faz escola…

Nada me irrita mais do que aproveitadores.

A imprensa tem uma montanha de maus profissionais, que desrespeitam a história da Sociedade Esportiva Palmeiras a cada comentário maldoso e sarcástico a nosso respeito. Só ontem, em questão de minutos, Milton Neves se referiu ao Verdão como “Palmeiras de Desportos”, enquanto Casagrande cravava que o Palmeiras estava fora da disputa do Paulistão, pois era o mesmo time que foi eliminado pro Goiás no ano passado.

Ora, Sr. Imundo Neves, o que era o Santos em 2001 que não o “Santos de Desportos”? Mas assim o Sr. não se pronunciou do alto dos seus 02 metros de perímetro encefálico. E, Crackão, digo, Casão, o time do Gambá que jogou ontem não foi o mesmo que perdeu Paulista, Libertadores e Brasileirão em 2010? E o time dos Bambis só tinha um lateral de diferente do time que fracassou em 2010?

Mas esse post não é sobre esses Flavios Prados e congêneres. Hoje eu quero trollar outra sub-raça que afronta tudo o que o Palmeiras representa na nossa vida.

Tratam-se dos pseudo-jornalistas que se dizem palmeirenses e que vivem de “informar a nação alviverde”, leia-se chupinhar a atenção do torcedor com as mentiras mais deslavadas sobre futuras contratações e dispensas no elenco.

Alguns, mais caras de pau, põem nome e sobrenome e se comportam como se fossem Truman Capote, embora não passem de molequinhos que ainda estão de exame na faculdade e não têm a menor noção de sintaxe ou ortografia e menos ainda da responsabilidade que é ser jornalista. Se comparam a Alex Muller e Stevam Ciccone, embora em nada a eles se assemelhem…

Outros, muito piores, são os anônimos que não têm sequer coragem de se identificar e seguem incomodando não apenas os torcedores mas também os jogadores de futebol.

Ontem, quem acompanha o Twitter, viu um desses comédias ser apavorado pelo jogador Alex, que ainda teve que se dar ao trabalho de fazer uma nota de esclarecimento em seu site oficial, anunciado no microblog:

Alex10.com.br
Alex10combr Alex10.com.br 

esclarecimento: http://migre.me/3GEJD

Eis a nota:

Estou numa semana de treinamentos na cidade de Antalya e por conta desse período concentrado eu tenho muito tempo para acompanhar as noticias na Internet. Confesso para vocês que me incomoda muito a maneira como colocam certas situações e não vou permitir que meu nome seja envolvido em situações que não são verdadeiras.

Meu nome já apareceu em negociações com Palmeiras, Cruzeiro, São Paulo e outras equipes do futebol brasileiro. Agora surgiu a palavra leilão. Sei muito bem como essas situações funcionam. Quando minha condição estiver definida, vão me rotular em cima de todas essa notícias mentirosas que passam para o torcedor.

Sendo assim, acho fundamental esclarecer: todas as notícias que colocaram meu nome relacionado a negociações com o futebol brasileiro são mentirosas. Em momento algum entrei em negociação com o futebol brasileiro até agora. Todos sabem que meu contrato termina dentro de alguns meses, mas isso não quer dizer que eu esteja negociando um possível retorno.

Vou conduzir minha negociação como sempre fiz, com a discrição necessária e, quando tiver a situação definida, todos ficarão sabendo. Por isso faço questão de reforçar: tudo o que tem saído na imprensa brasileira é 100% mentira.

Aproveito para agradecer o apoio do torcedor, independente de clube, pelo carinho e o respeito com que sou tratado. E é justamente por todo esse respeito que não irei permitir usarem meu nome em notícias mentirosas.

Abraços e até a próxima,

Alex”

Não foi só. Alex, indignado com as inverdades vomitadas pelo sacripantas, completou, em twitada direta ao malfeitor: “nao o conheço e te digo: vc e mentiroso! e se realmente for palmeirense pare de atrapalhar seu time.”

A mesma canalhice foi feita por esses morféticos com os twitters de Rafael Moura e Maikon Leite, com mensagens do tipo Benvindo ao Palmeiras e tal… Foram totalmente ignorados.

O caso RG então, é um capítulo à parte, que nem merece mais ser contado…

E o pior de tudo é que o torcedor palmeirense, carente de conquistas, irritado com a maior parte do elenco que não reúne condições mínimas de vestir nossa camisa, acaba comprando as cascatas e nutrindo uma falsa esperança de que dias melhores virão, só porque o fulano vai chegar. O que nunca acontece, porque era tudo mentira e aí o torcedor se revolta com a diretoria, fica ainda mais impaciente com os atuais jogadores e o estrago tá feito.

Ora, esses safados podem até acertar uma ou outra das mentiras que plantam (implantar quer dizer outra coisa, viu ô analfabeto!), afinal muitas vezes atribuem pra si furos que são dados de antemão por jornalistas de verdade. Mas a absoluta maioria das lorotas são ou absurdas, do tipo “Palmeiras negocia com Cróifi (leia-se Cruyff)”, ou óbvias do tipo “Uendeu de volta ao Palneiras”.

Até hoje acompanhei em silêncio esses gambás enrustidos, por diversão: a depender deles o Verdão de 2011 teria Marcos, Maicon, Henrique, Dedé e Gabriel Silva, Chico, Assunção, Valdivia e Forlan, Trezeguet e Kléber. É até capaz que algum desses aí venha mesmo, mas com certeza não será por mérito algum desses boçais. O único objetivo, muito antes de “informar”, é engordar o número de seguidores pra tentar refletir um pinguinho de credibilidade ao teatrinho que exibem na Internet.

Mas, a partir do momento que os caras começam a atrapalhar, irritando um possível reforço e verdadeiro ídolo do time, fazendo que o cara fique com um pé atrás de voltar antes mesmo de começar a conversar sobre o seu retorno, é porque está na hora da torcida agir.

Primeiro, parem de seguir esses imbecis. O palmeirense tem que deixar de ser bobo. Reforço CONFIRMADO é o cara que veste a camisa no CT. Até lá, é tudo BOATO!

Em segundo lugar, temos que dar mais credibilidade à verdadeira mídia palestrina, como o Famiglia, o Mondo, a Estação Palestra, o Verdazzo e o 3VV, que não estão preocupados com mais nada senão passar aos torcedores a informação precisa sobre o dia-adia do clube, sem outras intenções, sem interesses escusos, sem visar o auto-benefício.

Por fim, temos que parar de se preocupar com quem vem ou quem sai. Temos que apoiar nossa camisa, não importa quem sejam os jogadores. Não vai ser a chegada ou saída de dois ou três jogadores que vai resolver as coisas no Palmeiras. O problema é muito pior e é com isso que o torcedor tem que se preocupar. Tem que cobrar a diretoria que essa guerra siciliana tem que acabar de uma vez.

Ao invés de ficar no twitter perguntando se é hoje que vai chegar o tal grande jogador do futebol europeu, devíamos estar cobrando todo dia os responsáveis pelo engavetamento do processo contra aquele conselheiro mustafista que denunciou a construção da Arena Palestra no CONSEG, isso sim!

Antes de ficar choramingando porque o Kleber ou o Mago podem sair, como dizem esses crápulas da desinformação, deviamos cobrar mais respeito da mídia esportiva e organizarmos mais ações de protesto como o abraço simbólico do último domingo, ou o comparecimento da torcida no CT amanhã, para protestar durante a realização das eleições, isso sim!

Afinal, ninguém aqui é palmeirense só porque este ou aquele jogador joga no Verdão, certo? E todo mundo sabe que o Palmeiras é muito maior do que qualquer jogador que vista nossa camisa, não importa quem seja, né? ENTÃO que se foda quem vem ou quem vai, porque sempre fica o PALMEIRAS!

Da próxima vez que você ver um comédia desse anunciando contratações bombásticas ou outras besteiras, não deixe de repreender o safado. Quem sabe assim eles desistem. Ninguém é bobo de querer despertar a fúria da torcida palmeirense. Ou é?

AVANTI PALESTRA!

%d blogueiros gostam disto: